terça-feira, 31 de julho de 2018

Coluna Digital: PT vai de Marília

PT DECIDE NO DIA 02 DE AGOSTO O SEU DESTINO

Imagem relacionada
O PT se reunirá no próximo dia 2, quinta-feira, às 17 horas em Recife para decidir  se vai seguir com candidatura própria ou se vai se aliar ao PSB. Não existe mais essa questão de a direção nacional intervir em nada. O que ficar decidido quinta-feira será fechado por um simples fato: O PT deixou de ser um partido que está priorizando a aliança nacional, para dar prioridade onde tem seus governadores, ou chances reais de conquistar o governo. Pela primeira vez na história o PT tem chances reais de chegar ao comando do Palácio do Campo das Princesas,através da candidatura da vereadora Marília Arraes. Nunca antes o partido sentiu tão de perto o favoritismo em uma eleição estadual como agora. E não existe exemplo melhor de que o PT estadual é quem vai dar às cartas como os nossos estados nordestinos.

No Ceará, pelo benefício da reeleição do governador Camilo Santana (PT), o partido abriu mão da candidatura à reeleição de José Pimentel (PT) um dos seus fundadores naquele estado. Em troca, o governador receberá o apoio de nada mais nada menos que Eunício Oliveira do MDB de Michel Temer. Ora, o MDB vai entregar o seu tempo de TV ao PT para fazer campanha para Lula? Não. Ali o PT agiu em benefício da candidatura própria do seu governador. Outro estado que o PT segue fazendo alianças para o benefício do seu governador é o Piauí de Wellington Dias, que é pré-candidato a reeleição. Lá, a chapa está fechada  com Marcelo Castro do MDB e Ciro Nogueira do PP. Um apoiando Meireles e o outro, Alckmin.

Se nesses estados, o PT priorizou os seus governadores em detrimento de candidaturas até mesmo históricas, que dirá aqui em Pernambuco, onde a sua pré-candidata tem um percentual nas pesquisas iguais ao do governador que já tem 3 anos e 7 meses de um governo que foi a continuidade de 8 anos de outro do PSB.  300 delegados petistas de todas às regiões do estado vão decidir se o PT terá candidatura própria no estado ou se ficará à reboque do PSB indicando Humberto para aliança como candidato à reeleição. O PT não esteve apenas perto de decidir se vai caminhar com suas próprias pernas, mas se vai continuar existindo no estado ou não. Marília deu ao PT a cara que o partido não tinha em Pernambuco se tornando um fenômeno eleitoral. O grande problema: Cresceu mais do que Humberto esperava, tanto que o senador não consegue mais vencê-la. Se Marília tivesse ficado quieta, já teria sido rifada. 

Mas ela recebeu apoio de Lula e da direção nacional para colocar sua pré-campanha no ar. Marília viu o vácuo no estado por falta de uma oposição coesa, e soube crescer junto à militância que nunca esteve tão animada como está agora para a campanha. Como não posso adivinhar o resultado de uma eleição pois todas têm suas caixinhas de surpresa, não posso dizer que Marília Arraes está ou será eleita. Mas que será uma grande campanha a disputa entre Paulo Câmara, Armando Monteiro e Marília Arraes, isso eu posso garantir. Aguardemos pois os próximos capítulos desta novela.

Desconfortável - O Senador Humberto Costa (PT) disse em entrevista a uma rádio do agreste que não se sente confortável em uma chapa que tenha como aliado o deputado federal Silvio Costa (AVANTE) por ele ter um histórico de ser briguento. E o que diz o senador da companhia de Jarbas Vasconcelos do MDB?

MDB na Mira - O Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) viajou para Brasília de onde participará de reuniões da direção nacional do partido. O deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) está meio suspeito deste retorno de Bezerra Coelho temendo que ele tenha ido mexer os pauzinhos para levar o partido para o palanque de Armando. Afinal, até domingo tudo pode acontecer.

Ofertando Minas por Pernambuco - O PSB, segundo o deputado federal Silvio Costa (Avante) fez uma oferta ao PT nacional. Eles retiram a candidatura de Marília Arraes (PT) aqui no estado e o PSB retira a candidatura de Márcio Lacerda em Minas.

Estamos preparados - Uma fonte ligada ao PSB disse que o partido está preparado para vencer a eleição este ano seja com o PT, ou sem o PT. Todo chá é pouco nesses últimos dias que antecedem às convenções partidárias e principalmente a do PT e do PSB.

Dobradinha - O pré-candidato a deputado federal Milton Coelho (PSB) dobra em Belém de Maria com o deputado estadual Beto Accioly (PP). Eles contam na cidade com o apoio do ex-prefeito Tio Correia. 

Não vai rolar - O solidariedade está prestes a deixar o palanque de Paulo Câmara se for mesmo confirmado o nome de Luciana Santos (PC do B) como vice. O Prefeito de Olinda, Lupércio e o seu aliado, deputado federal Augusto Coutinho (SD) não querem ouvir falar e ameaçar se debandarem para o palanque de Armando.

Silvinho Silva
email: silvinhosilva2018@gmail.com
(81) 98281 4782


Nenhum comentário:

Postar um comentário