terça-feira, 19 de dezembro de 2017

TJPE inocenta presidente da Câmara de São Lourenço


O Tribunal de Justiça de Pernambuco, por meio do desembargador Jorge Américo Pereira, concedeu, na última quarta-feira (13), liminar suspendendo o processo por quebra de decoro parlamentar contra o presidente da Câmara Municipal de São Lourenço da Mata, vereador Denis Alves (Podemos). O pedido foi feito pelo advogado Marcio Alves, que está representando o parlamentar.
De acordo com a decisão do desembargador, o autor do processo, Maurício de Souza, mais conhecido como Thoga, que também é suplente de Denis, é considerado ilegítimo para ingressar com a ação judicial. Para o chefe do Legislativo, a decisão foi bastante justa. “Agradeço a todos que confiaram em mim e sempre estiveram ao meu lado nessa guerra de poder. Essa luta não foi por mim, mas por toda a cidade de São Lourenço da Mata. Por isso, só tenho a agradeço a todos aqueles que acreditam em uma política verdadeira com o povo e para o povo”, afirmou Denis.
Ainda segundo o vereador, além da imediata suspensão do processo, o suplente também poderá pagar multa diária de R$ 1 mil. “Confio na justiça, tanto a divina quanto a dos homens. Sempre acreditei e confiei em ambas. Já tinha a confiança que seria favorável a mim, pois tinha a certeza que a verdade iria prevalecer”, agradeceu Denis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário