segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

CREF12/PE nega documentos aos conselheiros e caixa preta continua

O Conselho Regional de Educação Física da 12ª Região (CREF12/PE) continua sendo exemplo negativo. Depois da ex-presidente realizar uma mutreta para tumultuar a última plenária que deveria ter sido realizada em 20/12/2018 e nomear uma diretoria completamente ilegal o CREF12/PE continua desrespeitando as leis.

Vários conselheiros da autarquia federal solicitaram diversos documentos e têm todos os pedidos ignorados.

A cópia das atas das deliberações realizadas no dia 20/12/2018 já foram solicitadas quase dez vezes pelos conselheiros. Nos cartórios nem sinal do registro da ata. A reunião secreta também continua com ata secreta.

Os representantes da educação física pernambucana também solicitaram as cópias das atas de todas as reuniões plenárias dos últimos 03 (três) anos. O CREF12/PE também ignorou os pedidos dos conselheiros e não entregou.

O Tribunal de Contas da União (TCU) já decidiu sobre isso. Os conselhos profissionais devem publicar em seus sítios (site) as atas da plenárias. No site do CREF12/PE, entretanto, não há nenhuma ata publicada. Pelo contrário, as informações são omitidas até para os conselheiros.

O CREF12/PE não divulga informações sobre a data, horário, local das reuniões, deliberações e atas de seus órgãos colegiados. Não há informações referentes ao resultado de auditorias no site, divulgação das receitas, despesas detalhadas. Também não constam os pagamentos, a qualquer título, a empregados e Conselheiros no site. Nem mesmo divulga os pagamentos de diárias e passagens.

O regimento eleitoral do CREF12/PE prevê a publicação no site da relação dos Profissionais de Educação Física que exerceram o direito ao voto no prazo máximo de 60 (sessenta) dias após a eleição (06/11/2018). Passados quase 90 (noventa) dias e não foi publicada essa relação.

Os responsáveis por esse festival de trapalhadas deverão ser responsabilizados em diversas esferas (civil, criminal e administrativa).

O CREF12/PE continua paralisado. Os profissionais de educação física não reconhecem a diretoria nomeada pela ex-presidente. Não aceitam golpe. Querem democracia, legalidade e moralidade.

As consequências da fraude já estão sendo sentidas no funcionamento do CREF12/PE, pois as contas bancárias estão bloqueadas e todas as comissões estão paralisadas aguardando definição dos nomes, já que não houve qualquer deliberação do conselho para as respectivas nomeações. Estão paralisadas a comissão de Ética, Documentação, Orçamento e Finanças, Fiscalização, entre outras.

Em uma democracia não existe unanimidade, mas quem governa é quem tem maioria. Qualquer coisa fora disso é ditadura, tirania e autoritarismo. A oposição ganhou a eleição do Conselho Regional de Educação Física da 12ª Região (CREF12) e tem maioria dos conselheiros. Deve obviamente presidir o CREF12/PE.

Aguardemos as cenas dessa novela mexicana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário