sábado, 26 de janeiro de 2019

PSB, PDT, Rede e PPS fecham bloco “independente” no Senado

Um grupo de 14 senadores de quatro partidos (PSB, PDT, Rede e PPS) anunciou, na tarde desta sexta-feira (25), um bloco que promete não fazer "nem situação automática nem oposição sistemática" ao governo Bolsonaro. O bloco afirmou ainda não ter definido um nome para apoiar na disputa pela presidência do Senado.

"Nem uma candidatura própria [do bloco] está descartada" afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O bloco foi batizado com o nome de "Senado Independente", e será oficializado assim que os congressistas tomarem posse.

Os senadores que compõem o bloco são Leila do Vôlei (PSB-DF), Veneziano (PSB-PB), Jorge Kajuru (PSB-GO), Acir Gurgacz (PDT-RO), Cid Gomes (PDT-CE), Katia Abreu (PDT-TO), Weverton Rocha (PDT-MA), Randolfe Rodrigues (Rede-AM), Fabiano Contarato (Rede-ES), Flavio Arns (Rede-PR), Styvenson Valentim (Rede-RN), Alessandro Vieira (Rede-SE), Marcos do Val (PPS-ES) e Eliziane Gama (PPS-ES). Segundo Randolfe, o bloco ainda negocia a adesão do senador Reguffe (sem partido-DF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário