sexta-feira, 29 de junho de 2018

Peça em Garanhuns: Prefeito proíbe e Governo de Pernambuco diz que faz

A polêmica e as discussões em torno da peça "O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu", como nas demais cidades por onde passa, chegou também a Garanhuns onde o espetáculo está previsto para ser apresentado no dia 26 de julho dentro da programação teatral do 28º FIG. A controvérsia é que a peça é uma releitura de Jesus vivendo nos dias atuais como uma travesti, interpretada pela atriz Renata Carvalho. A proposta tem causado revolta de grupos religiosos. Em cidades como Jundiaí e Salvador o espetáculo foi alvo de ações na Justiça pedindo o seu cancelamento. No Rio, o prefeito Marcelo Crivella usou as redes sociais para criticar duramente "O evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu".
Nesta terça-feira, 29/06, em entrevista a uma rádio, o prefeito Izaías Régis afirmou que não vai ceder o Centro Cultural para a apresentação do espetáculo. Ele disse que ligou para o Secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, para informar sobre o veto do Centro Cultural. "Não tenho nada contra os transexuais, mas somos uma cidade cristã. É uma coisa que atinge o Cristianismo. Quero o apoio da sociedade e das igrejas para que possamos impedir a peça. A maioria do povo não quer a peça então vamos trabalhar para que ela não aconteça no Centro Cultural", disse Régis. 
Através de seu blog de notícias, o Governo do Estado, ao fazer o anúncio da programação teatral do Fig 2018, defendeu a exibição como uma forma de fortalecer a luta contra a intolerância e a discriminação. "A programação de teatro figura entre os destaques desta proposta curatorial. Vinte e quatro premiados espetáculos da atualidade brasileira, de grupos de prestígio internacional, estão confirmados. O combate à intolerância e à discriminação vai ganhar força com a apresentação das obras selecionadas. Entre elas, O Evangelho segundo Jesus, a Rainha do Céu, alvo de protestos pelo País e que chegou a ter sessões canceladas por decisão judicial, evidenciando o preconceito contra as pessoas transexuais", diz parte do texto publicado no blog do Governo de PE. 
Nas redes sociais, a maioria dos internautas se posicionou contra a exibição da peça aqui em Garanhuns. Já segundo Izaías, o secretário de Cultura, Marcelino Granja, afirmou que a tentativa de proibição do espetáculo é coisa de moralista e que se a Justiça for acionada, uma possível liminar censurando a peça seria cassada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário