quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Paulo Câmara pode ter realizado pedaladas fiscais para fechar contas de 2018

Foto: Mariana Carvalho/Divulgação
O governador Paulo Câmara (PSB) fez uma manobra que foi questionada pela deputada Priscila Krause (DEM) aos órgãos do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco bem como ao Ministério Público de Contas. Um aditivo de prazo para contrato de gestão da folha de pagamento do Governo de Pernambuco. A administração da folha é feita pelo Banco Bradesco e foi prorrogada pelo período de 2021 e fevereiro de 2022.

A manobra fiscal e administrativa acusada por Priscila, se deve ao fato também de não ter sido divulgado no diário oficial.
Vale lembrar que por menos do que isto, o Congresso Nacional aprovou o impeachment da ex-presidente Dilma em 2015, a chamada pedalada fiscal.

Os nossos deputados estaduais devem levar isso à fundo e investigar, e que tomem às medidas necessárias para com a irresponsabilidade do governador Paulo Câmara. O erro é erro e os deputados não podem passar a mão na cabeça de ninguém não.


Veja a matéria completa no Blog do Jamildo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário