segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

ALEPE: Conheça a deputada Alessandra Vieira

Resultado de imagem para Alessandra Vieira
Alessandra Xavier da Rocha Vieira nasceu em Santa Cruz do Capibaribe, no dia 17 de setembro de 1973 e foi a última dos cinco filhos de Pedro Alves da Rocha e Adalva Olinda Xavier Rocha.
Aos nove meses de vida, Alessandra perdeu seu pai e aos 10 anos já ia pra feira de confecção ajudar os irmãos, vendia doces e ainda contribuía com as tarefas domésticas. 
Sua paixão pela política veio desde cedo, em 1988, aos 15 anos, já participava de militância de campanha eleitoral, foi onde conheceu Edson Vieira. Após 11 anos, eles se casaram e dessa união nasceram três filhas: Raquel, Gabriela e Sophia. 
Em 1992, Edson Vieira foi candidato a vereador e Alessandra se engajou ainda mais na política, daí então não parou mais. Participou ativamente das campanhas seguintes e dos mandatos do seu marido para vereador, deputado estadual e prefeito, se fazendo sempre presente nos municípios que ele representou. 
A partir daí Alessandra realizou várias ações como a distribuição de brinquedos no Dia das Crianças, doações para as mais diversas entidades da Capital da Moda e solicitações a Edson Vieira de envio de emendas para entidades de cunho social nos municípios onde ele atuou. 
Algo que sempre preocupou Alessandra durante o tempo que residiu na Capital foi ver seus conterrâneos dormindo em calçadas de hospitais em busca de tratamentos de saúde. Quando Edson Vieira foi eleito prefeito, em 2012, o primeiro pedido da primeira-dama foi a abertura de uma casa de apoio para abrigar essas pessoas. Assim foi feito e para ela foi a realização de um sonho. 
Em 2013 foi nomeada secretária de Cidadania e Inclusão Social, que depois passou a ser Governo e Desenvolvimento Social. À frente da pasta até 2018, implantou projetos e ações por sua Secretaria e idealizou alguns que foram realizados por outras secretarias, como:
Prefeitura nos Bairros - ação que leva os serviços públicos aos bairros;
Transformar - um programa que vem resgatando usuários de drogas e oferecendo qualificação profissional;
Mãe Amiga - programa que cria grupos de gestantes e oferece palestras, oficinas, enxovais e acompanha as mães do início da gestação até o nascimento das crianças;
Grupo de cadeirantes - oferece palestras, distribuição de medicamentos e de materiais de higiene;
AME Infantil - ambulatório de especialidades voltado para crianças, implantado pela Secretaria de Saúde;
Criação de grupo de voluntários para acolher doentes e familiares no Hospital Municipal na época do surto de Dengue, Zika e Chikungunya, além de campanha de doação de medicamentos e equipamentos; 
Centro de Reabilitação em Fisioterapia - implantado pela Secretaria de Saúde para atender crianças com microcefalia, paralisia cerebral e prematuros, contribuindo com seu desenvolvimento e qualidade de vida; 
Centros de Saúde e Cidadania - unidades que de forma integrada levam serviços de saúde e assistência social para os bairros mais afastados da cidade;
Sistema de Informação da Mulher (SIM) - sistema informatizado, onde são registrados os casos de violência contra a mulher pelos integrantes da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, como o Centro de Referência da Mulher, a UPA 24h e as polícias Civil e Militar. O SIM é um projeto pioneiro no Estado. O SIM foi um dos grandes responsáveis pela conquista do prêmio estadual “Prefeitura Amiga da Mulher”, oferecido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco;
As dificuldades enfrentadas pela sua família a levaram a valorizar a vida, respeitar e cuidar do próximo e fizeram enxergar na carreira política do seu marido a oportunidade para trabalhar pelas pessoas, especialmente pelas causas sociais, pelas mulheres, crianças e pessoas com deficiência. 
Com a entrada na vida pública, com determinação e coragem, Alessandra passou a se dividir entre a família, a política e as ações sociais. Mesmo com uma rotina atarefada, ela não abre mão de nada e não pensa em parar tão cedo de contribuir com sua cidade. 
Diante do trabalho desenvolvido por Alessandra durante esses anos de vida pública e da sua contribuição para o fortalecimento do grupo político que faz parte, seu nome cresceu e chegou o momento em que ela colocou seu nome à disposição para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. 
Eleita com 45.115 votos e majoritária em sete municípios, Alessandra é a primeira deputada estadual de Santa Cruz do Capibaribe e ampliará seu trabalho pelas causas nas quais sempre defendeu, especialmente pela inclusão e pelas mulheres. 

(Assessoria de Imprensa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário