sábado, 10 de novembro de 2018

Bruno Araújo ganha força para presidir o PSDB nacional

Resultado de imagem para Bruno Araújo
O governador eleito de São Paulo, João Doria, vai mesmo alinhar o PSDB à base de apoio ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) e para tanto com apoio do presidente do partido em Pernambuco, deputado Bruno Araújo.

Derrotado na disputa presidencial, o ex-governador Geraldo Alckmin sinalizou que não vai oferecer resistência ao avanço de Doria e deve deixar a presidência do PSDB em maio, quando será realizada uma convenção da legenda.
“O Geraldo continua tendo grandeza de alma, espírito elevado e desprendimento. O que faz dele merecedor de respeito e admiração”, afirmou Doria.

O ex-governador foi eleito em dezembro de 2017 para presidir o PSDB. Aliados de Doria vinham defendendo que Alckmin deixasse o cargo sem completar os dois anos de mandato.

Em caráter reservado, o entorno de Doria já fala no nome do deputado federal Bruno Araújo (PE) como o mais cotado para presidir a legenda no lugar de Alckmin. “Doria é quem vai indicar o próximo presidente do PSDB”, disse o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, que é aliado do governador eleito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário