quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

MANDANDO BRASA - Sem Marília, Paulo será facilmente reeleito

Resultado de imagem para Paulo CamaraSó Marília Arraes tem condições suficientes e necessárias para levar a eleição ao segundo turno e tirar Paulo Câmara e o PSB do governo. Essa oposição que se reuniu segunda-feira no Recife não tem condições políticas de vencer Paulo, estando ele junto com o PT. Como bem disse ontem em sua página no facebook, o cientista político Adriano Oliveira disse que o PT será decisivo na eleição estadual. Tenho algumas discordâncias com algumas colocações dele, mas tenho que concordar com esta. Atenhamos aos fatos então:

Com Lula e o PT no palanque de Paulo Câmara, não haverá segundo turno. Haverá uma única eleição decidida no primeiro turno. Em Pernambuco, Lula tem em torno de  50% dos votos válidos de acordo com pesquisas. Sabemos que muitos destes eleitores talvez não votem com Paulo Câmara para governador, mas de certeza quem vota em Lula não vota em um candidato a governador de Temer. Para se ter uma ideia, Fernando Bezerra Coelho(PMDB) que tem um filho sentado na cadeira de ministro, apareceu com apena 3% dos votos. Os dois nomes que melhor pontuam na oposição são: Armando Monteiro (Por causa do recall da última eleição de 2014) e Mendonça Filho (Tanto pelo seu trabalho no estado, como por ter sido duas vezes vice-governador e uma vez governador e candidato a reeleição). No entanto, em um estado que reprova um governo federal com 88%, na hora que o eleitor ligar o candidato a Temer, este vai perder muito voto.


É esse o grande motivo que eu digo: Paulo Câmara será reeleito porque apesar de todas às dificuldades enfrentadas pelo seu governo não tem um candidato que esteja à altura de derrubá-la. Talvez, alguém que pense que Fernando Bezerra Coelho é o único que pode derrotar Paulo, deve fazer parte dos 3% que votariam em Temer para presidente. Não temos um candidato a governador capaz de unir o social e o desenvolvimento, infelizmente. O que temos e teremos é dois palanques: Um de "Lula" que terá como candidato provavelmente o governador Paulo Câmara, e o de "Temer" que é justamente de quem esteve segunda no encontro: PSDB, DEM, PTB, PV, PODEMOS, PMDB. 

Em suma, a oposição perdeu a grande oportunidade de retomar o governo do estado ao abraçar-se com um presidente que está empurrando goela abaixo do povo pobre reformas que são duras, bruscas, que já foi duas vezes denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) cuja denúncia foi rejeitada pelos deputados federais e muitos deles "pernambucanos e fujões". Pois é, como diz o historiador Marco Antonio Villa da Jovem Pan, quem quiser perder a eleição ano que vem não vai precisar de muita coisa não: Basta uma foto ao lado de Temer e pronto, já terá condições suficientes e necessárias para tal.

O Caminho é o PSDB - Não seria mais o DEM que o deputado João Fernando Coutinho (PSB) poderia migrar e sim o PSDB. Segundo informações, quem estaria abrindo às portas do ninho tucano para o socialista seria a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, que também fez a mesma travessia em 2016. 

Décimo-Terceiro no bolso do povo - Com o governo do estado pagando o 13º salário nesta sexta-feira, muitas prefeituras do estado devem fazer o mesmo. É o zum zum zum que já tem município preparando para realizar o pagamento nesta quinta ou sexta. O prazo para o pagamento é dia 20.

Dia 24 de Janeiro - O Tribunal Regional Federal da 4ª Região já decidiu o dia do julgamento do recurso do ex-presidente Lula que foi condenado em 1ª instância pelo juiz Sérgio Moro. Será no dia 24 de janeiro. A condenação em segunda instância poderá tirá-lo da disputa eleitoral de 2018, mas dificilmente o tirará da campanha.

Sem transparência - Quem está na mira do Tribunal de Contas de Pernambuco pela falta de transparência nos gastos públicos é a Câmara Municipal de Lagoa dos Gatos. Está sendo exigido da casa legislativa o portal da transparência que ainda não foi feito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário