terça-feira, 26 de junho de 2018

Coluna digital - O medo dos prefeitos do interior

Resultado de imagem para João Doria
EFEITO JOÃO DORIA 

Já existiu campanha eleitoral que o candidato chegava para o prefeito de uma cidade do interior e perguntava: Quantos votos o senhor me dá? E o prefeito daquela cidade todo cheio de pompa e de "prestígio" de estar com a máquina na mão dizia: Eu lhe dou 5 mil votos tranquilo. E o deputado somava: Cidade "x", 5 mil votos. Era o chamado curral eleitoral. Você fechava com dez prefeitos de 5 mil votos, o mínimo que tinha era 50 mil, pois os prefeitos usavam a técnica de jogar bem abaixo o seu prestígio eleitoral. Alguns que prometiam 5 mil, chegavam a dar 6, 7 mil. Agora, e hoje? Será que o prefeito tem como dizer a um deputado que dá uma certa quantidade de votos? O tempo muda demais, os eleitores de hoje já não são aqueles de antigamente. Hoje vasculham a vida de seus candidatos para poder dar o voto.


Pois é. Tenho conversado com alguns amigos prefeitos, outros que foram candidatos e perderam, alguns que ainda vão ser candidatos e é quase unânime: Ninguém arrisca mais prometer votos a um candidato. Promete engajamento, dar o melhor de si, muitas vezes ir no porta a porta. Pedi aos funcionários. Pedir a quem fez um favor. Mas a campanha de deputado estadual e deputado federal está muito difícil. Essa será a primeira eleição a nível federal depois da Operação Lava Jato, que levou inúmeros políticos para a cadeia. A descrença na classe política está enorme que muitos chegam a procurar o "outsider", alguém desconhecido da política para ver se dá um jeito. Em 2016, João Doria Jr. foi eleito prefeito de São Paulo no primeiro turno com este discurso: "Não sou político, sou gestor". Passou um ano e quatro meses de mandato o gestor João Doria, arriscou um voo mais alto, o Governo de São Paulo. Assumiu em seu lugar o vice, Bruno Covas, que diferente de Doria, é um político e também gestor.


Esse efeito de demonizar os políticos tem feito surgir uma nova classe política: Os que atacam às "fake news", os que atacam o "sistema" os que atacam "a justiça" para se passarem por vítima diante de uma sociedade que está totalmente desacreditada de seus políticos. Olhar o Congresso Nacional é olhar o gosto, a vontade do povo. Sim, dos mais sérios aos mais bizarros tipos de políticos que ali se encontram. Lembrem bem que o voto da revolta já elegeu Tiririca, Clodovil. O que assombra os políticos é justamente os noticiários políticos de exemplos que tivemos recentemente no país: Tocantis, nada menos que 60% do povo "faltou, anulou ou votou em branco" no segundo turno. E dos 40% dos eleitores mais de 70% escolheram um dos candidatos. É como se a mídia quisesse dizer: "Olha a lição de Tocantins"! O povo não quer ir votar. E o ruim disso,é que quem não quer ir votar entrega a terceiros como que uma procuração: Eu não quero votar, vai lá e escolhe por mim. É o velho ditado que quem não gosta de política é comandado por quem gosta. 


Trazendo para Pernambuco - 65% dos eleitores que respondem às pesquisas de opinião de votos dizem claramente que "não vão votar", que "vão votar em branco" ou que preferem "anular o voto". Já imaginou se esse número se traduz em realidade a decepção que vai ser para deputados que esperam ser eleitos com milhares de votos e se o forem, ser com um número abaixo do esperado?


NOTÍCIAS NACIONAIS 


Jair Bolsonaro nos debates - Eu conversava com alguns amigos que são eleitores de Bolsonaro e disse a eles que Bolsonaro deveria ir pelo menos a dois debates: O da Band e o da Globo. O da Band, por acreditar que é um dos mais organizados da TV BRASILEIRA. E o da Globo, por ser às vésperas da eleição. No entanto, Bolsonaro pegou todos de surpresa ao anunciar em sua conta no Twitter que vai participar de todos os debates na televisão. Nada de arregar! Ele vai enfrentar.


Mendonça na vice - O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin confirmou novamente ontem em entrevista a rádio jornal que o seu vice vai ser de outro partido e nordestino. E o nome das apostas é o do deputado federal e pré-candidato a senador Mendonça Filho (DEM). Embora tenha lançado seu nome na chapa de Armando, Mendonça não descarta a possibilidade de ingressar na campanha nacional do tucano.


NOTÍCIAS ESTADUAIS 


DANIEL COELHO NA VICE - O presidente estadual do PPS e deputado federal Daniel Coelho tem sido o nome da vez para fazer parte da chapa majoritária de Armando Monteiro(PTB) como provável vice do trabalhista. Armando tem feito rasgados elogios ao deputado, o que deu a entender que Daniel seria o segundo senador da chapa. No entanto, conversas de bastidores dão conta que a vaga de vice seria de Daniel, embora Armando tenha anunciado que o PSDB é quem indicaria.


PSC ADERE A ARMANDO - O PSC anuncia logo mais às 9 da manhã o apoio político a campanha de Armando Monteiro (PTB) ao Governo do Estado. O deputado estadual André Ferreira (PSC) pode ser o segundo na vaga do senado de Armando. A expectativa agora se dá em torno do partido vir ou não unido para o palanque de Armando. Muitos defendem a neutralidade a nível estadual, como o deputado estadual Guilherme Uchoa, recém chegado à legenda.


RINALDO BARROS COM MARÍLIA - Pré-candidato a deputado federal, o ex-vereador de Catende, Rinaldo Barros (PSC) que se filiou ao partido recentemente, conversando conosco no dia de ontem declarou que por enquanto está com Marília Arraes(PT) para o governo do estado e que apenas estará no palanque de Armando se a candidatura da petista foi inviabilizada. 


NOTÍCIAS MUNICIPAIS 


VEREADORES DECLARAM APOIO A CLODOALDO - Cinco vereadores de Catende farão no próximo domingo dia 1 de julho na Câmara Municipal um ato de apoio ao deputado estadual Clodoaldo Magalhães. São eles: Djalma da Saúde, Boreu, João da Loja, Antonio do Egito e Irmã Sônia. Eles irão anunciar nos próximos dias quem estarão apoiando para deputado federal. 


MARÍLIA ARRAES EM BELÉM DE MARIA - Dois vereadores da base do prefeito Rolph Junior (PTB) têm conversado com a equipe de Marília Arraes (PT) que é pré-candidata ao governo do estado pelo partido e podem dar um palanque para a petista na cidade.


RAUL HENRY FEDERAL -  A ida de Raul Henry para federal, tem feito o vice-governador correr para montar alguns aliados que possam dar a ele uma vitória com facilidade. Como Jarbas disputará uma vaga de senador na chapa de Paulo Câmara, Raul está montando suas bases na mata sul e agreste do estado. Em Xexéu e Água Preta o mesmo fará dobradinha com Clodoaldo.


FILHO DO POSTO - Primo de Clodoaldo Magalhães, o empresário Filho do Posto (PROS) vai dobrar com João Fernando Coutinho em Palmares. Esse foi um dos motivos que levou Clodoaldo a romper às relações políticas com João Fernando, oito anos depois que Eduardo Campos selou a paz nas famílias que brigam pelo poder na mata sul. Os comentários é que a campanha política de Filho do Posto é um treino para 2020 no qual ele irá disputar a prefeitura da cidade contra Altair Junior (MDB) que vem sofrendo com altos índices de rejeição em Palmares.


A Pergunta que não que calar - A chapa Armando Monteiro governador e Daniel Coelho vice-governador, tem condições de obter vitória no pleito eleitoral de 2018?


Silvinho Silva é editor do Blog

email: silvinhosilva2018@gmail.com
Whatsaap: (81) 98281-4782

Nenhum comentário:

Postar um comentário