sexta-feira, 29 de junho de 2018

Ministro do STF arquiva processo contra Bruno Araújo por falta de provas

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, arquivou, nesta sexta-feira, 29, o processo que investigava o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) em que era citado no inquérito da Odebrecht.

Bruno Araújo comentou a decisão do ministro Toffoli. “Aguardei com serenidade esse dia. Agradeço a todos que durante esse período trouxeram palavras de confiança”, disse.

“O presente inquérito perdura por prazo significativo, com prorrogações sucessivas, sem que tenham aportado nos autos elementos informativos que se possa considerar elementos de corroboração às declarações dos colaboradores, ou provas outras”, afirma o ministro Toffoli no despacho de arquivamento.

Em outro trecho da decisão Toffoli afirma que “dado o quadro fático-jurídico delineado nos autos, consoante exposto, permitir o prosseguimento deste inquérito significa admitir o constrangimento ilegal do investigado, com o que não se pode compactuar.”, frisou Toffoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário