quarta-feira, 30 de maio de 2018

PT Nacional se posiciona a favor de aliança com o PSB

O Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) nacional do PT realizou, nesta quarta-feira (30), reunião por conferência com a comissão eleitoral do PT estadual. A presidente nacional da legenda, senadora Gleisi Hoffmann (PR), atualizou os correligionários das articulações com os partidos de centro-esquerda e, sobretudo, com o PSB, do governador Paulo Câmara. A indicação do grupo nacional é pela aliança com os socialistas, em detrimento da candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes (PT), mas sem alterar o cronograma estadual. Portanto, a reunião do próximo dia 10 de junho está mantida. 

Segundo o presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, o foco do diálogo era informar sobre os entendimentos nacionais com os partidos de centro-esquerda e, principalmente, o PSB. “Ela (Gleisi) disse que deu um passo importante na reunião entre os governadores aqui no Recife e na reunião que teve com (Carlos) Siqueira e Paulo (Câmara)”, disse.

Nos bastidores, avalia-se que não há disposição da direção nacional de interromper o processo do dia 10, mas buscar convencer os petistas pernambucanos de que a aliança é o melhor caminho, sem haver o encontro agendado, para evitar constrangimentos. Diante disso, o PT nacional já trabalha há algumas semanas para desmobilizar a ideia de candidatura própria. Ainda não há, todavia, disposição de Marília e do seu grupo em abrir mão da disputa. Caso desista, ela poderá ser candidata a Câmara dos Deputados, embora ainda resista à ideia. 

A reunião seria na terça-feira (29), mas foi remarcada para esta quarta-feira pela manhã por problemas de logísticas dos participantes. Gleisi, o senador Humberto Costa (PT), e os três membros do GTE, Márcio Macedo, Ivan Alex e Paulo Teixeira, que estiveram no Recife há um mês, participaram de Brasília. Marília Arraes esteve presente do Recife.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

As redes sociais, os boatos, as campanhas e o debate

Resultado de imagem para debate brasilOito dias de paralisação dos caminhoneiros que deixaram o presidente e seus assessores atônitos. O governo federal cedeu, e muito. Posso dizer que o governo não baixou o nível, mas que escutou o povo. A ferramenta utilizada pelos que protestaram: Whatsapp. Mas isso não deixou apenas o governo alerta com relação a comunicação entre caminhoneiros. Deixou muitos políticos alertas, porque se uma ferramenta teve a capacidade de movimentar milhões de pessoas em defesa de uma ideia, imagine o que essa mesma ferramenta não pode fazer a partir do dia 15 de agosto, quando se inicia a campanha política. 

Pois é, conversei com amigos políticos que se já estavam com medo de enfrentar às redes sociais durante a campanha, depois desta paralisação então, o medo se redobrou. E digo mais: Vai terminar ficando sem controle nenhum durante a campanha e o pior ainda a técnica dos boatos é que vai cair bonitinho nas mãos de militantes políticos. Dou-os um exemplo claro do que aconteceu domingo: Um áudio, vazado em milhares de celulares davam como certo para esta segunda-feira após o meio-dia uma intervenção militar por conta do que estava escrito no artigo 1º da Constituição Federal. Dizia o áudio que se "o país parasse durante 7 dias e seis horas, os militares poderiam assumir o poder". Pronto! Foi a gota d'água para que gente desinformada sobre o livro da Constituição Brasileira, a Lei maior, passasse a pensar, sem pesquisar que hoje os militares tomariam o poder.

Eu recebi de um amigo este áudio questionando a veracidade e se isto estaria de acordo com a Constituição. Neguei no mesmo momento. O que diz o artigo 1º então? 

"Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito e tem como fundamentos:
        I -  a soberania;
        II -  a cidadania;
        III -  a dignidade da pessoa humana;
        IV -  os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;
        V -  o pluralismo político.
    Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição."

Como vocês podem ler, o artigo não diz nada a respeito de intervenção militar, nem de datas, e nem de prazos. Mas que o Poder emana do POVO que o exerce por meio de REPRESENTANTES ELEITOS. Ou seja, a Presidência da República é do Povo, e é exercida por quem a maioria livre escolheu. Pode ser o pior dos piores. Remédio para governo ruim é derrota nas urnas e não com intervencionismo. O único intervencionismo que deve haver é o popular e a cada quatro anos. O povo irá às urnas dia 07 de outubro realizar uma intervenção e escolher quem governa o estado e a nação brasileira. 

Agora venhamos e convenhamos:
Se o poder está nas nossas mãos, por que não tentar mudar esse Brasil através de um convencimento de ideias e de pensamentos e até mesmo ideologias. Mas o Brasil não pode se rebaixar a uma maneira tão mesquinha de se fazer com ele o papel secundário em um mundo que está em constante desenvolvimento. Ai você me pergunta: O que você acha de Michel Temer? 

Eu vou te dizer, se dependesse do meu voto ele sequer teria assumido a vice-presidência. Não votei em Dilma. 

"Ah mas estaria pior se fosse Aécio", poderia ser, mas quando chegamos a um segundo turno temos apenas duas opções e não três. E como diz o Padre Paulo Ricardo, vamos escolhendo entre os piores o menos pior até chegar a alguém bonzinho. Eis que se passaram os quatro anos e estamos a poucos meses novamente da eleição, de debates e de sabatinas. Temos uma verdadeira mistura de candidatos: Direita, Esquerda, Centro, Liberais, etc. Escolham os seus e vão pedir votos. Pois toda essa revolta que aconteceu esses dias deve ir ao debate nas eleições presidenciais e estaduais. Questionem os seus candidatos a deputado, a senador, a governador, sobre o que eles pensam. Questionem o seu candidato a presidente. Eles estão na sabatina popular e somos nós que vamos dar a eles o direito de ser diplomados. 

Nada mais justo de perguntar: Qual a solução para a economia? Por que os preços são tão altos? Por que nós temos a gasolina mais cara do mundo? 
É que muitas vezes cuidamos de debater e rir com asneiras dos candidatos sobre assuntos que são mais do campo pessoal, que esquecemos das ideias que eles tem sobre o Brasil. A hora dos brasileiros questionar chegou... Não deixemos passar em branco.


Silvinho Silva
Blogueiro - silvinhosilva2018@gmail.com

Prefeitura de São Joaquim mantém serviços essenciais

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, atividades ao ar livreO Prefeito de São Joaquim do Monte, Joãozinho Tenório (PSDB), esteve reunido na manhã deste domingo com demais secretários e colaboradores em busca de uma saída para a continuação dos serviços essenciais na cidade mesmo com todas às dificuldades que a greve dos caminhoneiros vem ocasionando para o abastecimento de postos de gasolina entre outros.
O Prefeito informou que conseguiu abastecer às ambulâncias em Caruaru para atendimentos emergenciais e que também o transporte de pacientes da hemodiálise está assegurado.
Segundo o prefeito, existe merenda para que as aulas continuem normalmente até a próxima quarta-feira,exceto na escola Vitória Tenorio Vaz Cavalcanti, cujos funcionários são 90% de outras localidades e o transporte está complicado neste sentido. As creches irão atender apenas de 07:30 às 11:30, devido a falta de gás de cozinha.
Ainda de acordo com Joãozinho, os transportes escolares, estão assegurados por mais 6 dias.

domingo, 27 de maio de 2018

Aeroporto do Recife volta a receber combustível

Aeroporto do RecifeO Aeroporto do Recife, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, saiu da lista da Infraero de terminais aéreos desabastecidos no País, após dois dias sem combustível por conta da paralisação dos caminhoneiros contra a alta no preço do diesel. Agora, são nove os aeroportos administrados pela Infraero que estão com falta de combustível até o momento, de acordo com a última atualização feita às 15h20 deste domingo (27) pela empresa aérea. São eles: São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Joinville (SC) e João Pessoa (PB).

No comunicado, disponível na página eletrônica da Infraero, a empresa alerta aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que as viagens ocorram de acordo com a disponibilidade de combustível na rota pretendida. Já aos passageiros, a recomendação é que procurem suas companhias para consultar a situação dos voos. 

A Infraero reforça que está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa. E que compreende o direito de manifestação, mas também entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias.

Temer recebe hoje mais exigências de caminhoneiros


Agência Brasil
O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Carlos Marun, comprometeu-se a apresentar, neste domingo (27) até as 15h, ao presidente Michel Temer novas propostas do movimento dos caminhoneiros no esforço de acabar com a paralisação. Os caminhoneiros apelaram ainda que as medidas sejam estendidas a todo território nacional.
Os manifestantes querem desconto de 10% no valor do diesel que será cobrado na bomba, a ampliação desta redução de 30 para 60 dias e o fim da suspensão da cobrança de tarifa de pedágio para eixo elevado dos caminhões para todo o país. 
Ao longo deste domingo, Marun e ministros de várias áreas se reunirão no Palácio do Planalto, no gabinete de gestão de crise, na tentativa de encerrar a paralisação. Ontem (26) o dia também foi de reuniões, no Palácio do Planalto. 
As reivindicações dos caminhoneiros, identificados como líderes do movimento, foram apresentadas a Marun, ontem à noite, após mais de duas horas de reunião, na sede do governo paulista, com o ministro e o governador de São Paulo, Márcio França (PSB).
Antes da conversa com Marun, os líderes do movimento haviam participado de uma reunião no Palácio dos Bandeirantes. A proposta de suspender a cobrança do eixo suspenso nos pedágios das rodovias paulistas ficou acertada para começar a partir da 0h da próxima terça-feira (29).
Os representantes dos caminhoneiros prometeram como contrapartida liberar as rodovias no estado, principalmente os pontos de obstrução na Rodovia Régis Bittencourt (ligação com os estados do Sul) e no Rodoanel (que interliga várias rodovias na região metropolitana de São Paulo).

Caminhoneiros têm força para derrubar o governo

O Brasil convive há cinco dias com uma paralisação de caminhoneiros. Mas dificilmente ela irá além deste final de semana. O governo não aguenta conviver por muito tempo com esta paralisação. Por isso, ou arranja uma saída para a greve ou será derrubado não por um golpe militar como o de 64 e sim pelo povo nas ruas como ocorreu com Dilma em 2016. Os caminhoneiros não aceitam mais a política de preços da Petrobrás, que pode até ser boa para a empresa mas é péssima para eles, que ainda sofrem os efeitos da recessão. Daí terem cruzado os braços no início desta semana para exigir do governo a retirada de tributos federais que incidem sobre o preço do diesel. Isto obrigou Temer a convencer o até então inflexível presidente da estatal, Pedro Parente, a rever a política de reajustes da empresa, ainda que momentaneamente, e o presidente do Senado, Eunício Oliveira, a realizar uma sessão extra nesta sexta-feira para aprovar matéria que lhe dará os meios para atender aos pleitos da categoria. Há de se convir que ou o presidente faria isto ou corria o risco de ser escorraçado do Palácio do Planalto. Afinal, alguém acredita que numa democracia um governo consegue sustentar-se com aviões na pista dos aeroportos sem poder decolar por falta de combustível, postos de gasolina sem o produto para vender, rodovias federais bloqueadas, ônibus sem poder circular por falta de diesel, hospitais sem oxigênio e ameaça de desabastecimento? Greve de caminhoneiros num país em que 90% de suas cargas são transportadas por rodovias era para estar sempre nas previsões do governo federal. Mas nem disto o seu serviço de inteligência (Abin) foi capaz.

Marília conta detalhes da briga interna do PT

Folha de Pernambuco

Resultado de imagem para Marília ArraesA vareadora e pré-candidata a governadora pelo PT, Marília Arraes, é a convidada desta edição do programa #NoCafezinho. No bate-papo, ela conta detalhes sobre o racha dentro do PT-PE, em torno da eleição deste ano. A petista garante que lutará até o fim para viabilizar sua postulação, mesmo com a movimentação de uma ala da sigla para favorecer uma aliança com o PSB.

Segundo Marília, o convite para sua candidatura partiu do próprio senador Humberto Costa, que hoje é visto como um dos que defendem a aliança com o PSB, para reeleição do governador Paulo Câmara. "Demorei alguns meses para chegar e dizer: ´Tá certo, eu vou, eu topo. Porque, de qualquer forma, eu sou jovem, estou há pouco tempo no partido. E isso não é normal na política, mas como a gente está aqui para quebrar paradigma mesmo... e a base começou a encampar essa ideia’", narrou a petista.

Para ela, a mudança de posição do senador foi "surpresa, até porque Humberto foi, inicialmente, um dos maiores incentivadores, senão o maior incentivador, de a gente ter uma candidatura, de colocar meu nome como candidata do PT. “Inclusive, numa época em que nem eu mesma tinha assimilado essa questão de ser candidata a governadora tão cedo", colocou.

A petista também garante que não foi avisada sobre a tendência de abortar a candidatura própria, como alguns petistas afirmam. “Jamais foi dito que a tendência seria essa aliança. Inclusive, em conversa com o próprio presidente Lula, antes da sua prisão, chegamos ao acordo de que caso o PSB nacionalmente fizesse gestos para tirar o PT do isolamento do plano nacional, para dar o tempo de TV para que Lula fizesse sua campanha na TV, deveríamos sim conversar. Mas que jamais a tendência teria sido essa”, disse. “E sempre que conversamos aqui no estado sobre a possibilidade de aliança foi sobre uma aliança nacional, que não está para acontecer. Nossa candidatura é uma das que esta em melhor colocação nas pesquisas”, finalizou a pré-candidata.

Eleição interna
O PT deve decidir o caminho que irá tomar no dia 10 de junho, quando será realizada uma reunião da executiva estadual do partido. O encontro será realizado em duas fases: a primeira debaterá as teses de aliança ao governador Paulo Câmara (PSB) ou candidatura própria, enquanto a segunda será a realização da eleição interna entre Marília, deputado estadual Odacy Amorim e o militante José Oliveira. Contudo, a vereadora é a que possui mais apoios internos e externos.

Nos bastidores, comenta-se que a disputa entre os 300 delegados estaria equilibrada, o que estaria deixando os grupos ressabiados. A vereadora apresentou, inclusive, um requerimento solicitando cópias de regimentos internos do partido, o que gerou estranhamento em setores da legenda. 

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Marco Aurélio suspende prisão após condenação em 2ª instância e diz que cada ministro deve seguir a própria consciência

Resultado de imagem para Ministro Marco AurelioO ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a suspensão da execução provisória da pena do fazendeiro Reginaldo Pereira Galvão, preso desde setembro do ano passado após ter sido condenado, acusado de participar do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang no Pará, em 2005.

Na decisão, publicada na quinta (24) no "Diário de Justiça Eletrônico", o ministro disse que, como o tribunal não analisou a questão em uma ação ampla e vinculante, cada ministro deve seguir sua própria consciência sobre o tema.

Galvão foi condenado em 2010 a 30 anos de prisão. A condenação foi mantida em segunda instância, e a pena chegou a ser reduzida para 25 anos pelo Superior Tribunal de Justiça, que autorizou a prisão. O fazendeiro foi preso em setembro de 2017.

Ao analisar um pedido de liberdade feito pela defesa, o ministro Marco Aurélio lembrou que a matéria não foi julgada em definitivo. Em 2016, por 6 votos a 5, o STF permitiu a prisão após condenação na segunda instância da Justiça.

E disse que não se "curva" a um entendimento que não seja vinculante – o STF já decidiu isso em caso de repercussão geral, que orienta as instâncias inferiores, mas não em ação de controle concentrado, que são vinculantes.

Marco Aurélio é relator de três ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs) que tratam do tema no Supremo e pedem que seja constitucional o artigo 283 do Código de Processo Penal.

Esse artigo afirma que ninguém poderá ser preso até o trânsito em julgado, exceto em casos de flagrante ou prisão preventiva ou temporária.

Marco Aurélio Mello já liberou as ações para julgamento em definitivo, mas cabe à presidente do STF, Cármen Lúcia, marcar data para isso.

Na análise do caso do fazendeiro, Marco Aurélio disse que o tema mostrou o Supremo dividido, que o placar pode mudar e que compete a cada relator analisar a situação.

"Tempos estranhos os vivenciados nesta sofrida República! Que cada qual faça a sua parte, com desassombro, com pureza d’alma, segundo ciência e consciência possuídas, presente a busca da segurança jurídica. Esta pressupõe a supremacia não de maioria eventual – conforme a composição do Tribunal –, mas da Constituição Federal, que a todos, indistintamente, submete, inclusive o Supremo, seu guarda maior. Em época de crise, impõe-se observar princípios, impõe-se a resistência democrática, a resistência republicana", afirmou.

Marco Aurélio decidiu suspender a execução provisória da pena do fazendeiro e determinar que o juiz conceda o alvará de soltura, caso por outro motivo ele não esteja preso, "considerada a execução açodada, precoce e temporã da pena".

"A execução provisória pressupõe garantia do Juízo ou a viabilidade de retorno, alterado o título executivo, ao estado de coisas anterior, o que não ocorre em relação à custódia. É impossível devolver a liberdade perdida ao cidadão", destacou.

Jair Bolsonaro lidera e já vence Lula no segundo turno

Resultado de imagem para Jair BolsonaroSÃO PAULO – Pouco menos de quatro meses antes do primeiro turno das eleições, a XP Investimentos divulgou sua primeira pesquisa eleitoral feita em parceria com a IPESPE, revelando uma ampla vantagem de Jair Bolsonaro sobre os outros candidatos, mas nas simulações com o ex-presidente Lula o candidato do PSL aparece empatado com o petista. O grande destaque, porém, fica com a explosão de brancos e nulos, fator que deixa o cenário muito incerto e pode ser decisivo na reta final antes de outubro.
O levantamento mostra que 54% dos eleitores ainda não estão interessados em eleições. Por consequência, o número de votos indecisos (brancos, nulos, não sabem ou ninguém) dominam todos os cenários avaliados pela XP. “Isso abre portas para mudanças de direção à medida que nos aproximamos das eleições”, concluem. Os indecisos prevalecem entre: a) mulheres; b) idosos; c) baixa renda e; d) pessoas com educação acima da média.
A pesquisa testa 4 cenários: i) pesquisa espontânea; ii) com o PT sem candidato; iii) com Fernando Haddad como candidato do PT; iv) com Lula como candidato petista.
Os 4 cenários
Na pesquisa espontânea, Jair Bolsonaro (PSL) tem 13% das intenções de voto, tecnicamente empatado com Lula, que tem 11% dos votos (a pesquisa tem 2,2 pontos percentuais de margem de erro, explica a XP). Geraldo Alckmin (PSDB) aparece com 3% e Ciro Gomes (PDT) com 2%, mesmo percentual de Marina Silva (REDE). A explosão mesmo fica com brancos e nulos, que somam 33%, e “não sei”, com 32%, na pesquisa espontânea.
No cenário com o PT sem candidato, Bolsonaro fica com 24% das intenções, Marina com 13%, Ciro Gomes tem 10% e Geraldo Alckmin tem 9%. Brancos e nulos somam 28% e não responderam, 6%.
No cenário com Fernando Haddad como candidato petista, Jair Bolsonaro manteve os 24% de intenção de voto, seguido por Marina Silva (14%), Ciro Gomes (10%) e Geraldo Alckmin (9%). O ex-prefeito de São Paulo teve 3%. Brancos e nulos respondem por 26% neste cenário.
O cenário com Lula concorrendo é o único em que Bolsonaro não aparece na frente: o ex-presidente teria 29%, enquanto Bolsonaro ficaria com os mesmos 24%. Marina Silva (9%), Alckmin (9%), Ciro Gomes (6%) e Álvaro Dias (4%) aparecem na sequência. Brancos e nulos caem para 15% nesta simulação, mostra XP. Lembrando que Lula, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, provavelmente será impossibilitado de concorrer.
Segundo turno
Foram feitas 6 simulações de segundo turno. No cenário em que Bolsonaro e Alckmin se enfrentam o candidato do PSL teria 34% dos votos, conta 29% do candidato tucano. Nulos, brancos e indecisos somam 34%, enquanto 3% dos entrevistados não responderam.
Para Bolsonaro x Ciro, o candidato do PSL teria 37% dos votos, contra 29% do pedetista. Nulos, brancos e indecisos somam 30%, enquanto 4% dos entrevistados não responderam.
Na simulação entre Bolsonaro e Marina, o candidato do PSL aparece com 36% dos votos, contra 31% de Marina. Os nulos, brancos e indecisos somaram 31%, enquanto 3% dos entrevistados não responderam.
O cenário mais competitivo fica entre Bolsonaro e Lula: 37% para o candidato do PSL, 35% para o petista. Brancos e nulos somam 25%, não sabem chegam a 2%.
Embora bem longe do segundo turno nas pesquisas atuais, a XP também simulou outros dois cenários com Alckmin no segundo turno. No primeiro, Alckmin enfrenta Fernando Haddad (PT) e venceria por 30% a 16%, apesar da explosão de brancos e nulos (48%) e de não sabem (6%). No segundo, com Alckmin x Ciro, o cenário é mais equilibrado: 31% para o tucano, 27% para o pedetista, com 39% de brancos e nulos e 4% não sabendo responder.
Detalhes da pesquisa
A pesquisa foi feita a partir de entrevistas realizadas entre os dias 15 e 18 de maio e entre os dias 21 e 23 de maio. Foram ouvidas 2000 pessoas. A margem de erro é de 2,2%. O levantamento foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-09600/2018 e BR-05699/2018.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Carta aos Prefeitos: Lula e o seu direito de concorrer

“Deixem o povo decidir quem será o próximo presidente”
O ex-presidente Lula escreveu carta para a Marcha dos Prefeitos.
No texto, reafirma sua candidatura, fala contra o teto de gastos e diz que até os adversários deveriam defender seu direito de concorrer.
“Vocês são prefeitos eleitos, têm que ser respeitados por isso. Seria importante meus adversários também assumirem isso. Deixem o povo decidir quem será o próximo presidente”, ele diz.
Lula sustenta que, com fins políticos, difama-se e condena-se.
 “Isso não deveria preocupar apenas um partido, mas todos que prezam pela democracia e pela Justiça.”  (Daniela Lima – Folha Painel

Fausto pede ao Governador recuperação da PE 120

O Vice-Prefeito de Catende, Fausto da Farmácia, esteve acompanhando o governador Paulo Câmara em Jaqueira na última segunda-feira na inauguração do prédio da Prefeitura daquela cidade. Na oportunidade, Fausto da Farmácia pediu que o governador atendesse a um pedido já antigo feito pelo próprio que é a recuperação da PE 120 que liga Catende a Agrestina.

"A estrada é muito perigosa, cheia de defeitos, não tem acostamento e tanto pra quem trabalha quanto pra quem estuda e precisa estar indo e vindo todos os dias é um risco" disse o vice-prefeito ao governador Paulo Câmara que se prontificou de cuidar pessoalmente deste assunto.

"Achei muito importante o pedido do vice-prefeito Fausto que é um amigo nosso, parceiro do nosso governo e nós vamos fazer todo esforço possível para consertar essa PE e dar mais qualidade de vida ao povo da mata sul e parte do agreste", disse o governador Paulo Câmara.


terça-feira, 22 de maio de 2018

Belém de Maria: Governador une grupos em torno de seu nome

Resultado de imagem para Paulo CamaraCom diversos grupos divididos a oposição em Belém de Maria partirá para a luta em 2018 a fim de uma união em 2020 em prol de um projeto político de renovação para a cidade. Em contramão a este propósito o grupo da situação liderado pelo Prefeito Rolph Junior (PTB) busca defender o atual projeto político que ora administra Belém de Maria e assim chegar forte em 2020 quando enfrentará uma eleição atípica na cidade. 

O Prefeito Rolph Junior (PTB) e o seu pai Rolph Casale (PR) e o vice-prefeito Beto do Sargento (PR) apoiarão para deputado estadual, o candidato a reeleição Alberto Feitosa(SD) , e para deputado federal, o ex-secretário de transportes do governo Paulo Câmara, Sebastião Cavalcanti (PR). Já o ex-secretário de Governo da gestão de Rolph Junior, o seu cunhado e ex-prefeito Dinho, irá apoiar juntamente com seu grupo político que tem entre as pessoas a ex-prefeita Socorro da Saúde, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) e o deputado federal João Fernando Coutinho (PROS).

Ainda da antiga oposição,temos o médico José Ronaldo (PSB) que juntamente com as vereadoras irão apoiar o deputado estadual e candidato a reeleição Clodoaldo Magalhães e o novato João Campos, filho de Eduardo, à Câmara Federal. Já Tio Correia, ex-prefeito, está reunindo um grupo que irá apoiar o ex-secretário de administração Milton Coelho (PSB) à Câmara Federal. O incrível em tudo, é que tanto oposição quanto situação provavelmente apoiarão a reeleição do governador Paulo Câmara na cidade.

Ribeirão: Paulo Câmara inaugura fábrica de alimentos


Reafirmando a capacidade de diálogo do Governo de Pernambuco e seu compromisso pelo desenvolvimento de Estado por inteiro, o governador Paulo Câmara cumpriu, ontem, uma série de agendas na Zona da Mata Sul. O último município foi Ribeirão, que recebeu obras estruturadoras para o desenvolvimento social e econômico local. 
Na ocasião, Paulo participou da inauguração da fábrica Viva Alimentos, que já está empregando 115 pessoas da região; entregou a nova unidade da Academia Pernambuco; deu por inaugurada a requalificação do Parque Esportivo Vila da Cohab e assinou a ordem de serviço para as obras de adequação de um campo de futebol e construção de uma quadra poliesportiva no município. Também foi autorizada a licitação para substituição da rede de distribuição de água local, e um convênio para desapropriação de imóvel onde será construído um novo hospital municipal. 
"Hoje, realizamos várias atividades aqui, na Mata Sul, e o intuito era justamente esse: ter a oportunidade de estar presente, conversar com as pessoas, dizer o que o Governo está fazendo. E, ao mesmo tempo, fazer obras que dialogam e vão de acordo com o que a gente quer pro futuro. Vim a Ribeirão e vi que a cidade está no caminho certo. Inauguramos uma indústria, sabendo que muitas pessoas daqui estão trabalhando lá e vão ter condições de se desenvolver, se qualificar. Entregamos essa academia, que vai ajudar pessoas a praticar esportes e cuidar da saúde. Vamos iniciar obras de água para que a água chegue em mais casas, e vamos viabilizar a desapropriação do terreno para fazer com o que o hospital daqui seja restaurado e entregue ao município e possa atender as pessoas que aqui moram. Enfim, vamos continuar trabalhando para construir um Pernambuco que queremos, com qualidade, dignidade e cidadania", ratificou o governador.
A nova unidade da Academia Pernambuco, situada dentro do Parque Esportivo Vila da Cohab, conta com 25 equipamentos, instalados em uma área de 250 metros². No local, podem ser realizadas atividades como Musculação, Crossfit, Balance, Aeróbica, Step, Hiit, Ginástica Laboral, Abdominais e Alongamento. A equipe de trabalho é composta por quatro pessoas: três professores e um recepcionista. Já o local onde serão implantados o campo de futebol e a quadra poliesportiva está localizado a menos de 2 km do Centro de Ribeirão. A obra possui um terreno de 13.099,74 m², sendo 10.836,03 m² de área para o Campo de Futebol com arquibancada, vestiário iluminação; e 2.263,71 m² para quadra Poliesportiva com vestiários, alambrado e 28 vagas de estacionamento. Para as obras das duas estruturas, será investido cerca de R$ 1 milhão, com prazo de conclusão de seis meses. 
Para secretária estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Manuela Marinho, as entregas significam mais oportunidades e bem estar para a população. "Hoje é um dia de muita alegria, em que estamos entregando mais um equipamento, mais uma Academia Pernambuco, prova de que a população pede e o Governo de Pernambuco atende. É a oitava Academia Pernambuco que entregamos. E isso é mais saúde, lazer e mais emprego para a população. Também assinamos a Ordem de Serviço da qualificação do campo de futebol, onde terá vestiários, arquibancadas e quadra poliesportiva. Daqui a 6 meses, queremos voltar aqui e inaugurá-lo com vocês", declarou. 


O mesmo sentimento foi compartilhado pelo prefeito Marcello Maranhão. "Quando fui ao Recife e vi aquela academia pública na praia de Boa Viagem, comecei a sonhar com uma igual aqui para o nosso povo. Um equipamento que as pessoas mais humildes possam usar e praticar seus exercícios em um ambiente de qualidade. E hoje somos contemplados com uma unidade, que já conta com 400 pessoas inscritas", ressaltou.

Marcha dos prefeitos reúne pré-candidatos em Brasília

A terça-feira será de périplo de gestores municipais à capital federal. A cidade recebe a XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O evento é mais conhecido por Marcha dos Prefeitos e serve de pressão ao governo central por demandas das cidades brasileiras. Uma série de painéis e debates acontecem até quinta-feira.
Em 2017, foram ao evento 4.321 prefeitos, além de participação do presidente Michel Temer (MDB). Na edição deste ano, Temer é esperado ao lado de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, e Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado Federal. O destaque, porém, será a presença de oito dos pré-candidatos à Presidência da República nas eleições de outubro.
Estão confirmadas as presenças de Afif Domingos (PSD), Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), Manuela D’Ávila (PCdoB) e Marina Silva (Rede). Será lida ainda uma carta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também se apresentando como postulante ao Planalto. Os candidatos se apresentam nos dias 22 e 23.
Conquistar essa enorme gama de prefeitos é fundamental para que campanhas eleitorais decolem. Com menos recursos de campanha e sem coligações definidas, a capilaridade da política tradicional está na capacidade dos prefeitos de mobilizar cabos eleitorais em suas cidades. É um ativo que ninguém pode desconsiderar. Os discursos e as promessas que levarão para casa pode mudar o jogo na corrida presidencial.

Parecer facilita aumento de recursos na merenda escolar


Os pequenos municípios, principalmente, poderão ampliar os recursos em merenda escolar e na aquisição de uniformes dos alunos com a aprovação, hoje, de parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) a projeto de lei que inclui as despesas com os dois itens nos gastos obrigatórios em educação. Votado na Comissão de Assuntos Econômicos, o projeto segue ao exame da Comissão de Educação. “A grande maioria das prefeituras de Pernambuco será beneficiada”, assinalou Armando.
Armando explica que, como é compulsória para estados e municípios, por dispositivo constitucional, a aplicação mínima em educação de 25% do orçamento, e os gastos com merenda e uniformes estão fora dessa obrigatoriedade, as prefeituras mais carentes de recursos têm dificuldades em atender satisfatoriamente as duas necessidades.
"Por que o transporte escolar é considerado despesa com educação, mas a merenda escolar, não é?”, indaga o parecer do senador pernambucano ao projeto de lei de autoria do conterrâneo Fernando Bezerra Coelho (MDB).  
Armando justifica seu parecer argumentando haver total correlação entre nutrição e desempenho escolar. “O mínimo de bom-senso é suficiente para concluir que estudantes melhor alimentados conseguem aprender mais e melhor, um efeito particularmente forte nos municípios mais carentes”, enfatiza. A inclusão dos uniformes como gasto em educação, por sua vez, completa ele, libera as famílias mais pobres para adquirir outros bens e serviços que ajudarão no aprendizado dos filhos.
Segundo o senador petebista, a computação dos dois itens como gasto obrigatório com educação trará maior eficiência e maior flexibilidade orçamentária às prefeituras e governadores. ‘É importante para prefeitos e governadores saberem exatamente o que é e o que não é despesa com educação, para que possam executar seus orçamentos respeitando a Constituição e demais normas legais”, ressalta o parecer de Armando Monteiro.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Haddad acena de lá e Wagner janta com Paulo

Paulo Câmara, governador de Pernambuco, e Jaques Wagner, ex-governador da BahiaEnquanto o ex-prefeito Fernando Haddad saiu da visita ao ex-presidente Lula, ontem, acenando para as boas "ideias" do governador de Pernambuco e para a manutenção do debate com o socialista, o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner estava no Recife, onde jantou, ontem, no Palácio das Princesas. Em comum, Wagner e Haddad tem o fato de terem seus nomes ventilados para concorrerem ao Planalto, caso o ex-presidente Lula seja impedido de disputar. São ainda lideranças nacionais da sigla. Além de Wagner, mais três petistas foram à mesa, ontem, com o chefe do Executivo estadual pernambucano: Fernando Pimentel (MG), Wellington Dias (PI) e Rui Costa (BA). Estão entre os nove governadores do Nordeste que confirmaram presença na reunião que Paulo Câmara comanda, hoje, às 9h. O encontro de ontem só com petistas é simbólico, uma vez que está em jogo uma aliança entre PT e PSB, que tem, agora, como variáveis principais os governos de Pernambuco e de Minas Gerais. Como a coluna cantou a pedra no último sábado, o acordo carrega, entre as possibilidades, um recuo do ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, da disputa pelo Palácio da Liberdade e a hipótese de ele vir a compor uma chapa com o presidenciável Ciro Gomes. Fernando Pimentel precisa atrair socialistas para seu palanque na corrida pela reeleição e o governador pernambucano trabalha para o PT aderir a sua aliança. Ontem, interlocutores do Campo das Princesas diziam que a composição em Minas Gerais estava "quente, bem quente". Leia-se: próximo de o martelo ser batido. Enquanto vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara tem feito um movimento nacional no sentido de harmonizar essa aliança e o encontro de governadores do Nordeste se dá em meio a essas costuras. Ao sair do encontro com Lula ontem, Haddad deu uma senha: "Ele (Lula) me recomendou que mantivesse o debate com demais partidos.
Ele quer que seu plano de governo reflita, inclusive, as boas ideias de governadores como Flávio Dino, como Paulo Câmara".


Folha de Pernambuco

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Paulo inaugura Teleférico e Academia em Bonito

O governador Paulo Câmara inaugura, hoje, a Academia Pernambuco e o Teleférico Governador Eduardo Campos, ambos no município de Bonito. A primeira estrutura conta com 250 m2 e está equipada com 25 equipamentos, que permitirão à população a prática de musculação; alongamento; crossfit; step; ginástica aeróbica e laboral; balance; e HIIT (treino intervalado de alta intensidade) de forma gratuita, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.
O Teleférico Governador Eduardo Campos ligará o Pátio de Eventos e o alto da Capela de Nossa Senhora do Monte Serrat, em um trajeto de cerca de 1,2 mil metros. A nova atração pode transportar até 92 pessoas por hora, reforçando o turismo na região, que vai ofertar mais uma atividade de lazer também para a população local. O equipamento recebeu um investimento de R$ 5,3 milhões, executado em uma parceria do Governo de Pernambuco e Ministério do Turismo e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Na ocasião, o governador também assinará um convênio com a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) para a construção e implementação do Centro de Referência Ambiental (CRA), sinalização das trilhas ecológicas e cercamento da Unidade de Conservação do Parque Natural Municipal Mucuri-Himalaia.

Desafio das oposições é capitalizar desgaste do governo

A frente de oposição comandada pelo PTB marcou finalmente para o próximo dia 28 a apresentação de sua chapa com os nomes dos candidatos a governador e vice, e às duas vagas no  Senado. Não haverá surpresa neste anúncio, que inicialmente estava marcado para o dia 20 de abril. O senador Armando Monteiro vai encabeçar a chapa com um vice indicado pelo PSDB, cabendo ao Partido Democratas indicar um dos candidatos a senador que deverá ser o deputado federal e ex-ministro da Educação Mendonça Filho. A segunda vaga poderá ficar com o deputado Sílvio Costa, que se autoproclama “o senador de Lula” (a briga poderá ser feia com o petista Humberto Costa) ou com o deputado estadual André Ferreira, que preside o PSC no Estado e é irmão do prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira. Pelas pesquisas mais recentes, o governador tem uma boa imagem perante o povo pernambucano, que o vê como um político probo, sereno, conciliador, que não costuma falar mal de ninguém, sequer dos seus adversários. Já para a maioria dos pernambucanos a imagem do governo não é tão positiva assim devido aos problemas persistentes nas áreas de saúde, segurança pública e infraestrutura. O desafio do senador Armando Monteiro será, portanto, transformar esse desgaste em votos, sabendo-se que a campanha eletrônica deste ano terá apenas 45 dias de duração. 

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Oposição prepara chapa com Armando e Silvio Costa

Resultado de imagem para Armando Monteiro e Silvio CostaTemendo o fator Lula na eleição em Pernambuco, a oposição lança no próximo dia 28 o senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao cargo de Governador de Pernambuco. As duas vagas de senador deverão ser disputadas por Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB). 
Segundo fontes, o tucano Bruno Araújo não estaria animado a disputar o senado, o que faria de Silvio Costa (AVANTE) um candidato natural ao cargo na chapa oposicionista o que daria a chapa uma leveza no discurso que o PSB quer adotar de que o palanque da oposição é o palanque de Temer, pois, tanto Armando quanto Silvio Costa foram fortes combatentes do impeachment da Presidente Dilma em 2016.

Paulo visita mata sul na segunda

Resultado de imagem para PAulo CAmaraO Governador Paulo Câmara estará visitando nesta segunda-feira dia 21, os municípios de São Benedito do Sul, Jaqueira, Palmares e Ribeirão.  Na ocasião diversas obras serão autorizadas na região, bem como a entrega de outras como é o caso da Escola de Palmares. Em Jaqueira, Paulo inaugura ao lado de Marivaldo Andrade (PT) a sede da Prefeitura na cidade.  É grande a possibilidade de que já nesta segunda o governador lance o edital da barragem de Igarapeba, uma das requisições de moradores da região que sofrem a cada inverno com enchentes. 

Ao meio-dia o Governador Paulo Câmara participa de entrevista na Rádio de Palmares. O governador será acompanhado por uma comitiva de diversos políticos locais, dentre secretários e deputados e prefeitos aliados.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

CNT/MDA: Sem Lula e Barbosa, Bolsonaro lidera


Pesquisa CNT/MDA para a corrida presidencial, divulgada hoje, traz o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) em primeiro lugar com 18,3% das intenções de votos no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Em seguida aparecem os ex-ministros Marina Silva (Rede), com 11,2%, e Ciro Gomes (PDT), com 9,0%, o que caracteriza um empate técnico.
Quando Lula é testado, o petista lidera com 32,4% dos votos, seguido de Bolsonaro (16,7%) e Marina Silva (7,6%). A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.
Preso há cinco semanas, Lula esteve presente em apenas um dos quatro cenários de primeiro turno que foram testados. O PT mantém a candidatura do ex-presidente, embora ele deva ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa após ser sido condenado em segunda instância. No lugar de Lula, a pesquisa colocou Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo.
A pesquisa também não traz o nome do ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa (PSB), que anunciou na última terça-feira (8) que não pretende disputar a Presidência da República. O MDA ouviu 2.002 pessoas em 137 cidades entre os dias 9 e 12 de maio.
Cenário sem Lula, Barbosa e Temer
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 18,3%
  • Marina Silva (Rede) – 11,2%
  • Ciro Gomes (PDT) – 9,0%
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 5,3%
  • Alvaro Dias (Podemos) – 3,0%
  • Fernando Haddad (PT) – 2,3%
  • Fernando Collor (PTC) – 1,4%
  • Manuela D´Ávila (PCdoB) – 0,9%
  • Guilherme Boulos (Psol) – 0,6%
  • João Amoêdo (Novo) – 0,6%
  • Henrique Meirelles (MDB) – 0,5%
  • Flávio Rocha (PRB) – 0,4%
  • Rodrigo Maia (DEM) – 0,4%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC) – 0,1%
  • Branco/Nulo – 29,6%
  • Indecisos – 16,1%
No cenário de primeiro turno com Lula, o instituto colocou dois candidatos do mesmo partido, no caso o presidente Michel Temer (MDB) e o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB). A lei eleitoral, porém, não permite que um partido lance dois candidatos diferentes para disputar cargos no Executivo.
Questionado sobre o fato, o presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Clésio Andrade, disse inicialmente que poderia ter sido "um erro" na pesquisa. Em seguida, declarou que o objetivo era fazer o menor número de cenários possíveis para que o levantamento não ficasse tão complicado.
Já o diretor executivo do instituto MDA disse que, como os percentuais de Temer e Meirelles "historicamente não são tão elevados", os pesquisadores acharam que "não teria muito impacto fazer dessa forma".
Cenário com Lula, Temer e Meirelles
  • Lula (PT) –32,4%
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 16,7%
  • Marina Silva (Rede) – 7,6%
  • Ciro Gomes (PDT) – 5,4%
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 4,0%
  • Alvaro Dias (Podemos) – 2,5%
  • Fernando Collor (PTC) – 0,9%
  • Michel Temer (MDB) – 0,9%
  • Guilherme Boulos (Psol) – 0,5%
  • Manuela D´Ávila (PCdoB) – 0,5%
  • João Amoedo (Novo) – 0,4%
  • Flávio Rocha (PRB) – 0,4%
  • Henrique Meirelles (MDB) – 0,3%
  • Rodrigo Maia (DEM) – 0,2%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC) – 0,1%
  • Branco/Nulo – 18,0%
  • Indeciso – 8,7%
  •  
O levantamento elencou ainda cinco candidatos para testar dois outros cenários reduzidos de primeiro turno. Nos dois cenários aparecem: Bolsonaro, Marina, Ciro e Haddad. A diferença entre eles é que um traz o o ex-governador de São Paulo Alckmin e outro, o Meirelles.
Bolsonaro lidera um deles e fica empatado tecnicamente com Marina Silva no outro.
Cenário reduzido com Alckmin
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 19,7%
  • Marina Silva (Rede) – 15,1%
  • Ciro Gomes (PDT) – 11,1%
  • Geraldo Alckmin (PSDB) – 8,1%
  • Fernando Haddad (PT) – 3,8%
  • Branco/Nulo – 30,1%
  • Indeciso – 12,1%
Cenário reduzido com Meirelles
  • Jair Bolsonaro (PSL) – 20,7%
  • Marina Silva (Rede) – 16,4%
  • Ciro Gomes (PDT) – 12,0%
  • Fernando Haddad (PT) – 4,4%
  • Henrique Meirelles (MDB) - 1,4%
  • Branco/Nulo – 31,7%
  • Indeciso – 13,4%
Maioria acha prisão de Lula justa e que ele não disputará
O levantamento também questionou os entrevistados sobre a prisão de Lula, que aconteceu no dia 7 de abril. Para 51,0% da população, a medida foi justa. Outros 38,6% a consideraram injusta, e 10,4% não sabiam ou não responderam.
Quase metade dos eleitores ouvidos (49,9%) disseram não acreditar que Lula disputará as eleições presidenciais desse ano. O índice de quem crê na candidatura do petista foi de 40,8%. Já 9,3% não sabiam ou não responderam.
Cenários de 2º turno
A pesquisa apresentou ainda 16 cenários para o 2º turno, sendo cinco deles com Lula. O petista vence em todos eles. Foram testados cenário contra Bolsonaro, Marina, Alckmin, Meirelles e Temer.
Já Bolsonaro aparece em sete cenários e só perderia para Lula e empataria Marina. Contra Ciro, há um empate técnico, mas o deputado aparece numericamente a frente. Bolsonaro venceria ainda Alckmin, Haddad, Meirelles e Temer.
Em outros cinco cenários testados, Alckmin perderia para Marina, venceria Haddad e apareceu em empate técnico com Ciro.
Já Ciro venceria Meirelles e Temer.
Contratada pela CNT e realizada pela MDA, a pesquisa tem nível de confiança de 95% e foi registrada no dia 8 de maio, com o número BR-09430/2018, segundo os dados disponibilizados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Influenza: 45% do público já foi imunizado em PE


Até a manhã de hoje, 1.080.318 pessoas foram imunizadas contra a influenza em Pernambuco. O quantitativo representa 45% do total de 2.399.361 pernambucanos inclusos nos grupos prioritários. A expectativa é, até 1º de junho, vacinar, no mínimo, 90% desse contingente.
"Continuamos reforçando com a população a importância de se vacinar contra a influenza, evitando formas graves da doença, internações e óbitos. Os municípios pernambucanos estão abastecidos de doses da vacina e continuam mobilizados durante toda a campanha", avisa a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.
Podem se vacinar para idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos até 45 dias), trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Também contempla pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais: doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica; diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias. A meta nacional é vacinar, no mínimo, 90% do público prioritário até o final da campanha, em 1º de junho.
Em doenças agudas febris moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro. As pessoas com história de alergia a ovo, que apresentem apenas urticária após a exposição, podem receber a vacina da influenza mediante adoção de medidas de segurança. A vacina é contra-indicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores bem como a qualquer componente da vacina ou alergia comprovada grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

“Essa gente está atrás de mim com ânsia”, diz Temer


Em conversa telefônica com o blog do Camarotti, o presidente Michel Temer (MDB) rebateu a informação de que está procurando o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (SP) e outros políticos tucanos para tratar de eleições.
"Eu que estou sendo procurado com insistência pelos tucanos. É o Alckmin que está pedindo encontro comigo. Quando vou a São Paulo, é um enxame de peessedebistas (tucanos) a me procurar", disse Temer.
O presidente demonstrou contrariedade com o fato de tucanos negarem que Alckmin esteja atrás dele para tratar de eleições.
"Estou indignado. Essa gente está atrás de mim com ânsia. E fica parecendo que sou que estou atrás de Geraldo Alckmin de forma insistente, abanando o rabo", protestou Temer.
Ao blog, Temer relatou que foi procurado pelo ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), pelo governador do estado Márcio França (PSB) e pelos deputados Samuel Moreira (PSDB-SP) e Arnaldo Jardim (PPS-SP). Em seguida, segundo ele, recebeu contato do ex-governador.
"Na sequência, o Alckmin me ligou. Como não pude atender, no dia seguinte liguei para ele", disse Temer. O presidente relatou ainda que Alckmin não se encontraria com ele em São Paulo porque o ex-governador estava viajando para o Piauí e Maranhão.
Questionado se Alckmin voltou a procurá-lo, Temer respondeu: "Não me procurou".
Informado pelo blog que o deputado Samuel Moreira foi chamado ao Planalto pelo assessor do Palácio Marcelo Barbieri, Temer demonstrou, mais uma vez, contrariedade.
"Essa gente é que está atrás de mim", enfatizou. "Todo mundo me procura. Estou sendo procurado pelas pessoas. E depois eles vão à imprensa para dizer que eu é que estou procurando os tucanos", completou o presidente.
Temer ainda relatou que foi procurado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e que tiveram um encontro no dia 1º de maio. Segundo Temer, ele alertou FHC que, se os partidos de centro tiverem de 8 a 9 candidatos nas eleições, já se sabe quem vai ganhar: "certamente, nenhum de centro".
FHC, segundo o relato do presidente, concordou com esse raciocínio.
O próprio Temer avalia que, a esta altura do campeonato, vai ser difícil unir o centro em torno de uma candidatura, já que há muitas resistências.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Juiz de Catende baixa salário de Prefeito, vice e secretários

Resultado de imagem para SaláriosO juiz de Catende, dr. Ricardo Guimarães Luiz Ennes, concedeu a antecipação de tutela de uma ação popular na qual figuram como autores Rinaldo Barros que é pré-candidato a deputado federal pelo PSC e o Ítalo Ricardo, que pediam a redução dos salários do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários municipais.

A partir do dia 8 de maio, o salário do Prefeito de Catende que é de R$ 20 mil reais passará para R$ 15 mil reais; o do vice-prefeito que é de R$ 10 mil reais, passará a R$ 7.500,00; e dos secretários que era de R$ 5 mil reais, passará a ser de R$ 3.500. 

Na mesma decisão o Juiz julgou improcedente o pedido de devolução aos cofres municipais dos salários recebidos acima anterior a data da decisão, colocando com efeitos a partir da data de publicação. O Juiz também condenou o município a pagar às custas processuais no valor de 10% da causa.

terça-feira, 8 de maio de 2018

Eleições 2018: Racha na Segurança Pública

Postulantes a uma vaga na ALEPE que representam o segmento da Segurança Pública saem rachados nesse pleito de 2018.

Até os dias de hoje a única vaga que representava o segmento da segurança pública voltado aos policiais militares de Pernambuco, era o atual Deputado Joel da Harpa, mas devido a sua ida ao "PP" partido que faz parte da base do governo, por isso sugiram novos nomes. 

O mais em ascenção no momento, é  o da "exonerada" Ex Cabo Aênia, que veio para o bloco do oposição trazida pelo Ex Ministro das Cidades e Dep Federal Bruno Araújo, a mesma é pré candidata a Deputada Estadual pelo PSDB ( Partido da Social Democracia Brasileira ).


A Cabo Aênia vem por muitos anos lutando pela sua categoria dentro da Polícia Militar PE, fazendo a interlocução das Associações com a tropa, da tropa com o Executivo e Legislativo etc.
Mas durante toda sua luta em favor de sua categoria, não viu a sua voz ser realmente ouvida, nem pelos parlamentares que se dizia defensor da tropa, nem no Governo e nem mesmo pelos seus representantes legais.

Depois de ser exonerada devido sua luta em defesa da classe, a Ex. Cabo Aênia viu no bloco da oposição um alento, e a possibilidade de tirar o governo que ai está, e por ser Mulher, Negra, Mãe,  e a Zero 1 nessa disputa desigual, ela ver nesse convite que recebeu do Ex. Ministro das Cidades e Dep Federal Bruno Araújo a oportunidade de compor o bloco da oposição, colocando o seu nome a pré candidata a Deputada Estadual pela legenda 45, e ainda vai está contando com o apoio do Segmento Negro do PSDB (Tucanafro).

"Vejo na pré candidatura da Ex. Cabo Aênia a oportunidade de engrossarmos o caldo nessa luta de mais espaço para a população Negra nas esferas de poder. Ela tem um grande potencial, e eu como presidente do seguimento Negro darei total apoio e farei o possível e o impossível para termos uma representante Negra e Mulher na ALEPE." Disse ao blog, Paulo Triguinoso Presidente Tucanafro PE.

terça-feira, 1 de maio de 2018

Prefeitura de Catende injeta mais de 1 milhão no comércio com pagamento de folha

Com o pagamento das folhas dos contratados de março de 2018 e dos efetivos de abril deste ano, o Prefeito interino de Catende, Fausto da Farmácia, através de um grande esforço para colocar em ordem a casa espera aquecer o comércio local.
Mais de 1 milhão de Reais foram pagos de folha entre sexta-feira e segunda (dia 30), o que vai dar uma aquecimento e um grande levante no comércio de Catende.
"Os nossos esforços serão para conseguirmos pagar em dia a todos os funcionários da nossa cidade e assim beneficiar tanto aqueles que trabalham e que querem o trabalho em dia e também os comerciantes que são indiretamente beneficiados", disse o prefeito.
Segundo a equipe estão sendo providenciados os pagamentos do mês de março também para os servidores contratados da saúde, que serão efetuados até o final da semana. Parte da equipe já teve seu pagamento liquidado ainda no dia de ontem, 30.