quarta-feira, 27 de março de 2019

Coluna do Blog - Dia 28 de março de 2019

Resultado de imagem para Jair Bolsonaro

Os ruídos na comunicação do governo Bolsonaro 

Na noite desta quarta-feira duas notícias rodaram grupos de WhatsApp, páginas entre outros. Em uma delas, uma jornalista da Globo Eliane Cantanhêde anunciou em sua conta no Twitter que o Ministro da Educação estava demitido pelo Presidente Jair Bolsonaro (PSL) e que a "fonte" era segura. Em outro lado, o jornalista Allan dos Santos, noticiou que a questão da demissão era fake e que a fonte da jornalista global não era mais forte que a dele. 

O grande problema não está na notícia ser fake, ou não. Pois ela pode ter sido verdade e para não dar razão a jornalistas ter deixado ela mais para frente. E veja bem: Isso foi com um ministro da educação, o senhor Ricardo Vélez que esteve mais cedo na Câmara onde foi pressionado pelos deputados. Escreveu o ministro em seu Twitter:

O jornalismo brasileiro se põe raivoso por estar, pela primeira vez, sem poder barganhar às custas de trocas de favores. Meu compromisso é com os brasileiros e seus representantes. Os veículos que busquem outras fontes de financiamento.

No entanto se a mídia está errada, se a mídia age de maneira equivocada, errônea, a única prejudicada será ela mesmo pois perderá a credibilidade, perderá leitores, perderá ouvintes. Mas se o governo erra meu amigo, perde o povo. E o governo não está errando, está se amostrando em erros. São cem dias em que se está sem nada. O Presidente já chegou a mudar sua equipe de comunicação na noite do dia 26 justamente por dúvidas, por incertezas e insegurança com a equipe. 

Vale frisar e dizer aqui o que bem disse sabiamente um político brasileiro: Está na hora de Bolsonaro renunciar de vez ao cargo de deputado e assumir o cargo de Presidente. As missões são bem diferentes.

Pisando na bola
Carlos Bolsonaro foi o primeiro a tuitar que Rodrigo Maia estaria nervoso com a prisão de Moreira Franco.
Dias depois, o perfil de Jair Bolsonaro no Twitter reproduziu comentário de Alexandre Garcia no mesmo tom.

Agora pense...
Se Jair Bolsonaro que está no cargo de Presidente da República vai e faz uma besteira dessa com aquele que vai coordenar a Reforma da Previdência. O que ele não fará com os demais?
Maia chegou a dizer que o “Brasil precisa sair do Twitter e ir para a vida real”. Mas parece não haver diferença.

Haddad multado 
Edson Fachin multou Fernando Haddad em R$ 176,5 mil por pagar ao Google para promover um site negativo sobre Jair Bolsonaro na campanha eleitoral.
O ministro do TSE levou em conta regra da lei que só permite o impulsionamento de conteúdos para beneficiar candidaturas ou partidos.

Câmara de Caruaru vai chamar concursados
O Presidente da Câmara de Caruaru, Lula Torres (PDT) confirmou ao Blog do Silvinho que irá convocar todos os 40 aprovados no concurso da casa até o mês de setembro, prazo em que se encerra a validade do concurso. O vereador disse que em breve estará anunciando como será a nomeação.

Reação diferente
Se no meio da militância do Presidente Jair Bolsonaro a nomeação do ex-deputado federal João Fernando Coutinho não foi bem digerida. No meio política foi recebida com festa. João é articulado e tem tudo para fazer um grande trabalho na Codevasf, dizem políticos e aliados. A indicação foi de FBC que é uma das poucas vozes sensatas, com mandato, no governo.

Polícia pediu afastamento e prisão de prefeito
O prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), é um dos investigados na apuração de um esquema de corrupção que teria desviado R$ 30 milhões dos cofres do município. Ele e outros 19 agentes públicos ligados ao município são alvo da Operação Hárpalo, deflagrada pela Polícia Civil na terça-feira (26). Demóstenes teira cometido os crimes de organização criminosa, fraude à licitação, peculato e lavagem de dinheiro. Por conta dos indícios da prática criminosa, a polícia chegou a solicitar à Justiça a prisão e o afastamento do prefeito, mas o pedido foi negado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE)

PP se fortalece na Assembleia
O Partido Progressista em Pernambuco, sigla comandada pelo deputado federal Eduardo da Fonte, segue ampliando a sua força política no estado.
A novidade do momento envolvendo o PP está relacionada a entrada do deputado estadual Fabrízio Ferraz à agremiação.  Agora, com Ferraz, o Partido Progressista se iguala ao PSB na Assembleia Legislativa com uma bancada de 11 deputados titulares.

Silvinho Silva é editor do Blog
silvinhosilva2018@gmail.com
(81) 98281 4782

Nenhum comentário:

Postar um comentário