sábado, 16 de dezembro de 2017

A travessia para 2019


O próximo ano não será fácil para o presidente Michel Temer (PMDB), “mas aos trancos e barrancos”, ele chegará ao fim do seu mandato. A previsão é do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB), profundo conhecedor das manobras políticas que podem tumultuar a cena política, e se coloca como fiador da travessia para  2019.
“Não vou criar qualquer dificuldade para o Governo Temer. O importante agora é que o país caminha para um eleger um novo presidente da República”, afirma o peemedebista, que, aliás, se encontra num momento decisivo, correndo o risco de perder o controle do PMDB em Pernambuco. A esse respeito, Jarbas, que há poucos dias pediu apoio a Temer para essa disputa, que envolve o senador Fernando Bezerra Coelho, sabe o terreno onde está pisando. Para Temer conseguir – com a saúde fragilizada – realizar a travessia para 2019, ele também vai precisar de muita ajuda. De antemão, Jarbas, pilar político do Governo Paulo Câmara (PSB), sinaliza para um apoio ao projeto presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, com quem conversa com frequência.
“Alckmin é um governador bem-sucedido e isso ajuda bastante como carro-chefe,” assinala. Agora, essa preferência de Jarbas o coloca desde já num palanque presidencial distante do PSB, que trabalha por um candidato próprio, no caso, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.


Mas essa é outra conversa, porque o que o PSB estadual quer mesmo é ter Jarbas, seja no PMDB ou em outro partido, no palanque de Paulo. Prova disso foi a presença do governador Paulo Câmara  e do prefeito Geraldo Julio na confraternização que o peemedebista ofereceu aos amigos, no Debate, seu escritório político. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário