quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Coluna do dia 08 de novembro de 2018

Resultado de imagem para Paulo Câmara
O governo que seja a cara de Paulo


Paulo Câmara está pensando como irá acomodar os aliados no seu futuro novo governo e pretende cuidar disso quando voltar das férias no dia 20. Segundo informações de bastidores é que quem esteve com Paulo na campanha será contemplado de um jeito que todos tenham espaço mas é inegável que mudanças bruscas vão acontecer no seu secretariado. Mas não serão àquelas mudanças que são por falta de empenho ou por falta de resultado, mas sim porque o governador quer fazer do seu segundo governo um governo com a sua cara. 

Para início de conversa é colocar em algumas secretarias que são estratégicas prováveis candidatos a prefeito nas cidades pólo do estado. Seria João Campos (Recife) Gleide Angelo (Jaboatão) Sebastião Olveira (Serra Talhada) Lucas Ramos (Petrolina). Paulo ainda estaria vendo um nome que pudesse agregar os aliados em Olinda. Caruaru ainda é outra cidade que estaria também na lista do governador, o problema é a enorme quantidade de pré-candidatos que dificultariam uma aliança já no primeiro turno.

Além das questões eleitorais, o governador Paulo Câmara também olha o seu nome e o peso administrativo ao querer ao seu lado auxiliares que sejam extremamente ligados ou que sejam do seu perfil. Tendo em vista justamente isso, o governador pediu que partidos aliados busquem os melhores quadros para poder assim fazer um governo técnico e que possa contribuir com os anseios do povo pernambucano.


Aumento para todos 
O aumento aprovado pelo senado federal do STF não foi apenas para os magistrados da suprema corte. O caso é que como o salário do ministro do STF é o teto para o aumento de outros salários o famoso "efeito cascata". A partir de agora vai ter aumento adoidado podem aguardar nas Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais. 

2 a 1 em Pernambuco
Apenas o senador reeleito Humberto Costa (PT) não votou pelo aumento salarial dos ministros do STF. Tanto o senador Armando Monteiro (PTB) quanto o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) votaram a favor do aumento de 33 para 39 mil reais. Sendo que Fernando Bezerra foi o relator do projeto e votou a favor.

Rombo de 4 bilhões
Segundo consultores do Senado e da Câmara, o impacto nas contas públicas,  com o aumento dos salários dos ministros, poderá chegar a quatro bilhões de reais. Isso porque haverá o efeito cascata, já que os salários dos ministros servem de orientação para demais salários do funcionalismo público no Executivo, Legislativo, Ministério Público, além dos estados.

Não aceitou o convite
A delegada Patrícia Domingues não aceitou o cargo oferecido no DACRO. A delegada polemizou esses dias e movimentou o estado contra a criação do departamento. A delegada pode compor a equipe do Ministério da Justiça, e o seu "não" ao Dacro só vem corroborar com o que estamos dizendo a alguns dias.

O que será?
O Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o presidente da república Michel Temer (MDB) tiveram um encontro hoje e após ambos fizeram uma declaração conjunta à imprensa. É sabido por todos que o atual presidente Michel Temer desejaria ser o embaixador do Brasil ou algum cargo que pudesse livrá-lo de perder o foro privilegiado. Nessa declaração conjunta, Bolsonaro disse que ano que vem estaria "procurando sempre o presidente para ajudar no governo". A pergunta que fica é, qual será o tipo da ajuda?

Preso
O ex-presidente do Instituto de Previdência Social de Orobó (Ipreo), Gustavo José da Silva, de 25 anos, foi preso temporariamente, hoje, em uma ação da Polícia Civil.
Gustavo é acusado de desviar R$ 2,6 milhões que seriam para pagar aposentadorias de servidores públicos.

Diplomação
Jair Bolsoanro (PSL) será diplomado dia 10 de dezembro às 11 da manhã, na sede do Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília. A informação foi confirmada há pouco ao blog pelo futuro chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM).

Silvinho Silva
silvinhosilva2018@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário