sábado, 9 de fevereiro de 2019

PT: Luciano será o primeiro de muitos. Ou Humberto toma um rumo, ou fica sozinho

Resultado de imagem para Marília Arraes
Luciano Duque, Prefeito de Serra Talhada, que anunciou esta semana que está de saída do PT será o primeiro, mas, não o último. A depender do rumo que o partido tomar em Pernambuco pelos próximos quatro anos há dois caminhos: Ou Humberto fica ou o PT perderá os grandes nomes que existem nele. O prefeito foi apenas um. 

"O PT mesmo tem um projeto político para 2020 e 2022. Humberto já vendeu o partido ao PSB. Se Humberto não parar de ser um ditador dentro do partido ele ficará sozinho nele. Luciano foi apenas o primeiro e vem muito mais por aí pela frente e você vai poder dizer nome por nome, pois serão muitos. Marília é o nosso nome para 2022. Seja com o aval de Humberto ou de outro partido de esquerda" disse com exclusividade ao Blog uma fonte ligada ao partido.

O PDT de Ciro Gomes foi um dos partidos que abriram às portas para a deputada federal caso ela queira ser "candidata ao que quiser em 2020 e estará com as portas abertas em 2022 também" disse uma pessoa da executiva do PDT.

O Blog não procurou Marília Arraes e nem sua assessoria para comentar esses episódios, tendo em vista que a mesma reiteradas vezes negou que queira sair do PT.

Uma coisa é certa: O PSB vai ter que engolir uma disputa com Marília Arraes, seja no PT ou fora dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário