quarta-feira, 4 de julho de 2018

Paulo Câmara inaugura escola técnica no Cabo


Com o objetivo de fortalecer o setor educacional do Litoral Sul pernambucano, o governador Paulo Câmara inaugurou, hoje, a nova Escola Técnica Estadual (ETE) Luiz Alves Lacerda, no Cabo de Santo Agostinho. A estrutura, que recebeu um investimento de R$ 9 milhões, através do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), tem capacidade para atender aproximadamente 1.200 estudantes. O equipamento já é o segundo do modelo implantado no município, que já contava com a ETE Epitácio Pessoa. Com a inauguração de hoje, Pernambuco passa a contabilizar um total de 42 unidades já em funcionamento em Pernambuco. O compromisso do Governo do Estado é finalizar o ano com 50 ETEs.
“A cada evento de educação a gente fica mais satisfeito. Sabemos que tem muito o que avançar ainda, mas sabemos também que conseguimos chegar em um lugar que poucos acreditavam. Dez anos atrás, tínhamos 6 escolas técnicas. Hoje, já temos 42 funcionando. O presidente da Compesa, Roberto Tavares, se comprometeu a realizar um trabalho junto com as escolas do Cabo, justamente para promover oportunidades de estágio na instituição, visitas técnicas e cursos profissionalizantes. É um conjunto de esforços que faz com que tenhamos a certeza de que esses jovens vão ter um curso de qualidade, uma boa formação e que, através da educação, vão poder fazer a diferença em suas vidas”, destacou o governador.
A estrutura da nova ETE tem 5.577,39 metros quadrados de área e é composta por 12 salas de aula, secretaria, arquivo, almoxarifado, hall de acesso, espera, diretoria, coordenação, banheiros administrativos (masculino e feminino), biblioteca e sala dos professores. O local contempla, também, laboratórios de informática, ciências e física/matemática; além de cozinha, despensa, área de serviço, departamento de material de limpeza, banheiro de serviço, recreio coberto/refeitório, 4 baterias de banheiro de estudantes (masculino e feminino), 4 banheiros para pessoas com necessidades especiais, quadra coberta tamanho G com vestiário e laboratórios especiais.
Para o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, as ETEs permitem o desenvolvimento não apenas das atividades regulares do Ensino Médio, mas também do ensino integrado, juntamente com a oferta dos cursos profissionais. “Hoje, já ofertamos mais de 30 cursos nas nossas 42 unidades, variando de escola para escola. Começamos também a ofertar cursos que chamamos de subsequente para alunos que já concluíram o ensino médio; e e o MédioTec, aberto para alunos que estudam em outras escolas. Então, a escola acaba trabalhando com diversas modalidades. E isso faz parte do nosso compromisso de tornar as escolas mais atrativas. Os nossos estudantes têm muita vontade de aprender, ir para o mercado de trabalho e aplicar o conhecimento teórico na prática do dia a dia”, ressaltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário