domingo, 8 de julho de 2018

Desembargador volta a ordenar soltura de Lula

Após decisão de relator, desembargador plantonista volta a ordenar soltura de Lula. Rogério Favreto mandou que decisão seja cumprida em uma hora. Mais cedo, relator do caso, João Pedro Gebran Neto, determinou que ex-presidente não fosse solto.






Do Portal G1 - RS

Após decisão de relator, desembargador plantonista volta a ordenar soltura de Lula. Rogério Favreto mandou que decisão seja cumprida em uma hora. Mais cedo, relator do caso, João Pedro Gebran Neto.
O desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Rogério Favreto voltou a ordenar a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na tarde deste domingo (8), após manifestação do desembargador relator João Pedro Gebran Netoque determinou que a Polícia Federal se abstenha de praticar qualquer ato que modifique decisão da 8ª Turma, que confirmou a condenação de Lula. Mais cedo, Favreto já havia mandado soltar o petistae o juiz Sérgio Moro disse que ele não tinha competência para tomar essa decisão.
Conforme o novo despacho do desembargador plantonista, a soltura de Lula deve ser cumprida em até uma hora, a contar a partir da publicação da decisão, às 16h12. Favreto se manifestou, ainda, sobre o posicionamento do colega João Pedro Gebran Neto e afirmou que "deliberou sobre fatos novos relativos à execução da pena".

Nenhum comentário:

Postar um comentário