sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Coluna Diária - Dia 15 de Fevereiro

Resultado de imagem para Joel da Harpa
Chamar governo de "mais gay" é falta de respeito dos grandes

Quando os nossos deputados e deputadas e líderes partidários vão começar a pensar mais em Pernambuco? O que vimos hoje na Assembleia Legislativa de Pernambuco foi motivo de vergonha para quem entende alguma coisa e para quem não entende e que gosta de política e por isso tenta entender.Beira ao ridículo certas atitudes de alguns parlamentares. Eu não conheço o deputado Joel da Harpa, não tenho a mínima ideia de quem seja, mas ele enviou um texto para os Blogs de Pernambuco e a mídia em geral dizendo que o governo do estado estaria "mais gay" do que nunca. Vocês já repararam quem for contra e quem for a favor de uma frase dessa, de quanto ela ressoa negativamente a nível nacional e até mesmo no reduto de nossas terras. Será que ser mais gay é sinônimo de ser "mais competente" ou de ser "mais incompetente"? Tudo isso porque a bancada evangélica não conseguiu emplacar a presidência da comissão de direitos humanos que muitos não sabem nem pra que serve. 

Começa mandato, termina mandato e os deputados parecem que não notaram ainda que o que o povo de Pernambuco quer é ver resultado, é ver trabalho é ver pé no chão. Me desculpem às lideranças evangélicas, às católicas, às demais, mas eu não acredito neste tipo de bancada. Para mim, o que existe é um parlamento que prometeu "honrar e defender a constituição pernambucana" e não uma "causa". Lógico, que cada parlamentar tem o direito de defender conforme sua ideologia, mas devem defender a todos! Vocês não foram eleitos para defenderem "apenas" esta parcela, mas todo o povo pernambucano. 

Vou tentar ser bem direto: Os parlamentares precisam sim serem os legítimos representantes em uma casa legislativa que é uma amostra da escolha do povo pernambucano. Seus nomes, grupos, e bancadas em comissões dão a nossa democracia uma solidez. Mas nunca perder o equilíbrio e o respeito. Até porque, enquanto os nobres deputados estão em seus gabinetes com ar condicionado o povo está sofrendo com inúmeros problemas nos transportes, na saúde, na segurança, e os deputados precisam se acordar para isto.

Mas vamos ao resumo...
Líder da oposição na Câmara do Recife, o vereador Renato Antunes (PSC) acusa a prefeitura de criar cargos para acomodar o PT.O projeto do Executivo veio para acomodar os novos partidos da Frente Popular. “O discurso de diminuir cargos comissionados é apresentado como plataforma, mas o que parece é que a real intensão foi aumentar o número de secretaria ( de 15 Para 19), com intensão de acomodar novos aliados, como o Partido dos Trabalhadores (PT), e outras amarrações realizadas nas eleições 2018. Tudo isso em véspera de ano eleitoral”, finalizou Renato Antunes.

Em defesa dos pequenos produtores rurais
Em defesa dos pequenos produtores rurais de todo o Brasil, o deputado federal Sebastião Oliveira deu entrada, na Câmara Federal, em Brasília, no Projeto de Decreto Legislativo (PDL), número 34. 
Esta importante iniciativa do parlamentar pernambucano trata de sustar os efeitos do decreto presidencial assinado pelo ex-presidente Michel Temer que retira os subsídios de energia elétrica de pequenos produtores rurais e cooperativas de irrigação. 

Aquele que foi, sem nunca ter sido
Com o desmentido do Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), de que não teria feito nenhum convite ao Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) para ser o líder do governo no Senado Federal e depois de várias notícias espalhadas nos meios de comunicação, só podemos que o senador pernambucano caiu no conto da viúva porcina.

Na cola de Bivar
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, hoje, que a suspeita de que o partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, tenha repassado dinheiro a candidaturas laranjas está sendo apurada e que “eventuais responsabilidades” serão “definidas” após as investigações, informou o  Estadão.

Irregularidades
Auditoria especial realizada pelo TCE nas verbas indenizatórias da Assembleia Legislativa relativas aos exercícios de 2015 e 2016 foi julgada irregular pelo Tribunal de Contas, no último dia 12 de fevereiro, em processo que teve como relatora a conselheira Teresa Duere. A auditoria foi formalizada após a análise de um processo de denúncia que identificou irregularidades no ressarcimento de despesas de verbas indenizatórias do então deputado Lupércio Nascimento, incluindo o pagamento a três “empresas fantasmas” que também constavam nos pedidos de ressarcimento de outros 22 parlamentares. Em razão disso, o TCE estendeu a análise às verbas de gabinete constatando também irregularidades nessas prestações de contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário