quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Em votação histórica, Câmara rejeita contas de ex-prefeito Beto da Usina

Em sessão extraordinária na tarde desta quinta-feira 30/11, na Câmara Municipal dos Palmares, 14 dos 15 vereadores da Casa Manoel Gomes da Cunha entram para História ao rejeitar as contas do ex-prefeito dos Palmares, José Bartolomeu de Almeida Melo (Beto da Usina) referente ao exercício do ano de 2012.
No inicio dos trabalhos a Vereadora Milena Melo (PP), que é sobrinha do ex-prefeito Beto, pediu questão de ordem para que a reunião fosse adiada, pois ainda estava dentro prazo regimental do seu pedido de vistas de 48 horas concedido pela Presidência da Mesa e que venceria por volta das 22h00. A sua questão de Ordem foi negada e a sessão seguiu normalmente com as leituras do parecer do Tribunal de Contas de Pernambuco que indicou a reprovação das contas. Em seguida foi lido o parecer da defesa do ex-prefeito, que rememorou as dificuldades enfrentadas com as enchentes que devastou o centro de Palmares levando com ela escolas importantes como o Colégio Municipal Fenando Augusto Pinto Ribeiro (Ginásio Municipal) e a Escola Municipal Telma Leandro, para justificar principalmente o não cumprimento do repasse obrigatório de 25% para a educação, principal motivo para reprovação das contas. Foram colocados para a apreciação dois relatórios: um obedecendo a orientação do TCE, pedindo a rejeição das contas e outro de Autoria do Vereador Régis do Gago (PDT), irmão do ex-prefeito Beto, pedindo a aprovação das contas contrariando a orientação do TCE.
Durante a discussão da matéria se destacaram os Vereadores Toinho Enfermeiro (PSDC) que defendeu a reprovação das contas acompanhando o relatório do TCE e o Vereador Luciano Júnior (PV) que defendeu a aprovação das contas, apresentando várias contradições no relatório do TCE, principalmente quando pontuou que o TCE aprovou contas de outros municípios que também não cumpriram com o repasse legal obrigatório de 25% para a educação, o que chamou de julgamento político. Na tribuna o Vereador Luciano chegou a dizer: "existe alguém interessado em tirar Beto da disputa de 2020". Depois de exaustivo debate e troca de acusações entre os Vereadores Luciano e Toinho Enfermeiro, o Presidente da Mesa Diretora colocou a matéria em votação sendo aprovada a rejeição das contas do Ex-Prefeito Beto da Usina por um Placar de 11 votos a favor, 3 votos Contra e uma ausência.
Votaram pela rejeição das contas os vereadores: Saulo Acioli, Godoy de Bartô, Júnior Leão, Andreza, França da Saúde, Paulete, Ray do Quilombo, João do Pial, Amós Nerias, Francisco da Natumel e Toinho Enfermeiro.
Votaram pela Aprovação: Milena Melo, Luciano Júnior e Regis do Gago.
Ausente: Vereador Josias Pereira

Deputados da oposição vêm gritar no deserto

A torcida do contra da oposição

A imagem pode conter: 4 pessoas, textoEu não sei como os deputados da oposição têm coragem de dar às caras em Maraial hoje, para falar sobre assuntos relacionados ao destino político de Pernambuco. Senhores deputados, a gente quer barragens, quer emprego, quer desenvolvimento, quer indústria, quer futuro. De conversa e blá blá blá, nós já estamos cheios.
Onde estão às emendas destes parlamentares para a mata sul?
Onde estavam eles que não lutaram pelas barragens de contenção?
Aí, agora vêm, e convidam o povo para tratar de assuntos. Ora, senhores, paciência é pouca e tem limite.

Só um desafio: Não compareçam à Câmara de Maraial, e deixem que os deputados vejam o que é que o povo da nossa região está realmente pensando e precisando: Ações e não conversas.

Paulo anuncia reforço na segurança das praias de Ipojuca


Aproveitando a sua passagem no município do Litoral Sul, hoje, o governador Paulo Câmara lançou o plano de reforço à segurança para o verão 2018 em Ipojuca, com o intuito de garantir mais tranquilidade para moradores e turistas que frequentam as praias do Litoral Sul.
"Teremos o reforço na companhia de turismo, reforço no batalhão que abrange a cidade do Cabo e de Ipojuca, dos bombeiros militares e da Polícia Civil. Nós iremos dar respostas muito duras em relação à segurança. Resposta de trabalho repressivo e preventivo em favor da população. Estamos muito focados, cientes de que o trabalho que precisa ser diário e permanente", ressaltou o governador.
Paulo detalhou o plano de segurança que para a população de Ipojuca neste período de maior movimento. "De imediato estão vindo 26 policiais militares pra reforçar só o município de Ipojuca. Eles vão se juntar ao efetivo que já existe, com o reforço do quatro novas viaturas. Teremos também 12 novas motos, que darão mais celeridade para as ocorrências. Estamos mandando uma equipe também de 6 bombeiros militares pra reforçar a região. No âmbito da Polícia Civil, todas as delegacias aqui de Ipojuca terão seu delegado titular, os agentes, seus escrivães e darão uma resposta mais efetiva as investigações", finalizou.
Com o início da operação, o policiamento ostensivo da orla de Ipojuca será reforçado, principalmente durante os dias de maior movimento nas praias, como nos finais de semana e feriados. Porto de Galinhas já recebe PMs da Companhia Independente de Apoio ao Turista (CIATur), unidade especializada em atuação em áreas de grande demanda turística e eventos. Qualificada para diversas modalidades, a unidade contará com quatro viaturas para patrulhamento motorizado, além de policiamento a pé.
O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, "Estamos aqui hoje para lançar essa operação no município de Ipojuca, que dará tranquilidade e segurança não só aos turistas, mas a população local que transita diariamente pelo Litoral Norte e Sul. No Litoral Sul, já agora em dezembro, faremos o lançamento e a inauguração da Companhia Independente de Tamandaré (CIPM), com mais de 100 policiais que irão ser responsáveis pelo policiamento local. E aqui para Ipojuca, especificamente, estamos trazendo a companhia independente do turista (CIATur). Então, nosso compromisso é com a segurança, nosso compromisso é pra que a população e os turistas se sintam seguros aqui em Porto de Galinhas, Maracaipe, Muro Alto, e principalmente Ipojuca de uma forma geral", ressaltou.

O caos da segurança em Pernambuco


(Magno Martins)

O Sistema de Informação de Mortalidade do Departamento de Informática do SUS (DataSUS) contabilizou, na madrugada de ontem, a marca negativa e inédita de cinco mil homicídios, somente este ano, em Pernambuco. Desde 2004, quando a Secretaria de Defesa Social (SDS) iniciou este tipo de contagem, o ano de 2006 era considerado o mais violento da história.

Apesar dos esforços mostrados pelo Governo Paulo Câmara nos últimos meses, os resultados não aparecem. No último dia 17/11, o governador anunciou um conjunto de ações para fortalecer segurança. Entre as ações, foram divulgados novos equipamentos para as Polícias Militar, Civil e Científica. Paulo assinou os Projetos de Lei para a criação do 26º Batalhão da Polícia Militar (26º BPM), do 2º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (2º BIEsp) e da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (11ªCIPM). As medidas integram o Plano de Segurança de Pernambuco e totalizam um investimento de R$ 290,8 milhões para o setor.

A falta de segurança no Estado, possivelmente, será o tema mais focado pela oposição durante o período de pré-campanha para as eleições do próximo ano. Enquanto as ações do Governo não mostrarem resultado, o assunto será a pedra no sapato de Paulo Câmara.

Além dos homicídios, Pernambuco ainda sofre com os as explosões das agências bancárias no interior do Estado, os assaltos a ônibus na Região Metropolitana, roubos e furtos diários de veículos, trafico de drogas e o crescente uso de crack, prova de que o governo perdeu a capacidade de coordenar as policias.

Ciente de que só uma melhoria na segurança pode garantir algum fôlego para a campanha em 2018, Paulo Câmara terá que provar o seu conhecimento de gestão pública e driblar a violência no Estado caso queira se reeleger.

Pernambuco de Verdade visita obras na Mata Sul

Pernambuco de Verdade visita obras na Mata Sul
A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) visitará, nesta quinta-feira (30), a Zona da Mata Sul do Estado, em mais uma edição do Pernambuco de Verdade. O programa de visitas às microrregiões do Estado, iniciado em 2015, tem como objetivo revelar a realidade enfrentada pela população pernambucana, que é bem diferente da propaganda oficial do Governo do Estado.

Esta será a oitava edição do programa, e contará com visitas a obras e equipamentos públicos nas cidades da região. Ao final do dia, o bloco oposicionista realizará uma audiência pública na Câmara Municipal de Maraial, às 18h, para discutir os principais problemas da região com a população, lideranças sindicais, estudantis, empresários e representantes de movimentos populares.

Este ano, o Pernambuco de Verdade já percorreu mais de cinco mil quilômetros, abrangendo mais de 60 cidades do Estado. Foram visitados o Sertão do Pajeú, Sertão do Moxotó, Sertão do Araripe, Sertão do São Francisco, Agreste Setentrional, Agreste Meridional, Agreste Central e Zona da Mata Norte.

SERVIÇO

Pauta: Pernambuco de Verdade visita obras na Mata Sul

Quando: Quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Hora: Visitas (todo o dia) – Plenária (18h)

Local: Câmara Municipal de Maraial

MANDANDO BRASA - Não confunda gato por lebre

Resultado de imagem para voto de cabrestoExiste voto de opinião na nossa região?

O que seria um voto de opinião em tempos como o de hoje. Como o nosso tempo? Você votar em um candidato por suas ideias e não porque alguém está indicando que vote nele ou nela. Sim, todos eles têm suas ideias e ideais  e você ao votar, diz que está concordando com elas, e muitas vezes não condiz em nada com o que você pensa e vem aquele sintoma de decepção. 

Imagina você votar em um deputado estadual ou federal porque o seu prefeito, o seu líder político, ou seu amigo pediu, e ele não te representar de jeito nenhum, e o pior muitas vezes representar posições contrárias às suas. Isso já aconteceu. Muitas votaram em um deputado pensando em uma coisa quando ele chegasse em Brasília e hoje o mesmo serve de chacota e de mangação por fugir as duas vezes da votação de investigação de Temer.

Pois é, é desses tipos de deputados que eu falo. Os deputados gatos por lebre. Você vota pensando que eles são uma coisa e na verdade são outra completamente diferente. Cuidado, eles vão bater à sua porta e pedir seu voto ano que vem.

Lembre a eles das barragens, das usinas fechadas, do desemprego, das estradas acabadas. E pergunte se eles já pararam de estarem andando de jatinho e já voltaram a aproveitar o período pré-eleitoral para novamente quebrarem seus carros nas estradas. Lembre sempre de uma coisa: O seu deputado é seu funcionário, ele deve satisfação a cada um de seus eleitores e não o contrário.

Fim do mês - Está chegando o final do mês de novembro de 2017, e o início de um novo mês: o de dezembro. E com o mês de dezembro, em ano de crise muitas interrogações, principalmente com relação ao décimo terceiro que é pago pelas prefeituras. Muitos prefeitos encheram a máquina e agora não sabem o que fazer para pagarem o décimo terceiro, pasmem: aos efetivos.

Onda de demissões - Muitas demissões que ocorreram em nossas cidades se deve ao fato de que falta dinheiro para pagar ao enorme número de pessoas contratadas pelas prefeituras. Se estas permanecessem, nem o nono, nem o décimo, nem o décimo primeiro e nem o segundo... quanto mais o terceiro.


Fazendo o povo de besta - Eu sempre tive o pé atrás com essas pesquisas realizadas pelo telefone pelo instituto Tiradentes, até porque nem toda população tem o telefone fixo para opinar sobre o governo do seu município. Mas o que tem de prefeito comemorando a aprovação de 70 e tantos por cento da população não se cabe no gibi. Prefeitos, caiam na real e sejam felizes se tem 30% do povo aprovando o trabalho de vocês.

Ou Barragens ou não tem votos - Foi dura a crítica de Dom Henrique Soares da Costa, Bispo de Palmares com relação às barragens de contenção da mata sul. "Eu disse ao governador: Ou essas barragens saem, ou nem venha atrás de votos na mata sul". Disse o bispo.



Silvinho Silva - Editor do Blog
silvinhosilva2018@gmail.com


quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Votação das contas de Beto serviu de ‘pano de fundo’ para reeleição da Mesa Diretora

Reunião do Poder Legislativo foi marcada por atraso, vaias e a revolta da vereadora Ray, que se retirou em protesto contra as manobras da presidência.

A reunião de ontem à noite na Câmara de Vereadores dos Palmares, anunciada como a última para encerramento do período legislativo deste ano, cujo ponto alto seria a votação das contas rejeitadas pelo TCE-PE do ex-prefeito Beto, acabou servindo de ‘pano de fundo‘ para supostamente acobertar, segundo a vereadora Ray do Quilombo, mais uma manobra da presidência da Casa Manoel Gomes da Cunha, que reelegeu a atual Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, mesmo com o protesto de três vereadores e parte do  público que prestigiou o evento.

Como votaram os vereadores para Presidente, 1º Secretário e 2ª Secretária:

Júnior Leão: votou nele mesmo para Presidente, Godoy para 1º Secretário e Milena para 2ª Secretária; Amós Nerias votou em Saulo, Godoy e Milena; Andreza votou em Saulo, Godoy e Milena; Toinho Enfermeiro: votou em Saulo, Godoy e Milena; Godoy: votou em Saulo, Godoy e Milena; Natumel: votou em Saulo, Godoy e Milena; Rege: votou em Saulo, Godoy e Milena; João do Piau: votou em Saulo, Godoy e Milena; Josias: votou em Saulo, Godoy e Milena; Milena: votou em Saulo, Godoy e Milena; Luciano Júnior: votou em Saulo, Godoy e Milena; Paulette: votou em Saulo, Godoy e Milena e, finalmente, o presidente Saulo: que votou em Saulo, Godoy e Milena.

O vereador Flávio de França deixou claro que não gostou da manobra e se absteve de votar, enquanto a vereadora Ray do Quilombo, quando pressentiu que a reunião estava sendo “desviada” para outro rumo, diferente daquilo que estava programado, ainda tentou manifestar o seu repúdio mas teve o som do microfone cortado, então, em sinal de revolta, se levantou e retirou-se da Câmara sem participar da votação, sendo bastante aplaudida pela atitude.


As contas do ex-prefeito Beto, que se arrastam na Câmara desde abril deste ano (sete meses), mais uma vez não foram submetidas ao julgamento e votação dos 15 parlamentares municipais, pelo fato da vereadora Milena haver pedido “vistas” ao processo. Então ficou combinado entre todos que a votação da referida matéria será realizada nesta quinta-feira, dia 30, às 14h00min.

Muita gente não assimilou ou ainda não digeriu o “por que” de tanta pressa, do presidente da Câmara Municipal, vereador Saulo Acioli, em realizar essa eleição para a nova Mesa Diretora do Poder Legislativo, que comandará o biênio 2019/2020, quando o mandato atual se estende até 30 de dezembro de 2018, quer dizer, ainda falta um ano e um mês, teria tempo de sobra para tal.

Mas a resposta à indagação é óbvia, Senhores: o poder é um néctar, é farto, é atrativo, desperta e estimula a concorrência humana, apesar de ser efêmero e infelizmente passageiro. Quem não gostaria de comandar uma Câmara de Vereadores e, como remuneração mensal e privilegiada do jeito que é (fatura o dobro dos vereadores), ter esse dinheiro certinho e religiosamente depositado em sua conta, todo dia 20 de cada mês (antes de qualquer outro servidor público e até mesmo do prefeito!), de acordo com a Constituição do país (coitado do prefeito se não repassar o duodécimo dos vereadores dia 20 de cada mês, corre o risco de ser até cassado). E assim é a nossa política no Brasil. Em Palmares não poderia ser diferente, ou poderia?

Redação: Portal Mata Sul

Paulo Câmara anuncia ampliação do Ganhe o Mundo para 2018

A partir do próximo ano, alunos da Rede Estadual de Ensino de Pernambuco terão também a oportunidade fazer intercâmbio na Alemanha e na Colômbia através do Programa Ganhe o Mundo. A novidade foi anunciada pelo governador Paulo Câmara, nesta quarta-feira (29.11), durante solenidade de lançamento da edição 2018 do PGM, no Palácio do Campo das Princesas. Para esta nova etapa, serão nove destinos parceiros e 1.090 vagas de intercâmbio divididas entre as três modalidades do PGM: Tradicional (1.045), Musical (20) e Esportivo (25). Outra novidade da edição é a ampliação das vagas com destino à Espanha – 40 para a modalidade Tradicional e 10 para a Musical -, fruto de uma parceria firmada com a  companhia aérea Air Europa.

“Serão mais 1.090 alunos que vão viver essa experiência e levar um pouco de Pernambuco para o mundo. Alunos que vão aprimorar seus conhecimentos, aprender uma segunda língua e trazer para o nosso Estado um conhecimento globalizado. Mas o que mais nos orgulha é saber que tudo que foi planejado, lá atrás, com Eduardo Campos, a gente está podendo aprimorar e traçar um futuro cada vez mais promissor para os nossos estudantes. Então, são momentos como esses que nos animam a trabalhar mais determinados, mais conscientes de que estamos no caminho certo. Muito ainda temos que fazer, mas o caminho que nós estamos trilhando é o caminho da valorização e da certeza que os nossos jovens, por mérito próprio, estão tendo o seu valor reconhecido e a oportunidade de um futuro melhor”, destacou o governador.

A grande novidade desta nova edição do PGM é a inclusão da língua alemã na grade de idiomas do curso de línguas. Durante este ano, cinco estudantes foram selecionados e embarcarão em fevereiro de 2018 para a cidade de Berlim, na Alemanha. Os alunos, oriundos do Ginásio Pernambucano – unidades Aurora e Cabugá, participarão do programa internacional de intercâmbio no DID Deutsch-institut. Em Pernambuco, a língua alemã está na grade curricular desde 2009, na Escola de Referência em Ensino Médio Ginásio Pernambucano. Para esta nova edição, a Rede Estadual conta com cinco escolas que ofertam o alemão através do PGM, totalizando 100 estudantes cursistas. Outro destaque é a inclusão da Colômbia como novo destino para os intercambistas. Serão 25 vagas com destino ao terceiro país mais populoso com a língua espanhola como idioma oficial.

O secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, fez questão de pontuar os avanços e a priorização que o Programa tem conquistado nos últimos anos.  “Todos os anos nós trazemos novidades. Em 2015, foi o PGM Esportivo. Em 2016, foi o PGM Musical. Em 2017, nós ampliamos o número de vagas e incluímos o Uruguai como novo destino. E para 2018 será ainda mais especial: vamos conseguir impactar e ampliar as vagas do Ganhe o Mundo em todas as modalidades. Além disso, vamos contar com dois novos destinos e a introdução da língua alemã no curso de idiomas. Enfim, só temos a agradecer ao governador Paulo Câmara por todo o apoio que nos tem dado. A gente realmente acredita que o PGM contribui para a criação de uma nova e promissora geração de pernambucanos”, frisou.

Tárcyla Arruda, de 16 anos, integra o grupo dos cinco estudantes selecionados para o intercâmbio na Alemanha. Matriculada no 2º ano do Ensino Médio do Ginásio Pernambucano, unidade Cruz da Cabugá, a aluna declarou que se preparou muito para a seleção e que está ansiosa para viver a experiência. “Eu vou aprender uma nova língua. Uma língua que poucas pessoas no Brasil falam. Vou amadurecer mais, através do contato com várias pessoas, com culturas diferentes, e isso vai me ajudar muito. Meus pais acreditam muito em mim, e eu acho que isso é a base de tudo”, disse.

PARCERIAS – Por meio de uma parceria entre o Governo do Estado e a Air Europa, serão oferecidas mais 40 vagas para o intercâmbio na Espanha na modalidade Tradicional do PGM, totalizando 65 ofertas para o curso de língua espanhola no país. Já na modalidade Musical, serão ofertadas 10 novas vagas, também para o país europeu, duplicando o número de oportunidades já oferecidas. Com o incremento, 20 estudantes terão a oportunidade de desenvolver suas habilidades musicais no Canadá (10) e, agora, na Espanha (10).

Das 1.045 vagas da modalidade Tradicional, serão 700 para a língua inglesa, 340 para a língua espanhola e 05 para a língua alemã. Os destinos parceiros desta modalidade são: Canadá (450), Estados Unidos (100), Nova Zelândia (100), Austrália (50), Argentina (125), Chile (125), Espanha (65), Colômbia (25) e Alemanha (05). Já na modalidade Esportiva, os 25 intercambistas selecionados viverão a experiência no Canadá. “O Programa Ganhe o Mundo Esportivo é um programa pioneiro que possibilita todos os anos alunos-atletas da Rede Pública ganharem o mundo e terem uma experiência inesquecível, para toda a vida. E todos esses jovens que foram ao Canadá, voltaram com seu desempenho melhor, em cada modalidade eles melhoraram as suas marcas, fazendo com que Pernambuco venha melhorando, cada vez mais, as suas marcas no esporte”, ressaltou o secretário estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Felipe Carreras.

EMBARQUE – Os alunos selecionados embarcarão para um dos nove países parceiros do Programa, conforme a língua escolhida (04 de língua inglesa, 04 de língua espanhola e 01 de língua alemã). O primeiro grupo embarca no 2º semestre de 2018 e o segundo grupo no início de 2019. Os intercambistas estudam até um semestre letivo (dependendo da modalidade do PGM) em escolas de Ensino Médio (high school) com direto a seguro saúde internacional, passagens aéreas, acomodação em casas de família (host family) com todas as refeições, além de receberem bolsas mensais. Desde a primeira edição do PGM, em 2012, mais de seis mil estudantes realizaram o sonho do intercâmbio internacional. O programa é um dos principais investimentos da Educação priorizados no governo Paulo Câmara.

“Programas educacionais, como o Ganhe o Mundo, devem ser valorizados por sua capacidade de criar pontes, de ligar pessoas e culturas. Eles propiciam aos alunos uma experiência educacional enriquecedora, preparando-os para o futuro em um mundo globalizado”, ressaltou o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel.

Lóssio pode vir a ser candidato a governador pela Rede


Por Renata Bezerra de Melo – Folha Política
A filiação do ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, à Rede Sustentabilidade foi aprovada por unanimidade em reunião do Elo (diretório) estadual, realizada na última quinta-feira. Com isso, não se descarta nos bastidores da legenda que Lóssio possa vir a ser o candidato ao Governo de Pernambuco pela sigla. A militância da Rede anda cética em relação à possibilidade de o PSB sinalizar apoio à candidatura presidencial de Marina Silva. Já anotaram socialistas fazendo acenos ao governador Geraldo Alckmin, a Lula, a Ciro Gomes, mas não sentem inclinação ao nome da ex-ministra.
Um apoio do PSB ao projeto presidencial de Marina é condição imposta pelos membros da Rede para estar no palanque de Paulo Câmara em 2018. Então, caso isso não se concretize, um desembarque do secretário de Meio Ambiente, Sérgio Xavier, já está no radar.
Como a conferência estadual, que seria dia 25, foi adiada, a decisão sobre a conjuntura local deve esperar o lançamento da candidatura de Marina, marcada para o próximo domingo. Enquanto isso, a possibilidade concreta de Júlio Lóssio concorrer a governador, encabeçando um palanque para Marina no Estado, vai ser discutida. O nome dele tem boa receptividade. Caso a candidatura de Lóssio seja selada, a ideia é realizar um ato para anunciá-la.

“Está na hora do PSDB cair fora”, diz FHC


Blog da Andréia Sadi
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse, hoje, que está na hora de o PSDB "cair fora" do governo. A razão principal, para o ex-presidente, é a busca de identidade do partido nas eleições de 2018.
"Não precisa de data. Qual a razão principal pela qual para o PSDB é melhor ficar fora do governo? O PSDB quer ter candidato à presidência da República. Então precisa ter autonomia, cara própria. O governo é o governo do PMDB".
O tucano defende a saída dos ministros do PSDB do governo, com exceção do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. "Assim com o da Defesa, Relações Exteriores é questão de Estado. Não é uma posição política-partidária. Os outros podem perfeitamente, educadamente, falar com o presidente que está na hora de cair fora", disse.
FHC afirma que a saída do governo não significa que o partido não apoiará as reformas, como a da Previdência. "Não se pode romper com o governo porque precisamos votar as reformas. Mas queremos ganhar espaço de liberdade para definirmos nossa cara no ano que vem".
No final de semana, Michel Temer quer discutir a data da saída do PSDB com Geraldo Alckmin. Para o ex-presidente, o PSDB não precisa de data marcada para desembarcar. "Coisa complicada que pode ser simples".

CCJ aprova parecer de Armando que aumenta o FPM


A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, na manhã de hoje, por unanimidade, o parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que eleva em um ponto percentual os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A PEC, que pode ir à primeira votação do plenário do Senado ainda hoje, irá atenuar a grave crise financeira por que passam as prefeituras, com demissões de pessoal e paralisação de vários serviços públicos.
Por emenda de Armando, o aumento será concedido em quatro anos, de modo a não comprometer a redução do déficit público: 0,25% em 2018 e 2019 e 0,5% em 2020, completando um ponto percentual a partir de 2021. A estimativa de Armando é de que as prefeituras receberão a mais R$ 1,1 bilhão no próximo ano, R$ 1,2 bilhão em 2019 e R$ 2,6 bilhões e R$ 5,6 bilhões em 2020 e 2021, respectivamente. “O ajuste fiscal vigente e os benefícios futuros dele decorrentes não serão afetados”, assinala seu parecer.
Em uma “feliz coincidência”, comentou o senador pernambucano após a votação da CCJ, que foi ele o relator da Emenda Constitucional que, em 2014, aumentou também em um ponto percentual, em dois anos, os repasses do FPM. “Reafirmo, assim, meu compromisso inabalável com a agenda municipalista”, completou. Com a PEC, a receita do FPM, atualmente de 24,5%, corresponderá, em 2021, a 25,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados).
Em boa hora – “O relatório do senador Armando Monteiro veio em boa hora”, disse o senador Cidinho Santos (PR-MT) na sessão da CCJ, enquanto a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) ressaltou que o aumento do FPM é “justo e necessário”. Para o senador José Pimentel (PT-CE), o parecer de Armando “foi muito bem fundamentado”.
Entre os fundamentos do seu parecer estão os efeitos perversos da crise econômica nas finanças dos municípios. Segundo Armando Monteiro, paralelamente a uma redução real (acima da inflação) de 2,1% da receita do FPM entre 2014 e 2016, devido à queda na receita tributária da União provocada pela desaceleração da economia, as despesas com pessoal dos municípios subiram 19,6% em igual período.


Armando assinalou que tais gastos se elevaram como reflexo do aumento dos pisos salariais profissionais, principalmente dos professores, e da crescente municipalização de políticas públicas ocorridas a partir de 1988, com a vigência da Constituição, sem a correspondente transferência voluntária de recursos do governo federal.

2º Turno seria entre Paulo e Marília

Uma pesquisa divulgada, hoje, pelo Blog do jornalista Inaldo Sampaio, feita entre os dias 21 e 24 de novembro, pelo Instituto Múltipla, de Arcoverde, com 600 entrevistados  dos Municípios da Região Metropolitana, da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão de Pernambuco, revela a insatisfação do eleitor pernambucano com a classe política, mas, principalmente, com os atuais ocupantes do poder, no Estado, já que o governador Paulo Câmara (PSB), candidato à reeleição consegue apenas 18,66% dos votos, chegando a perder para os votos nulos e brancos que atingem o expressivo percentual de 29,16%. Em terceiro lugar aparecem tecnicamente empatados o senador Armando Monteiro (PTB) com 13,5%, o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), com 10% e a vereadora Marília Arraes (PT), com 9,66%. Outro que decepciona é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que aparece com apenas 2,83%. Já o ex-ministro das Cidades Bruno Araújo aparece com 1,83%. FBC, de todos os pré-candidatos é o que tem feito a campanha mais incisiva, daí porque seria de se esperar uma melhor performance. 

Quem surpreende positivamente é a vereadora Marília Arraes (PT), inclusive na pesquisa espontânea, onde seu nome já aparece à frente do nome do ex-prefeito do Recife, João Paulo, na preferência do eleitorado. Enquanto na espôntanea Marília Arraes aparece com 2% das citações, o ex-prefeito do Recife, João Paulo, aparece com apenas, 0,66%. Políticos de muita visibilidade como o vice-governador Raul Henry e o senador Fernando Bezerra Coelho, ambos do PMDB, também aparecem atrás da vereadora do PT, Marília Arraes, na consulta espontânea, o primeiro com 0,16% e o segundo com 0,66%. Esse dado é bastante significativo, se levarmos em consideração o fato de que Marília Arraes ainda é pouco conhecida pelo eleitorado do interior do Estado, tendo muito a crescer nesse nicho e entre eleitores indecisos ou que num primeiro momento possam ter declarado voto nulo ou em branco, a depender da qualidade da campanha que vier a adotar. Os eleitores indecisos, na consulta espontânea, atingem o índice de 38,83%, ao passo que os que declararam que votariam branco/nulo chegam a 20,50% do eleitorado. Só  9% se declararam espontaneamente eleitores do governador, ao passo que 4,33% disseram que votariam no senador Armando Monteiro e 3,33% no ministro da Educação Mendonça Filho, o que é pouco quando comparados aos que se declararam eleitores da vereadora Marília Arraes, tendo em vista o "recall" eleitoral e o nível de visibilidade de cada um.  Para se ter uma ideia, a vereadora só disputou três eleições, todas para a Câmara Municipal do Recife, ao passo que o ex-prefeito do Recife, João Paulo, que já aparece nas pesquisas espontâneas atrás de Marília Arraes, além de ter sido prefeito da Capital pernambucana por dois mandatos, foi vereador, deputado estadual, deputado federal e disputou o senado e a prefeitura do Recife nas últimas eleições, tendo, portanto, altíssimos níveis de conhecimento entre os eleitores de todos os setores.

Tanto Mendonça Filho quanto Armando Monteiro já exerceram ou exercem cargos majoritários. Mendonça Filho já foi vice-governador e governador de Pernambuco. Armando Monteiro foi ministro de Estado, candidato ao governo de Pernambuco e é senador. Já Paulo Câmara, além de governador tem a maioria das prefeituras do Estado, inclusive da região metropolitana e da Capital dando-lhe visibilidade. Todos esses fatores demonstram que a visibilidade é grande, porém, negativa à imagem desses pré-candidatos.

Outro dado interessante da pesquisa é que quando se apresentam apenas três candidaturas, sendo duas de oposição, em todos os cenários, há indicativo de segundo turno. A candidatura mais competitiva, entretanto, contra o governador Paulo Câmara, diferentemente do que se poderia imaginar, não é nem a do senador Armando Monteiro, nem a do senador Fernando Bezerra Coelho, mas a da vereadora Marília Arraes, que iria para o segundo turno contra o governador Paulo Câmara em todos os cenários pesquisados.

Numa disputa em que os candidatos sejam Paulo Câmara, Marília Arraes e Fernando Bezerra, o resultado, no primeiro Turno, seria:

1º CENÁRIO
Fernando Bezerra Coelho  4,50%
Marília Arraes                  19,33%
Paulo Câmara                   30,00%
Brancos/Nulos                  32,66%
Indecisos                            6,66%
Não sabe/não opinou.        6,83%

2º CENÁRIO

Marília Arraes         17,83%
Mendonça Filho      11,50%
Paulo Câmara          25,55%
Branco/Nulo            31,83%
Indecisos                   7,00%
Não sabe/não opinou 7,16%

3º CENÁRIO
Armando Monteiro        14,50%
Marília Arraes                17,83%
Paulo Câmara                 26,16%
Branco/Nulo                   28,66%
Indecisos                          6,33%
Não sabe/não opinou       6,50%

Perguntados em quem não votariam de jeito nenhum, os entrevistados mostraram que dos pré-candidatos o mais rejeitado é o senador Fernando Bezerra Coelho e a menos rejeitada é a vereadora Marília Arraes. Vejam os percentuais de cada um:

Armando Monteiro 24%
Bruno Araújo 25,66%
Fernando Bezerra Coelho 27,16%
Marília Arraes 18,33%
Mendonça Filho 20%
Paulo Câmara 20%








MANDANDO BRASA - Esqueceram dos professores

Imagem relacionadaQuem pode assistir uma reportagem que foi apresentada pelo Jornal da Globo semana passada, viu que o número dos professores afastados da sala de aula devido a problemas de saúde psicológicos quase que triplicaram. São mais de 35 mil em todo o país. As doenças diagnosticadas são: Síndrome do Pânico, Depressão, Transtorno de Ansiedade. Uma das professoras que conversou com a reportagem da Globo disse que só o fato de entrar na sala de aula e ver os alunos já faziam com que o seu coração disparasse, viesse tremedeiras, sintomas de falta de ar, entre outros.

Ora, em seguida a mesma reportagem mostrou um aluno que agrediu fisicamente uma professora em sala de aula, esfregando em seu rosto uma prova que teria tirado nota baixa. A professora ficou traumatizada. Esses casos são os que foram confirmados pelo ministério da saúde, fora àqueles que acontece, mas que ninguém sabe. Muitos são o número de profissionais que sofrem de algum mal psicológico mas preferem guardar para si. Ora, diante de tantas coisas, cabe uma pergunta: Será que esses bravos profissionais não tem o direito de ter um olhar mais especial do poder público? 

Sim. Não é quase nem direito. É uma obrigação de todos os líderes políticos e governantes valorizarem a categoria que mais  sofre no dia a dia em sala de aula. Vou aqui fazer duas críticas: Uma ao Governador Paulo Câmara (PSB) porque promessa é dívida. O senhor, governador, prometeu que nos quatro anos de seu mandato elevaria o salário dos professores para R$ 4 mil reais. Eles estão esperando. Sabemos da crise, sim sabemos. Mas quando o senhor prometeu, o Brasil já estava quebrado e o senhor passou 4 anos sentado na cadeira da fazenda do estado e como o senhor bem disse: "Eu sei de onde tirar o dinheiro". Ora, se sabe de onde tirar, o que está esperando? Os professores estão aguardando.

Agora, aos prefeitos, ou ao Supremo Tribunal Federal, ou ao Superior Tribunal de Justiça. Vocês estão sentados numa sala com ar condicionado, em frente a um computador, sem contar os enormes salários que vocês da justiça e do governo têm e fazem questão de que um dinheiro de precatório do fundef que vem pelo milagre de Deus uma vez na vida, seja investido na educação sem precisar passar pelos professores, ou seja, rateado. Ora senhores, custa dar uma ajuda a esses profissionais que estão dando a vida, o sangue, o suor, a saúde pelo futuro das crianças, dos jovens, do município? Então. Se pela Lei 60% é direito do professor que seja feita a Lei. Não procurem brechas. Eles não mediram esforços para lutarem por muitos desses prefeitos que hoje estão no poder. 

Então excelências, magistrados, seja lá quem for: Pensem, reflitam. Botem não a cabeça, mais o coração pra funcionar. Muitos professores estão precisando desse dinheiro para comprar casa, para sair de dívidas, para comprar móveis, para fazer cirurgia, para tratarem da saúde. Não custa nada a vocês, nobres prefeitos, ratearem o dinheiro e um dia na vida baixar a cabeça e dizer apenas uma frase: Vocês, professores, merecem bem mais que isso.

NÃO ADIANTA IR A IGREJA REZAR - Depois de desaparecer totalmente do noticiário regional, estadual e nacional, após ter se omitido a votar nas duas denúncias contra o Presidente Temer (PMDB), o deputado federal João Fernando Coutinho (PSB) deu às caras em Palmares neste domingo. Ele participou ao lado do Prefeito Altair (PMDB) da Romaria do Sagrado Coração. Críticas não faltaram nas redes sociais.

VEM DINHEIRO - A União está enviando uma parcela extra aos municípios em especial aos da região da mata sul e agreste ainda neste mês de dezembro. Esse valor vem para socorrer prefeitos que não estão conseguindo fechar às contas anuais.



terça-feira, 28 de novembro de 2017

Fernando e Armando entram no páreo


(Magno Martins)
Dois candidatos a governador reafirmaram, ontem, suas postulações ao Palácio do Campo das Princesas. O primeiro, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), reafirmou em entrevista à Rádio Jornal que é pré-candidato ao Governo do Estado nas eleições de 2018. Fernando explicou que as oposições de Pernambuco estão num processo de diálogo, que deve ser intensificado em dezembro, mas confirmou que pretende participar da disputa.
“Sou pré-candidato e estou animado. Meu nome está colocado, como o de várias outras lideranças políticas estaduais. Vamos unir forças e definir propostas, para que possamos levar ao povo de Pernambuco um projeto que traduza os sonhos das pessoas”, disse. Fernando, no entanto, ponderou que ainda é cedo para que os nomes de uma possível chapa de oposição sejam consolidados. “Vamos aprofundar mais as discussões, poderemos até ter mais de uma candidatura, mas o principal é que possamos dialogar sobre o futuro”, destacou o senador.
Pré-candidato ao Senado, o deputado e vice-líder da oposição na Câmara Federal, Sílvio Costa (Avante), foi ovacionado, no domingo, no encontro de lideranças políticas realizado pelo senador Armando Monteiro Neto (PTB), no município de Surubim, no Agreste. Mais de 100 lideranças – prefeitos, vereadores, ex-prefeitos e ex-vereadores – saudaram o deputado Sílvio Costa aos gritos de "senador, senador", repetindo as manifestações individuais de aprovação e apoio à atuação do deputado na oposição ao governo Michel Temer (PMDB).
Em seu pronunciamento, Sílvio Costa ressaltou a liderança política de Armando Monteiro – que colocou-se à disposição de uma convocação das oposições para o governo estadual – e revelou sua confiança na condução pelo senador, a partir de 2018, das mudanças que Pernambuco necessita para retomar o desenvolvimento e os empregos. "O senador Armando foi ministro da Indústria e Comércio, é reconhecido em todo o Brasil por esse trabalho e lutou contra o impeachment da presidente Dilma. Vamos continuar unidos para retirar do comando do Estado esse governo que paralisa Pernambuco", destacou Sílvio.
Sob aplausos, Sílvio Costa também ressaltou a falta de liderança do governador Paulo Câmara para articular o combate à violência e minimizar as dificuldades na saúde pública. "Há 60 municípios sem delegado, hoje, no Estado. Há municípios que têm apenas um policial. O governo fala em educação, mas quem conhece a realidade são os professores que até agora esperam o cumprimento da promessa de duplicação dos salários", citou sob aclamação Sílvio Costa.

Zé Queiroz se declara oposição a gestão Raquel Lyra

O ex-prefeito José Queiroz (PDT) foi o primeiro entrevistado da série de debates que a Rádio Globo FM, iniciou, ontem, com políticos de Caruaru. Durante o programa, Zé Queiroz, que respondeu perguntas, falou sobre os planos para o futuro e fez críticas à gestão da prefeita Raquel Lyra.
O ex-prefeito disse que é oposição ao governo municipal e afirmou que não existe relação da gestão com a Câmara de vereadores. “É decepcionante. Se você for aos bastidores da Câmara vai ouvir a lamuria, os vereadores não se posicionam para não perderem as migalhas que levam para o seu eleito. Migalhas no sentido de obras”, disse.
Ainda de acordo com Queiroz, o povo tem usado as rádios e redes sociais para demonstrar a insatisfação com a gestão de Raquel Lyra. Ele disse, ainda, que a atual gestão não continuou as obras deixadas por ele e destacou que não segue com o palanque montado, como insinuam alguns aliados de Raquel.
“As responsabilidades com Caruaru é que determinaram o nosso posicionamento. Não é palanque, não tentem criar algo que não existe. O que fazemos é para Caruaru não sair perdendo”, disse.
Perguntado se poderia dar algum conselho a prefeita Raquel Lyra, Zé Queiroz declarou que não podia dar conselhos a quem não quis saber dele nem do deputado federal Wolney Queiroz (PDT).

Mudança: Dom Dino nomeia Padre Israel, Pároco de São Joaquim do Monte

A imagem pode conter: texto
O Bispo Diocesano de Caruaru, Dom Bernadino (Dino) nomeou como novo Pároco de São Joaquim do Monte o Padre José Israel Evaristo Torres, em substituição ao Padre Pedro Antonio Filho que servirá na Paróquia Santo Amaro em Taquaritinga.

De acordo com a Pastoral de Comunicação da Diocese de Caruaru, às mudanças ocorrerão nos meses de Janeiro e Fevereiro.

Palmares: Legislativo decide hoje futuro político de Beto

As atenções do mundo político dos Palmares e da região estão voltadas, hoje, para o que promete ser uma reunião  histórica do Poder Legislativo Municipal, na qual decidirão logo mais se aprovam ou se rejeitam a Prestação de Contas do ex-prefeito José Bartolomeu de Almeida Melo “Beto”, referente ao último ano (2012) de sua gestão à frente da Prefeitura, cuja prestação de contas foi rejeitada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) e remetida à Câmara, para ser devidamente submetida a uma última e decisiva votação.

Caso seja aprovada, o empresário que foi prefeito de 2009 a 2012 escapará da próxima “Lista Negra” do TCE e, de acordo com a legislação brasileira, como não estaria alcançado pela Lei da Ficha Limpa, poderá muito bem, se assim o desejar, concorrer novamente ao mandato de prefeito no pleito de 2020.

Mas para tanto, vai precisar que 2/3 dos 15 parlamentares, ou seja, basta que dez vereadores permaneçam sentados na hora em que o presidente da sessão legislativa colocar em votação, se aprovam ou não as contas rejeitadas pelo TCE, porque esses dez representam a maioria absoluta do Legislativo, de acordo com o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município.

Do contrário, se dez ou mais vereadores resolverem se levantar na hora da votação, numa clara demonstração de que não concordam com a aprovação da referida matéria, estará caracterizada a rejeição ou desaprovação da mesma e, conforme os preceitos legais, a presidência da Casa Manoel Gomes da Cunha comunicará então ao Ministério Público (MP) o resultado da votação, para que a Justiça adote as providências jurídicas cabíveis.

ATENÇÕES

As atenções do mundo político dos Palmares e da região estão voltadas, hoje, para o que promete ser uma reunião  histórica do Poder Legislativo Municipal, na qual decidirão logo mais se aprovam ou se rejeitam a Prestação de Contas do ex-prefeito José Bartolomeu de Almeida Melo “Beto”, referente ao último ano (2012) de sua gestão à frente da Prefeitura, cuja prestação de contas foi rejeitada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) e remetida à Câmara, para ser devidamente submetida a uma última e decisiva votação.

Caso seja aprovada, o empresário que foi prefeito de 2009 a 2012 escapará da próxima “Lista Negra” do TCE e, de acordo com a legislação brasileira, como não estaria alcançado pela Lei da Ficha Limpa, poderá muito bem, se assim o desejar, concorrer novamente ao mandato de prefeito no pleito de 2020.

Mas para tanto, vai precisar que 2/3 dos 15 parlamentares, ou seja, basta que dez vereadores permaneçam sentados na hora em que o presidente da sessão legislativa colocar em votação, se aprovam ou não as contas rejeitadas pelo TCE, porque esses dez representam a maioria absoluta do Legislativo, de acordo com o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município.


Do contrário, se dez ou mais vereadores resolverem se levantar na hora da votação, numa clara demonstração de que não concordam com a aprovação da referida matéria, estará caracterizada a rejeição ou desaprovação da mesma e, conforme os preceitos legais, a presidência da Casa Manoel Gomes da Cunha comunicará então ao Ministério Público (MP) o resultado da votação, para que a Justiça adote as providências jurídicas cabíveis.

Um misto de curiosidade e dúvidas povoa a cabeça de uma boa parte do eleitorado palmarense, ao questionar qual o comportamento dos vereadores que ajudaram a eleger, no momento em que forem votar e decidir o que é melhor para o futuro de nossa terra.

Aí as perguntas se multiplicam no ar: “Será que os vereadores vão aprovar as contas rejeitadas de Beto”? “Quem disse que Altair quer Beto como adversário em 2020”? “É melhor seguir com Altair rumo a uma futura reeleição”?, “Ou o cabeça-de-chapa em 2020 não seria Agenaldo Lessa, com apoio de Raul Jungmamm”?, “O que poderia obrigar os vereadores a derrotarem Beto na votação de hoje”?, “O que o prefeito Altair espera dessa votação”?, e por aí vai…  

Questionamentos à parte, também corre solto os boatos de gente grossa apostando altas somas financeiras, uns dando como certa a vitória do ex-prefeito Beto, achando que ele vai sair por cima da carne seca, como diz o refrão popular, por ser um empresário rico, poderoso, carismático e com amizades altamente influentes, principalmente junto aos vereadores veteranos e aos seus dois parentes com mandatos nessa gestão do legislativo.


Outros apostando suas fichas no atual gestor público, que goza da irrestrita amizade, confiança e fidelidade da maioria dos parlamentares locais, os quais, ou formam a sua base política na Câmara, ou acabaram acedendo por gravidade. Portanto, as cartas estão na mesa e o jogo está lançado, Senhores! Só nos resta aguardar para ver o desfecho final. Que Deus ilumine aos nossos representantes dando-lhes sabedoria e bom senso na hora da votação!!!

Fonte: Portal Mata Sul

Paulo Câmara lidera pra governador, seguido Armando, Mendonça e Marília Arraes

Resultado de imagem para Paulo CamaraPesquisa realizada pelo Instituto Múltipla (Arcoverde) com 600 questionários, em 65 dos 184 municípios pernambucanos, entre os dias 21 e 24 deste mês de novembro, revela que o governador Paulo Câmara (PSB) lidera a corrida eleitoral de 2018 com 18,7% das intenções de voto.

Em segundo lugar aparece o senador Armando Monteiro Neto (PTB) com 13,5%, seguido pelo ministro Mendonça Filho (DEM) com 10% e a vereadora Marília Arraes (PT) com 9,6% (empate técnico).

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) está na quarta colocação com 2,8%, seguido pelo deputado Bruno Araújo (PSDB) com 1,8%. Brancos e nulos somam 30%, indecisos 8,3% e não souberam ou não quiseram responder a pesquisa, 6%.

O instituto fez uma simulação com diversos cenários e na maioria deles o governador Paulo Câmara tem cerca de 30% de intenções de voto. Num cenário sem Armando e sem Mendonça Filho, a vereadora Marília Arraes atinge seu melhor percentual: 19,3%.

Num confronto direto com Paulo Câmara, a neta de Miguel Arraes teria 25% de intenções de voto, ante 32% do governador.

O Múlplica aferiu também o índice de rejeição dos candidatos. O mais rejeitado é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) com 27%, seguido por Bruno Araújo com 26%, Armando Monteiro com 24%, Paulo Câmara com 20%, Mendonça Filho com 20% e Marília Arraes com 18%.

O instituto perguntou também aos entrevistados se o apoio do ex-presidente Lula aumentaria ou diminuiria o desejo de votar neste candidato: 41% responderam que aumentaria, 34,5% que diminuiria e 22% que dependeria do nome do candidato.

Com relação ao presidente Michel Temer, o apoio dele a um candidato faria com que 88% dos pernambucanos o rejeitasse, ante 4,7% que o abraçaria.

Na pesquisa estimulada para o Senado (com o auxílio de cartão), o 1º colocado é Jarbas Vasconcelos (PMDB) com 20,5%, seguido por Ana Arraes (TCU) com 13%, João Paulo (PT) e Armando Monteiro (PTB) com 11,5%, Mendonça Filho com 10,5%, Humberto Costa (PT) com 9%, José Queiroz (PDT) com 6%, André Ferreira (PR) com 4,8%, Sílvio Costa (Avante) com 4,5%, Bruno Araújo com 4% e Antonio Campos (Podemos) com 3,8%.

Para presidente da República, Lula tem 50% das intenções de voto, ante 8% de Bolsonaro (PSC), 2,6% de Marina Silva (Rede), 2,8% de Luciano Huck (sem partido), 1,8% de Geraldo Alckmin (PSDB) e João Dória (PSDB) e 1,6% de Ciro Gomes (PDT).

MANDANDO BRASA - A região do atraso

Resultado de imagem para Mata Sul PernambucoA imprensa de Pernambuco, em especial o Jornal do Commercio, caíram em cima da malhação em cima de duas cidades da mata sul: Jaqueira e Maraial. Ondas de demissões crescente, pessoas que estão indo embora de seus grotões para São Paulo e demais estados em busca de novos rumos, de novas perspectivas de vida. Motivo? O desemprego. Brejo da Madre de Deus também foi alvo da reportagem. O caso é que esse problema não é político, não é falta de vontade dos gestores, esse problema é geral. A cada dia que se passa, os prefeitos vêem mais pessoas batendo à sua porta pedindo emprego e a folha de pagamento de pessoal aumentando. Isso é tanto em nível regional, tanto em nível estadual como nacional. 

Algumas prefeituras que têm como se manterem sozinhas este ano de 2017 chegaram a um déficit tão grande que tiveram que recorrer ao FPM (Fundo de Participação dos Municípios) que cai todo dia 10, dia 20 e dia 30 nos cofres da prefeitura, para honra despesas que antes dessa "marolinha" podiam arcar sozinhas. Cidades de nossa região baixaram salários de seus servidores, cortaram gratificações de anos, para poderem se adequar na Lei de Responsabilidade Fiscal. Governar agora, em épocas como a nossa, necessita de mais atenção, mais equilíbrio e mais gerenciamento. Estão ouvindo mais "não" da boca dos prefeitos do que "sim". E pena para prefeitos de cidades como as de nossas região, que precisam escolher entre a adequação a LRF e não responder por improbidade administrativa, ou dar um "sim" ao pai de família que vai humildemente ao seu gabinete clamar por empregos.

Se os empresários pernambucanos tivessem um pouco mais de visão,trariam para a nossa região investimentos de pequenos aos grandes. Aqui sim, tem mão de obra. Tem homens e mulheres dispostos a trabalhar, o que falta é oportunidade, que infelizmente os nossos municípios não tem como arcarem sozinhos. O serviço público no Brasil que já é precário, na mata sul pernambucana nem se fala. O que tem de gente que está à espera de atendimento médico, de marcação de exames, não está nos livros. Eu ouvi uma mulher dizer que foi até o Hospital Regional de Palmares com a sua filha ardendo em febre e lá apenas medicaram o famoso "dipirona". Disse ela: - O médico olhou pra minha filha, aplicou uma injeção e disse que eu fosse dando dipirona que passava.

O que é uma criança reclamando da falta de atendimento no Hospital de Água Preta? Sinais de precariedade do setor público. Muitas vezes eu me pergunto: Por que esse pessoal não busca parcerias na área da saúde para agilizar certas coisas. Bem, como você pode ver iniciei a coluna falando de desemprego, e agora já estou na área da saúde. Em outras oportunidades falei das barragens de contenção e da segurança. Aí você me pergunta: Que local é esse? Mata Sul do estado de Pernambuco. Um local pobre, que necessita de cuidados e que, infelizmente é o mais esquecido pelos políticos que pasmem vocês: Foi o próprio povo da mata sul que elegeu.

Sou apenas um esperançoso, junto com outras vozes que fazem força para gritar que nossa região "ainda" existe.

300 policiais para Caruaru - O Governador Paulo Câmara entregou um batalhão exclusivo para a cidade de Caruaru, com cerca de 300 policiais. Mas nas cidades do nosso interior, e agora não só a mata sul, tem apenas dois ou três fazendo a segurança de milhares de pessoas. A conta está um pouco errada, não é, Paulo?

Prefeitos divididos - O Prefeito de Água Preta, Eduardo Coutinho (PSB) está dividido entre o apoio a reeleição de Paulo Câmara ou o apoio a Fernando Bezerra (PMDB). Já o seu filho o deputado João Fernando está só esperando uma brecha para mudar de partido. Deve caminhar ao lado de Fernando Bezerra no ano que vem.

Sem apoio a Lula - Armando Monteiro Neto, senador pelo PTB, anunciou que o partido não apoiará Lula, se o PT marchar com PSB ele já avisou: O PTB não apoiará Lula para presidente.

O mar não está pra peixe - Em Barreiros, cidade de praias, onde o comércio é aquecido sempre com turistas, o comércio tem sofrido muito por conta da crise econômica. Sem dinheiro para viajarem às praias, turistas tem preferido locais mais próximos o que tem deixado a cidade cada vez menos movimentada e sem giro de dinheiro.

500 casas - O Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe , Edson Vieira (PSDB) assina amanhã junto com a Caixa, a autorização de construção de 500 casas na cidade. A assinatura acontece na Prefeitura às 10 horas.

ONDE ESTÃO OS LÍDERES DA MATA SUL? - Uma pergunta que não quer calar é que diante de tamanho desemprego, usinas falidas, e menos pais de famílias trabalhando, deputados da mata sul estão fazendo olhos de mercador para essa situação e pensando apenas em como conseguir votos na eleição do ano que vem. Só um recado: O povo está acordando e vocês vão quebrar a cara, a nossa região está cansando de ser mandada para escanteio e está pensando em mandar vocês.

Silvinho Silva - Editor do Blog
silvinhosilva2018@gmail.com

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

MPPE instaura inquérito para investigar concurso do TJPE

Depois de denúncias de irregularidades, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) publicou portaria, no Diário Oficial desta sexta (24), na qual resolve investigar, sob sigilo, o concurso para o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O certame foi realizado no último dia 15 de outubro pelo Instituto Brasileiro de Formação e Qualificação (IBFC), e teve 179.548 inscritos concorrendo a 109 vagas.
Na publicação, o MPPE divulgou que vai analisar documentos encaminhados à procuradoria, incluindo "aquelas denúncias em que o (a) denunciante tenha se mantido em anonimato" e outros que venham a ser anexados. O MPPE vai notificar o Tribunal e o IBFC para que conheça o conteúdo do inquérito e fará um levantamento minucioso de provas.
Entre a documentação que deverá ser levantada na investigação estão o estatuto de constituição do IBFC, a lista de todos os candidatos inscritos que compareceram e seus respectivos locais de prova, assim como minucias como o livro de ocorrências, registros ou denúncias havidas em cada prédio onde foram aplicadas as provas, a quantidade de detectores de metal utilizados em cada prédio. Este é um dos pontos que receberam reclamações dos candidatos, a ausência desses aparelhos nos locais de provas, assim como identificação nas folhas de redação, contrariando o que estava previsto no edital do concurso.

Edson Vieira assina ordem de serviço de 500 casas em Santa Cruz

Resultado de imagem para residencial minha casa minha vidaO Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB) assina amanhã autorização junto com a Caixa Econômica Federal para a construção de 500 casas no município na sala de reuniões da prefeitura. A obra beneficiará diversas famílias da cidade e será executada através do Programa Minha Casa Minha Vida, num convênio junto com a Prefeitura e o Ministério das Cidades, quando Bruno Araújo ainda era ministro da pasta.
A assinatura acontece às 10 horas da manhã.

Compesa fará esgotamento sanitário da cidade de Timbaúba


O presidente da Compesa, Roberto Tavares, prometeu ao prefeito de Timbaúba, Ulisses Felinto (PSDB), na última sexta-feira (24), licitar ainda este ano as obras de esgotamento sanitário do município, que é um dos maiores da Mata Norte.
O secretário estadual de Administração, Milton Coelho(PSB), que terá o apoio do prefeito em sua campanha para deputado federal, participou da reunião.
A expectativa da Compesa é que as ações sejam iniciadas ainda no primeiro semestre de 2018, antes, portanto, da conclusão do mandato do governador Paulo Câmara.
Na ocasião, Roberto Tavares explicou aos visitantes que buscar recursos para viabilizar projetos e obras de esgotamento sanitário tem sido uma prioridade do Governo Paulo Câmara
“O governador entende claramente  que o saneamento permite a melhoria da qualidade de vida da população, desenvolvimento das cidades, além de contribuir efetivamente para  a preservação do meio ambiente”, afirmou o presidente.
Segundo ele, serão aplicados cerca de R$ 28 milhões na execução da obra.

FBC afirma que é pré-candidato ao governo do Estado


O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) afirmou, hoje, em entrevista à Rádio Jornal que é pré-candidato ao governo do estado nas eleições de 2018. Fernando explicou que as oposições de Pernambuco estão num processo de diálogo, que deve ser intensificado em dezembro, mas confirmou que pretende participar da disputa.
“Sou pré-candidato e estou animado. Meu nome está colocado, como o de várias outras lideranças políticas estaduais. Vamos unir forças e definir propostas, para que possamos levar ao povo de Pernambuco um projeto que traduza os sonhos das pessoas”, disse. Fernando, no entanto, ponderou que ainda é cedo para que os nomes de uma possível chapa de oposição sejam consolidados. “Vamos aprofundar mais as discussões, poderemos até ter mais de uma candidatura, mas o principal é que possamos dialogar sobre o futuro”, destacou.
Fernando foi o convidado do debate da emissora, apresentado pelo radialista Geraldo Freire, que teve como participantes os jornalistas Fernando Castilho e Igor Maciel. Em aproximadamente uma hora de entrevista ele respondeu a perguntas sobre a atuação no Senado, economia e o desempenho da atual gestão. “O governo estadual tem um ritmo lento. Pernambuco é campeão absoluto em desemprego, investe menos que Ceará e Bahia, tem indicadores terríveis de violência e não consegue realizar as entregas que a população pede”, salientou. Segundo os dados do IBGE, divulgados há dez dias, a taxa de desemprego em Pernambuco está na casa dos 18%, quando a média nacional é de 12,4%. Os números oficiais mostram ainda que o número de Crimes Violentos Letais e Intencionais no estado superou os 4,5 mil homicídios, o mais alto patamar em uma década.
“Ninguém barra o sentimento de mudança que está no coração dos pernambucanos. Tenho andado por todas as regiões e percebemos claramente que as pessoas querem um novo rumo. Falta ousadia, coragem e direção ao atual governo”, avaliou Fernando. Ele explicou que, mesmo num cenário de dificuldades, outros estados do Nordeste estão conseguindo realizar investimentos públicos, realizando obras e projetos. “Queremos recuperar o protagonismo que Pernambuco sempre teve no Nordeste”.

Armando Monteiro não apoiará Lula, caso o PT se alie ao PSB

Candidato a senador em 2010 na chapa da Frente Popular, o então deputado Armando Monteiro contou com o apoio do então presidente Lula à sua eleição. Em 2014, após a reeleição de Dilma Rousseff, foi ministro de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, um dos melhores que a pasta já teve, diga-se da passagem, pois ao lado de Kátia Abreu, na Agricultura, eram “pessoas certas nos lugares certos”. Armando presidira a CNI por 8 anos e, Kátia, a Confederação Nacional de Agricultura. Depois, por injunções da própria política, Armando distanciou-se do PT por ter votado a favor da reforma trabalhista e assumido também o compromisso de votar a favor da reforma previdenciária. Agora, ante a aproximação da sucessão de Paulo Câmara, admite votar em Lula, de novo, para presidente da República, expressando o desejo da grande maioria dos prefeitos petebistas, desde que o PT não se reaproxime do Partido Socialista Brasileira. Como é sabido, o PT morre de medo de marchar sozinho nas eleições de 2018, pois até seu aliado histórico, PCdoB, está ao lado do governador. Daí estar dividido entre candidato próprio e a reeleição de Paulo Câmara. Se a solução for esta última, Lula não terá o apoio do PTB pernambucano.

Cresce a simpatia dos jovens por Bolsonaro


Sem Lula, eleitores migram para deputado
A simpatia dos jovens por Jair Bolsonaro tornou-se motivo de preocupação para o PT, que agora traça estratégias para minar o potencial do rival nessa fatia do eleitorado. A sigla identificou que, sem Lula na disputa pelo Planalto, parte dos jovens que o apoia migra para o deputado. Embora não faça sentido para os que ainda se aventuram na análise partidária/ideológica tradicional, o movimento, para o partido do ex-presidente, é prova do descolamento entre a sociedade e a política.
Em análises internas, petistas avaliam que entidades como a UNE, que antes faziam a ponte da legenda com os estudantes, perderam representatividade em parcela expressiva da juventude. Para tentar reverter esse fenômeno, o partido tenta se reconectar a diretórios estudantis —onde o PSOL passou a ter forte presença.
Segundo a última pesquisa Datafolha, publicada em outubro, Bolsonaro alcança sua melhor marca entre os eleitores de 16 a 24 anos: 24%. Lula também. Ele chega a 38%. Sem o nome do petista na urna, o deputado oscila para 27%.  (Painel – Folha de S.Paulo)

MANDANDO BRASA - PT vai errar novamente em Pernambuco

Resultado de imagem para Humberto Costa e Marilia ArraesO PT vai errar novamente na eleição estadual, da mesma forma que errou no ano de 2006 quando escolheu Humberto em detrimento de João Paulo para disputar o governo do estado. Desta vez, será pior ainda, o PT vai abrir mão não só do nome da vereadora Marília Arraes, para fazer uma nova aliança com o PSB em Pernambuco. O PSOL que é um partido sem representação nenhuma no estado, e sem força política abriu às portas para que a vereadora seja a candidata a governadora pelo partido.Tudo isso só ocorre porque o PT em Pernambuco tem dono, embora faça um discurso de que não tem. Quem manda e desmanda no partido aqui é o senador Humberto Costa que já conseguiu inclusive estancar o crescimento do partido no estado, no momento em que ele crescia no nordeste. 

A única coisa que o PT conseguiu no estado foi uma cadeira no senado para o próprio Humberto Costa, graças ao empenho e ao grande governo que fez Eduardo Campos e Lula no estado. Fora isso, Humberto fez o PT perder a prefeitura do Recife em 2012, quando não defendeu a reeleição do Prefeito João da Costa e trocou de candidato. Adivinhem quem foi o candidato trocado? Humberto. Muito embora que em 2012, João Paulo ajudou nessa desconstrução por raiva e rancor de João da Costa.

Agora em 2018, o PT sonda uma aliança com o PSB de Paulo Câmara. Sim, de Paulo, não de Eduardo. Sonha com a vaga de vice para João Paulo, ex-prefeito do Recife, ou a vaga de senador para Humberto. Paulo espera o PT ansiosamente, não pelo PT, mas por Lula. Ele sabe a força eleitoral do petista no estado e aposta em seu cacife político para conseguir o tão sonhado novo mandato de governador.

Marília no PSOL - A vereador Marília Arraes (PT) embora tenha capilaridade eleitoral e força política, não teria como conquistar o tão sonhado cargo de governadora do estado por um partido como o PSOL. O máximo que ela conseguiria, era um mandato federal. O PSOL não tem lastro e nem tampouco história em Pernambuco para dar a Marília o cargo que ela tanto almeja. 

PT e PSB, onde ficaria Marília? - A vereadora Marília Arraes jamais se aliaria com o PSB de Paulo. Se o PT entrar pelo porta do PSB, Marília sai. A rejeição e a perseguição pela qual passou ainda está viva na mente da vereadora. Caso o PT bancasse a candidatura de Marília ao governo, ela poderia não ser eleita, mas que ia ser um calo no sapato de Paulo, ela seria.

PSB quer o nós contra eles - Paulo Câmara sonha com Lula em seu palanque para fazer uma campanha totalmente baseada na defesa do ex-presidente e contra Temer. O outro lado será o palanque de Temer em Pernambuco que deve ter como candidato Fernando Bezerra Coelho ou Mendonça Filho.

Eu defendo a minha região - Iniciaremos um trabalho de visita aos 20 municípios da mata sul pernambucana, mostrando os problemas, as dificuldades de cada cidade. É uma forma de chamar a atenção do governo do estado, deputados, prefeitos para a situação de nossa região. 

Elias Gomes em Catende - O pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo PSDB, Elias Gomes esteve na última sexta na cidade de Catende onde debateu os problemas da região e em especial da cidade no programa a hora da verdade. É tema de um seminário, que o PSDB vai realizar junto com Elias, sobre segurança pública.


Silvinho Silva - Editor do Blog
silvinhosilva2018@gmail.com