terça-feira, 31 de outubro de 2017

Gilmar Mendes suspende transferência de Cabral

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu, hoje, a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro que havia determinado a transferência do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) para o presídio federal de Campo Grande (MS).
A transferência foi um pedido do Ministério Público Federal depois que Cabral fez comentários sobre a atividade empresarial da família do juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato no Rio, durante uma audiência.
O próprio Bretas autorizou a transferência de Cabral para a penitenciária sul-mato-grossense após ter repreendido o ex-governador em audiência judicial na semana passada em razão de o peemedebista ter contestado questionamentos sobre compra de joias para suposta lavagem de dinheiro mencionando que a família do magistrado trabalhava com bijuterias.
Ao ser indagado sobre a suposta compra de joias com dinheiro de propina, o peemedebista usou de ironia, afirmando que o magistrado conhecia o assunto por ter familiares atuando no ramo de bijuterias. Na ocasião, Bretas alegou que se sentiu ameaçado com a declaração do ex-governador.
No despacho em que desautorizou a decisão do juiz de primeira instância, Gilmar Mendes afirmou que não há justificativa para a transferência do ex-governador para o presídio federal.
De acordo com o ministro do Supremo, a informação sobre as bijuterias foi levada à imprensa pela própria família do juiz federal, o que, na visão dele, não demonstraria ameaça.
Outro pedido semelhante foi negado pelo Superior Tribunal de Justiça na semana passada. Os advogados pedem que Cabral seja mantido na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, até o Supremo julgar o mérito do habeas corpus.
A defesa de Cabral alegou no pedido de habeas corpus que o próprio Bretas afirmou a um jornal que sua família atuava no ramo de bijuterias e, por esse motivo, não se tratava de uma “informação privilegiada”.

PSDB de Pernambuco realiza convenção neste domingo

Resultado de imagem para PSDB PEO PSDB de Pernambuco realiza convenção estadual no próximo domingo com chapa única encabeçada pelo ministro das Cidades, deputado federal licenciado Bruno Araújo. O evento começa às 11 horas na sede da legenda, Rua Viscondessa do Livramento,226, no bairro no Derby.
Na ocasião, serão renovados os comandos de vários segmentos do partido como a Juventude, o Tucanafro e o PSDB Mulher que terá a deputada estadual Terezinha Nunes reconduzida à presidência. O ex-governador Joaquim Francisco será reconfirmado na presidência do Instituto Teotonio Vilela (ITV).
Ainda no segmento Mulher, ocupará a vice-presidência do colegiado, a prefeita de Lagoa do Carro, Judite Botafogo; A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, será eleita presidente de honra do colegiado. Ocupará a secretaria-geral, a coordenadora dos projetos sociais do Ministérios das Cidades no Nordeste, Izabel Urquiza.
O ministro Bruno Araújo surge como candidato à presidência do PSDB de Pernambuco após convocação de vários líderes do partido que, em carta aberta divulgada no início de outubro, considera que o ministro "reúne as condições para dar continuidade ao trabalho do deputado Antônio Moraes, no sentido de fortalecer o partido com a consolidação de seus diretórios municipais, e no processo de aglutinação e ampliação de alianças visando a eleição dos candidatos do PSDB em 2018".

Lula tem 28%, Bolsonaro, 25%, e Alckimin, 7%, mostra Datapoder360

Resultado de imagem para jair bolsonaroNova pesquisa do Instituto Datapoder360, divulgada na manhã desta terça-feira (31), mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o deputado ultraconservador Jair Bolsonaro (PSC-RJ, em migração para o Patriotas) consolidados à frente das sondagens para as eleições de 2018. O petista tem 28% das intenções de voto, num cenário com o governador de São Paulo, Geraldo Alckimin (PSDB), na disputa. Com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), num segundo cenário, Lula alcança 32%.
Já Bolsonaro tem 25% no primeiro cenário, com Alckmin. Com Doria na disputa, o deputado alcança 20% no segundo.
Alckimin alcança 7% na disputa. A ex-ministra Marina Silva (Rede), 6%. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), 5%. Num cenário com Doria, que obtém 9%, Ciro e Marina obtêm 6% e 5%, respectivamente.
A pesquisa do Datapoder360 foi feita por telefone entre 26 e 29 de outubro em todo o país e possui margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos.

"Vice é até interessante" diz Meirelles sobre candidatura a Presidência

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta tarde de segunda-feira, 30, que considera "interessante" a possibilidade de ser candidato a vice-presidente da República em 2018. "Sou candidato a fazer um bom trabalho na Fazenda, a consolidar a trajetória de crescimento da economia. É o que todo cidadão tem de fazer, ficar concentrado no seu trabalho, cumprindo bem a missão atribuída naquele momento. Nunca trabalhei com hipóteses na minha carreira", afirmou após ser questionado sobre a possibilidade de ser candidato a presidente. Em seguida, emendou: "Vice é até interessante, fui convidado para isso pelo presidente da República em 2010 e depois em 2014", disse, sem dar mais detalhes, durante evento em São Paulo.
Sobre economia, ele afirmou que os gastos do governo com a Previdência podem a chegar a 80% do total, caso a reforma proposta pela equipe econômica não seja aprovada pelo Congresso Nacional. "Não sobra dinheiro para nada", calculou o ministro.

Meirelles disse ainda que o excesso de gastos públicos pode quebrar um País. No entanto, disse que o crescimento das despesas discricionárias nos últimos anos já foi revertido, ao citar a aprovação da chamada PEC do Teto, que limita o crescimento dos gastos públicos à inflação do ano anterior.

Além disso, Meirelles recebeu o pedido de empresários presentes no evento para "esquecer o projeto de reoneração da folha", porque a indústria já se adaptou a essa realidade. O ministro afirmou que o governo tem recebido diversas reivindicações, que empresários que querem menos tributação, de pessoas que querem aposentadoria mais cedo, de parte da população que quer manter benefícios sociais. "Tudo isso é legítimo, mas temos que ter equilíbrio na sociedade", disse ele.

As declarações foram dadas em São Paulo, durante almoço promovido pelo Lide, grupo de líderes empresariais criado pelo prefeito João Doria (PSDB), que também estava presente. O ministro foi convidado para dar palestra sobre a situação da economia brasileira. (AE)

Mendonça nega candidatura à Presidência: É muita areia pra o meu caminhão

O ministro da Educação, José Mendonça Filho, voltou a negar uma possível candidatura à Presidência da República em 2018. Em entrevista ao apresentador Amaury Jr., o ministro brincou: “Não. É muita areia para o meu caminhão”.
Questionado sobre a possibilidade de o prefeito de São Paulo, João Doria, concorrera ao Planalto, o ministro preferiu não tomar partido. "Eu na verdade vou pensar em eleições partir de 2018. João Doria é uma figura, ele é meu amigo. Tenho um grande apreço por ele, por Geraldo Alckmin. A hora de discutir caminhos políticos e processos eleitorais é em 2018. Hoje, é foco total e dedicação plena na educação do Brasil", disse.
A entrevista com o ministro da Educação vai ao ar na madrugada de quarta-feira (1º), à meia noite e meia, no Programa Amaury Jr., na Rede TV.

Ministro participa de autorização de duplicação em Taquaritinga do Norte

Resultado de imagem para Bruno AraujoO Ministro das Cidades Bruno Araújo, acompanha nesta terça-feira, 31, o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, na solenidade de autorização do início das obras de duplicação de 13.2 km da BR-104 entre Toritama e Pão de Açúcar, distrito de Taquaritinga do Norte. Além disso, serão recuperados 16 km da via. A cerimônia será às 15h30, no Distrito de Pão de Açúcar.
O valor total a ser investido pelo Governo Federal é  R$ 78 milhões.

Portal Âncora do Sertão recebe notificação de ação judicial, movida por Sebastião Oliveira


Jornalista Robério Sá, 22 anos.
Nesta segunda-feira, dia 30, nosso site recebeu uma notificação por uma das maiores lideranças políticas do Estado de Pernambuco. O deputado licenciado e Secretário Estadual de Transportes, Sebastião Oliveira (PR), moveu uma ação contra o Portal de Notícias Âncora do Sertão, que surgiu em 2015, quando o jornalista Robério Sá tinha uma máquina de fotografia simples e um tablete doado pela Secretaria Estadual de Educação, ainda, da época da gestão do ex-governador Eduardo Campos.
Aos 22 anos, recebo pela primeira vez, com muito respeito, uma notificação para que eu pague danos morais a uma das maiores autoridades do Estado de Pernambuco e que é dono de um patrimônio econômico, social e financeiro inigualável.
Uma família de grande relevância social e política para a história de Serra Talhada, pela primeira vez, move uma ação, que talvez seja algo que fuja do cordialíssimo e da boa educação, que minha família me concedeu, pois sempre que fui ofendido busquei, primeiramente, saber a causa ou então pedir o direito para justificar ou me retratar. Esse site foi criado para o debate democrático, é tão verdade que no dia de hoje publico na íntegra uma matéria falando sobre a agenda e os procedimentos de agilização para o funcionamento do Aeroporto Santa Magalhães, enviada pela assessoria da Secretaria Estadual de Transportes.
Quero, de imediato, agradecer ao Secretário Estadual de Transportes por esse processo judicial que moverá contra mim. Não sou dono de rádio, carro de luxo, caminhonete, nem tenho dois salários ou mais, sequer pago o programa de rádio que faço. No entanto, Sebastião Oliveira, acredito que o ilustríssimo pela formação acadêmica, familiar  e política se torna um ser humano capaz de compreender que a democracia não se faz com justiça, violência ou reprimindo o trabalho da imprensa, pelo contrário, se faz ouvindo o repórter quando antes de publicar uma matéria tenta falar com sua assessoria para ouvir sua resposta e entender o que se passa na Administração Pública e na vida política.
Inúmeras vezes fui ameaçado de receber um processo e sei que não possuo capacidade intelectual, conhecimento ou muito menos tenho um diploma de jornalista ou de nível superior. Nesse período tive que largar meu curso de Ciências Econômicas para voltar a trabalhar, pois tenho uma filha e uma esposa que me orgulham diariamente por serem honestas, íntegras e, acima de tudo, possuem o dom do amor.
Esse jornalista, que sequer possui condições financeiras de manter um trabalho, anda pelas ruas de Serra Talhada, conhece os problemas da nossa cidade, entende de política, mas não faz politicagem. Hoje ao chegar em casa, uma senhora com quase 67 anos recebeu um comunicado do Poder Judiciário e antes mesmo de entregar o documento ela me pediu para deixar de escrever sobre política e perguntou quanto eu queria para deixar de exercer minha profissão, eu respondi, olhando nos olhos da minha avó e mãe, que um processo pode tentar calar a minha voz, mas não tenho condições de deixar de fazer o que amo. Nem sei escrever direito, mas mesmo com uma doença degenerativa, que o Governo do Estado de Pernambuco me privou de ter condições de tratar, voltei a trabalhar.
Trabalho todos os dias, muitas vezes de 5h da manhã às 23h, sacrificando o restante da minha saúde. Diferente de inúmeros brasileiros, deixei a Previdência Social (INSS) para voltar a trabalhar, pois amo minha profissão e agradeço todos dias ao Senhor Jesus por ter me concedido um microfone onde, pelo menos uma vez, faço uma oração pelas pessoas do município de Serra Talhada.
Hoje, de coração aberto e em lágrimas, lhe agradeço por ler meus artigos, críticas, reportagens, mesmo com erros ortográficos e por nesta data mover uma ação contra mim. Na noite desta segunda-feira, agradeço mais uma vez ao Todo Poderoso por mesmo na minha incapacidade técnica, redacional e com minhas limitações de saúde poder ter meu trabalho reconhecido na mídia estadual e até nacional, como também acontece hoje.
Muito obrigado! Estarei presente na audiência, mas não deixarei de escrever diariamente. Jesus lhe abençoe!
Serra Talhada – PE, 30 de outubro de 2017.
  • Álvaro Robério de Souza Sá
  • Jornalista – DRT nº 5881/PE
  • Diretor Executivo

Documento entregue pelo Poder Judiciário, notificando o jornalista Robério Sá.

TJPE libera acusados presos pela Operação Samidarish

TJPEO Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) confirmou que foram concedidos habeas corpus para os cinco acusados que estavam presos pela Operação Samidarish, da Polícia Civil de Pernambuco. Gerlane Santana da Silva, Manoel Miranda, Wallas de Amorim, Jullian Rayllin e Thiago Vieira foram liberados da prisão na manhã desta segunda (30). O habeas corpus foi concedido pelo desembargador Francisco Tenório.
Segundo informações, o habeas corpus foi concedido durante o plantão do judiciário no último fim de semana, então os cinco acusados poderiam ter saído do presídio no último domingo (29), mas como não há plantão do setor de penal nas unidades, a soltura ocorreu nesta segunda pela manhã. Ainda não foi possível acessar a decisão do desembargador, mas sabe-se que o habeas corpus atende aos pedidos dos advogados de defesa. Gerlane estava presa na Colônia Penal Feminina Bom Pastor e os quatro homens, no Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel).
A Operação Samidarish investiga desvio de verbas da Prefeitura de Buenos Aires, na Zona da Mata de Pernambuco. De acordo com as investigações, foram desviados cerca de R$ 12 milhões que seriam destinados para as áreas da saúde pública, transporte e merenda escolar, entre outros. 

Histórico
A Operação Samidarish foi deflagrada na última sexta-feira (27) e culminou na prisão do ex-prefeito de Buenos Aires Gislam de Almeida Alencar (PSDB) e do vereador Flávio José Barbosa, conhecido como Flávio Deda. 
O tucano chegou a ser encaminhado para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, mas já foi solto. O vereador Flávio de Deda foi autuado em flagrante, pagou fiança e foi solto no sábado (28). Segundo as investigações, recebia o dinheiro das empresas envolvidas - cerca de R$ 3 milhões de 2013 a 2016. O vereador também abriu o restaurante Comendador, localizado no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. Na casa dele foi encontrada uma arma de fogo.

Huck, Alckmin, Doria e a esquerda brasileira

Roberto Freire, ministro da CulturaApós revelar conversas com Luciano Huck, sobre a possibilidade de ingresso do apresentador de televisão no PPS, o presidente nacional da legenda, Roberto Freire, admitiu que o partido também iniciou conversas com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Doria, ambos do PSDB, sobre as eleições do ano que vem. Na visão do pós-comunista, que defende a "renovação da esquerda brasileira contra o conservadorismo", estes nomes podem “unificar o campo democrático”.

Em entrevista Rádio Folha FM 96,7, nesta segunda-feira (30), Freire afirmou que a “esquerda mais tradicional está perdida no passado”. Para ele, é necessário abrir caminho para a consolidação de uma “esquerda mais moderna”, que discuta as mudanças observadas no mundo do trabalho de forma responsável. 

“O PPS está tentando entender o que é ser de esquerda neste mundo moderno. Até porque a esquerda mais tradicional brasileira passou a ser uma força conservadora e até reacionária. Por exemplo, você tem uma discussão sobre o mundo do trabalho, que está se transformando revolucionariamente, com a automação, inteligência artificial e toda uma mudança acelerada”, colocou.

Para ele, Luciano Huck é um dos atores que pode representar esta renovação, assim como Alckmin e Doria. “Estivemos juntos com Geraldo Alckmin e João Doria, em São Paulo. O partido está aberto a discutir quem pode unificar este campo democrático para impedir aquilo que é antidemocrático no País, seja Bolsonaro como defensor de ditaduras e da tortura, seja o PT, com tudo isso que ele nos traz de péssimo legado”, destacou.

Noiva
Questionado sobre sua aproximação com Luciano Huck, Roberto Freire disse que, neste momento, o PPS “é como se fosse uma noiva”: “Nós é que fomos procurados por eles. Isso é muito bom". "Esse encontro se deu com o Huck. Mas ainda não tem nenhuma definição concreta sobre isso. Ainda não o convidamos para ser candidato a presidente e nem ele disse que seria candidato. Estamos conversando”, ressaltou.

André Campos assume a Perpart e vai para o SD

O secretário executivo Casa Civil, André Campos, que atua na área de articulação parlamentar, deve deixar o posto para assumir a Perpart, por indicação do Solidariedade. Além do novo posto, André troca de partido e ingressa no Solidariedade, presidido por Augusto Coutinho, sigla pela qual deve se candidatar a deputado estadual. André está em Cuba e o anúncio oficial deverá ocorrer assim que ele retornar da terra de Fidel. A conferir.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Policia Civil detalha Operação Samidarish


Blog da Folha
A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) detalhou, hoje, em coletiva de imprensa, a Operação Samidarish, que investiga desvio de verbas da Prefeitura de Buenos Aires, na Zona da Mata de Pernambuco. De acordo com as investigações, foram desviados cerca de R$ 12 milhões que seriam destinados para as áreas da saúde pública, transporte e merenda escolar, entre outros.
O foco da investigação foi a lavagem de dinheiro. De acordo com o delegado Izaías Novaes, os relatórios da Polícia Civil apontaram que o processo licitatório não ocorria, mas que havia fraude e o procedimento era 'montado'.
Além disso, que a movimentação financeira das empresas e dos investigados mostra que a maioria dos sócios é, na verdade, laranja, e que agentes políticos estavam por trás da administração das empresas investigadas.
A Operação Samidarish foi deflagrada na última sexta-feira (27) e culminou na prisão do ex-prefeito de Buenos Aires Gislam de Almeida Alencar (PSDB) e do vereador Flávio José Barbosa, conhecido como Flávio Deda. O tucano chegou a ser encaminhado para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, mas já foi solto.
Já o vereador Flávio de Deda, segundo as investigações, recebia o dinheiro das empresas envolvidas - cerca de R$ 3 milhões de 2013 a 2016. O edil também abriu o restaurante Comendador, localizado no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. Na casa dele foi encontrada uma arma de fogo. Ele foi autuado em flagrante, pagou fiança e foi solto no sábado (28).
“A Operação Samidarish foi um desdobramento das operações Comunheiro I e II que teve início na comarca de Carpina e lá atuou a Polícia Civil e o promotor de Justiça de Carpina. E em resultado dessas duas operações, verificou-se que as empresas eram quem mais movimentavam dinheiro público na cidade de Buenos Aires. Esse fato chamou a atenção tanto do Ministério Público quanto da Polícia Civil. E aí deu-se início a essa investigação que corre desde o ano passado”, explicou a promotora de Justiça de Buenos Aires, Aline Laranjeira.
De acordo com a promotora, chamou a atenção como a organização criminosa se estruturava. Segundo ela, usando "uma técnica clássica". "E também o fato de se tratar de um pequeno município, pequeno com movimentações financeiras altíssimas. E também a questão dos contratos com o posto de gasolina. Em apenas um mês foram gastos mais de R$ 26 mil com lavagem de veículos. Esse fato foi muito interessante. E foi o que nos chamou a atenção para iniciar essa investigação", detalhou.


O superintendente da Controladoria Geral da União (CGU) em Pernambuco, Fábio Araújo, explicou que foi verificado que havia um direcionamento clássico dos certames licitatórios. "Esse grupo de empresas que está sendo investigado, na verdade, teve ganho em diversos procedimentos licitatórios. Está pegando em torno de 50, 60 procedimentos licitatórios que serão analisados, onde só essas empresas participam. Esse foi um grande chamariz. Porque é incomum e utilizando metodologias de licitação mais simplificadas, ou dispensa de licitação ou pregão presencial, onde você tem um domínio para poder direcionar essas empresas e isso que chamou a atenção", disse.  

Vereadores de Flores solicitam apoio de Armando

Seis vereadores e lideranças políticas do município de Flores, no Sertão do Estado, reuniram-se com o senador Armando Monteiro (PTB-PE), hoje, e pediram apoio para ações de combate à seca e também para revitalização do Rio Pajeú.
Estiveram com Armando os vereadores Onofre de Souza (PR), Nezinho de Fátima (PR), Patrícia de Fátima (PR), Zé do Fosco (PR), Adeilton Patriota (PT) e Flávia Santana (PDT), além das lideranças Ivanildo do Fosco e Gilmar Miranda. O deputado estadual Augusto César (PTB) intermediou o encontro entre o senador e o grupo político.
Na reunião, os vereadores relataram a Armando a situação dramática que a seca, uma das mais duradouras dos últimos tempos, está impondo à região. O grupo político também reivindicou ao senador ajuda junto aos órgãos competentes por projetos que minimizem os efeitos da estiagem prolongada, além de perfuração de poços artesianos na região.
Os vereadores também trataram com o senador alternativas para revitalizar o Rio Pajeú, que vem sofrendo com a estiagem prologada e o despejo da rede coletora de esgoto. 

Governo reduz para R$ 965 previsão do valor do salário mínimo em 2018

O governo Temer reduziu de R$ 969 para R$ 965 a previsão do valor do salário mínimo para 2018. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (30) pelo Ministério do Planejamento, durante a apresentação de mensagem modificada da proposta de orçamento.

O valor definitivo do salário, porém, será fixado apenas em janeiro conforme manda a lei. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 937.

“Esse não é o valor que está sendo definido, mas uma projeção para fins orçamentários. O valor será fixado apenas em janeiro, como determina a lei, com a publicação de um decreto. É uma estimativa com base na estimativa da inflação”, explicou o ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira.

De acordo com mandatário da pasta, o valor menor ocorre devido a redução da previsão do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Esta é a segunda vez no ano que o governo reduz a previsão do salário mínimo para o ano que vem. Em agosto, a gestão do peemedebista já havia recuado do valor de R$ 979 para 2018 prometido na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o valor de R$ 969.

Por lei, até 2019, o salário mínimo é definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), índice próximo ao IPCA. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018.

Crescimento da economia

Na mensagem modificativa do PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual) de 2018, que será enviada ao Congresso Nacional, o governo mantém a previsão de crescimento de 2% do PIB para 2018 e uma inflação oficial pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de 4,2%.

Já a estimativa do INPC, teve uma leve modificação em relação à proposta orçamentária em tramitação no Congresso, de 4,2%, para 4,3%.

No documento que será enviado ao Congresso, o governo reduz a previsão de taxa Selic para o próximo ao de 8% ao ano para 7,25%.

O governo está enviando ao Congresso a mensagem modificativa porque a peça orçamentária enviada em 31 de agosto não considerou a revisão da meta de déficit fiscal para o ano que vem e a redução das despesas.

Humberto não descarta PT com PSB no 1º turno

Senador Humberto CostaNacionalmente, o PSB, que tem o governador Paulo Câmara como vice-persidente nacional, vem trilhando um caminho de retomada do projeto mais à esquerda. Em Pernambuco, um dos principais aliados do chefe do Executivo estadual, o deputado Jarbas Vasconcelos, já deu a seguinte senha: “O PT chegando (à Frente Popular), não vou me incomodar”. Para o senador Humberto Costa, a observação do peemedebista “foi supresa”. E ainda na análise dele, “não necessariamente”, o PT terá candidatura própria no 1º turno na disputa pelo Governo de Pernambuco. O senhor ficaria constrangido de estar no mesmo palanque de Paulo Câmara e Jarbas Vaconcelos? O petista pondera: “Todas essas coisas, têm que se discutir se elas vierem a acontecer”. 

Está descartada essa possibilidade de estarem no mesmo palanque? “Não”, devolve Humberto. E prossegue: “Do mesmo jeito que eles disseram que receberiam apoio de quem quer que fosse, nós do PT também, para Lula, vamos receber o apoio de todo mundo que queira apoiá-lo”. A análise foi feita, ontem, durante o programa Folha Política da Rádio Folha FM 96,7, que marcou também a gravação da coluna digital “No Cafezinho”. Humberto tece as considerações, levando em conta uma eventual aliança nacional do PT com o PSB. “Se houver, nós vamos discutir aqui”, pontua. Então, recorre a 2006, lembrando que Lula teve dois palanques no Estado, o dele e o do ex-governador Eduardo Campos. “Daqui para lá (2018), também, pode ser que surjam afinidades, coincidências de opiniões”, projeta. E arremata: “Não é impossível (um palanque conjunto). Agora, se fosse hoje, não vejo como. Pode ser que daqui a seis meses. Hoje, teríamos candidatura própria”.

Como entende o Solidariedade
No Solidariedade, prevaleceu um entendimento de que o nome de Jogli Uchoa para comandar a Perpart, embora tenha esbarrado em restrições no Palácio das Princesas, é o único que o partido chancela. Entre os argumentos, destaca-se que a Lei das Estatais guarda exceções, entre as quais o caso de Jogli se enquadra.

Argumento > O impedimento para presidentes de partido, dizem membros da sigla, não se aplica, segundo o parágrafo 1º do artigo 1º da referida lei, a empresas que tiverem, com suas subsidiárias, receita operacional bruta inferior a R$ 90 milhões no exercício social anterior. Feita uma análise para consumo interno, o Solidariedade registra que a Perpart, em 2016, teve receita de R$ 58 milhões, segundo o Portal da Transparência.

Supremo > Após sofrer derrota no STJ, que negou liminar em habeas corpus, o prefeito afastado Bruno Pereira estaria contratando um ex-presidente do STF para sua defesa. O ministro aposentado atuaria, segundo fontes do judiciário, num futuro habeas corpus no STF. O ex-ministro José Eduardo Cardozo também já foi contratado por Bruno. 

Presos > Um ex-prefeito de Buenos Aires e um vereador foram presos, ontem, pela Polícia Civil, na Operação Samidarish, mais uma sobre desvio de merenda escolar. O TCE intensificou desde 2016 o envio de dados à Polícia sobre empresas e prefeituras suspeitas. “O TCE, com as informações que passou, merece um enorme crédito”, disse ontem o delegado Izaías Novaes. 

Discurso para 2018 > Ao defender maior controle das fronteiras e cobrar efetivadade dos Planos Nacionais de Segurança, Paulo Câmara pode criar, junto aos governadores que participaram de encontro no Acre, ontem, um consenso de que a Segurança é um problema do Governo Federal.

Inep ainda não foi notificado sobre mudança no Enem; prova de redação é domingo

Enem 2016O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou, nesta segunda-feira (30,) que ainda não foi notificado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) sobre a decisão que determinou a suspensão da regra do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que diz que quem desrespeitar os direitos humanos na prova de redação pode receber nota zero.
O Inep diz que vai recorrer da sentença, mas isso só pode ser feito depois da publicação da decisão, o que ainda não aconteceu e nem há prazo previsto, segundo a assessoria de imprensa do TRF1. A prova de redação do Enem será aplicada a mais de 6,7 milhões de candidatos no próximo domingo, dia 5 de novembro.

Mesmo se a decisão da Justiça for mantida, o respeito aos direitos humanos deve ser considerado pelos candidatos que irão fazer a prova. Isso porque uma das cinco competências avaliadas na correção da redação do Enem prevê a elaboração de uma proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. Esse item não foi modificado pela decisão judicial.

Cada competência cobrada na redação recebe nota que varia de 0 a 200 pontos. A decisão do desembargador federal Carlos Moreira Alves anula apenas o item do edital que prevê a anulação da prova de alunos que dissertarem contra os direitos humanos. Nos anos anteriores, provas foram anuladas por causa dessa exigência.

As outras quatro competências analisadas na redação são: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa; selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista e demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Direitos Humanos
A regra que exige o respeito aos direitos humanos na redação do Enem está prevista no edital desde 2013. De acordo com a Cartilha do Participante, documento que estabelece os critérios de correção da prova discursiva, o desrespeito aos direitos humanos é um dos itens que podem levar a nota zero na redação, assim como fuga total ao tema, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e texto com menos de sete linhas. Segundo o Inep, algumas ideias e ações serão sempre avaliadas como contrárias aos direitos humanos, entre elas a defesa de tortura, mutilação, execução sumária e qualquer forma de “Justiça com as próprias mãos”.

Também ferem os direitos humanos, segundo as regras do Enem, a incitação a qualquer tipo de violência motivada por questões de raça, etnia, gênero, credo, condição física, origem geográfica ou socioeconômica e a explicitação de qualquer forma de discurso de ódio voltado contra grupos sociais específicos. Segundo o Inep, apesar de a referência aos direitos humanos ocorrer apenas em uma das cinco competências avaliadas, a menção ou a apologia a tais ideias, em qualquer parte do texto, pode anular a prova.

Em reunião com servidores Moura conclama à união

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e multidãoO Prefeito de Maraial Marquinhos Moura (PTB) deu nessa segunda-feira mais uma demonstração de liderança e de força ao reunir todos os servidores públicos do município para falar sobre às dificuldades de Maraial, bem como a parte que se refere a folha de pagamento. De acordo com o prefeito às bruscas quedas sofridas no FPM que vêm atrapalhando projetos e ações por parte da administração serão contornadas em um prazo médio.

"Eu sou pai de família, sei das dificuldades que todos aqui passam, mas o momento é de rever, reorganizar e nós estamos tendo o maior trabalho para pôr a casa em ordem. Estamos sofrendo hoje, infelizmente com a irresponsabilidade de anos anteriores, mas não vamos governar olhando no retrovisor e falando mal de gestões passadas. Vamos governar olhando para frente."  declarou o prefeito.


O Prefeito ainda anunciou que fará uma reforma administrativa que vise atender ao serviço público com qualidade e eficiência e fazendo sempre mais com menos. "A hora é de apertar os cintos porque a crise exige isso de nós". Pontuou o prefeito Moura.

Ministro petrolinense, Fernando Filho, é vaiado e chamado de golpista em congresso da UVP

O Ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, foi vaiado no início da tarde deste domingo, dia 29, durante o encerramento do congresso da UVP – União dos Vereadores de Pernambuco,  em Petrolina, no Sertão do São Francisco, quando proferia uma palestra, sobre a ‘Reforma Política e Atual Cenário Brasileiro’, em um hotel de luxo, na orla da cidade, para cerca de 150 vereadores do estado.

A palestra ocorria com tranquilidade até o momento do debate das privatizações realizadas pelo Governo Federal; sendo aberto o espaço para questionamentos dos parlamentares sobre vários assuntos tratados pelo Ministro Fernando Filho.
Na ocasião, a vereadora Cristina Costa (PT), discordou do ponto de vista do ministro petrolinense, quando tratava sobre os benefícios da privatização do Pré-Sal, ocorrida na última sexta-feira, onde o Governo Federal leiloou 8 áreas de exploração.

Na oportunidade, o ministro defendeu que as privatizações iriam gerar mais de 500 mil empregos, no entanto, a vereadora petista rebateu, afirmando que Fernando Filho acabou com o ‘conteúdo nacional’, ou seja, impedindo a participação da indústria brasileira de fornecer bens e serviços. Com a nova lei, o Brasil poderá ampliar o número de desempregados, que atualmente se encontra em 14 milhões.

Os parlamentares que acompanhavam o debate ovacionaram o ponto de vista da parlamentar ao defender a soberania nacional na exploração de recursos e, ao mesmo tempo, vaiaram o Ministro Fernando Filho com gritos de ‘golpista, golpista’.

Segundo vereadores que participaram do evento, a assessoria do ministro entrou em ‘alvoroço’ para tentar contornar a situação após os gritos de ‘golpista, golpista’. No entanto, não adiantou, a vereadora petista deixou o ministro petrolinense sem argumentos após seu posicionamento, e a péssima avaliação do Governo de Michel Temer entre a classe política de Pernambuco, corroboraram para o vexame de Fernando Filho, no próprio berço político.

(Ancora do Sertão)

Marília ganha aderência no interior


  Marília ganha aderência no Interior
Enquanto o PT não decide para onde caminhar em 2018, a vereadora Marilia Arraes, líder da oposição na Câmara do Recife, cuida de ocupar os espaços que ela própria, como uma das alternativas do PT ao Governo do Estado, tem por dever de assim o fazer para ficar mais conhecida além da Região Metropolitana. Neste fim de semana, por exemplo, foi recebida como estrela de maior grandeza no encontro estadual dos vereadores em Petrolina.
Entre selfies, abraços e apertos de mão, conseguiu roubar a cena no evento, mesmo não sendo palestrante oficial. "Sou vereadora e como tal vim atender a um convite da UVP", disse Marilia, aos jornalistas que o indagavam se já estava ali como pré-candidata a governadora. Para os vereadores petistas, sua presença foi bastante festejada e oportuna.
Marilia saiu de Petrolina para Caruaru, ontem, onde participou de um encontro do PT. Ao partido, ela tem dito que o melhor caminho para a legenda é caminhar com suas próprias pernas em 2018, colocando-se não como única opção, mas como alternativa entre outros nomes, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo, e o senador Humberto Costa. "O que não podemos é ser coadjuvantes", afirma, referindo-se às especulações de que o PT tende a caminhar para um realinhamento ao PSB.
Para ela, se isso viesse a acontecer, o que não está nos seus propósitos, o PT teria que assumir o ônus da gestão, no seu entender mal avaliada, do Governo Paulo Câmara. "Por onde tenho andado, seja no Agreste, Mata ou Sertão, o que constato é a fragilidade de um governo inoperante, sem comando. Não temos governador", alfineta.
E foi em cima deste discurso que a parlamentar se apresentou aos mais de 300 vereadores presentes ao encontro de Petrolina. Uma semana antes, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, principal liderança do PT no Sertão, já havia reunido um grupo de aliados na região num encontro para firmar compromisso pela candidatura de Marília.
Se depender de Duque, que administra o segundo maior colégio eleitoral do Sertão, o PT não pode cometer o pecado mortal de se realinhar ao PSB, apoiando a reeleição de Câmara em detrimento de uma candidatura própria. "O nome de Marília, vereadora aguerrida, talentosa e competente, é a grande aposta que o PT tem que fazer com Lula candidato ou não à Presidência da República”, afirmou.
(Magno Martins)

STJ manteve afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata

O ministro do STJ, Sebastião Reis, indeferiu a liminar em habeas corpus requerida pela defesa do prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira (PTB).

Dentre os advogados do prefeito, está o ex-ministro da Justiça e também ex-advogado geral da União, José Eduardo Cardozo, advogado da ex-presidente Dilma (PT) no impeachment.

Com auxílio de fontes, o Blog de Jamildo conseguiu a decisão sobre o habeas corpus em Brasília, revelando detalhes da investigação.

O desembargador Odilon de Oliveira, que afastou Bruno, disse ao STJ que o prazo de afastamento “razoável” é de até 180 dias, para permitir a continuidade das investigações. O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco disse que é possível que o afastamento seja por tempo maior, se a complexidade das investigações exigir.

A defesa do prefeito, no STJ, alegou que o afastamento usou de critérios genéricos.

O STJ não aceitou estes argumentos. O ministro relator usou para indeferir a liminar as três recentes cautelares expedidas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendendo contratos suspeitos da gestão de Bruno Pereira.

O relator pediu um parecer do Ministério Público Federal, que já está com os autos. Após o parecer, haverá o julgamento do mérito do habeas corpus, por uma turma de cinco ministros.

Para voltar ao cargo, Bruno Pereira precisará do voto de pelo menos 3 ministros, ou um empate da votação.

Na entrevista coletiva em que se defendeu logo após o afastamento, o prefeito teve a irrestrita solidariedade do senador Armando Monteiro (PTB), que disse acreditar plenamente na total inocência do correligionário.

Veja a decisão do STJ expedida na terça-feira (24)

domingo, 29 de outubro de 2017

Governador lança programa para estimular estudantes carentes a entrar na universidade


O governador Paulo Câmara lançará nesta segunda-feira (30) no Ginásio Pernambucano (Recife) o programa “PE no campus” objetivando ajudar alunos da rede pública a terem acesso ao ensino superior.
O lançamento está previsto para as 14h30 na Escola de Referência em Ensino Médio do Ginásio (Avenida Cruz Cabugá). O programa será coordenado pela Secretaria Estadual de Educação.
Segundo a assessoria do secretário Fred Amâncio, o programa se destina a estimular a participação dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e no exame do Sistema Seriado de Avaliação (SSA).
O governo se propõe a ajudar estudantes de baixa renda, após o ingresso na universidade, ofertando mil bolsas de estudo para aqueles oriundos de escolas públicas.
Serão oferecidas duas bolsas: uma para manutenção e outra para apoio à permanência do estudante na instituição, podendo serem recebidas cumulativamente durante o primeiro ano da graduação.
No primeiro ano, o valor total da bolsa é de até R$ 950,00 e, no segundo, de R$ 400,00 que serão repassados mensalmente aos contemplados.
Podem se candidatar estudantes com renda familiar de até dois salários mínimos, que moram no interior e tenham cursado o ensino médio em escola pública da rede estadual.
As bolsas serão ofertadas aos que tiverem obtido as melhores notas no ENEM e no SSA.

Nossa democracia engravidou de um desastre

Josias de Souza
Pesquisa eleitoral é uma espécie de ultrassonografia que serve para antecipar o nome do herói que os eleitores xingarão um mês depois do parto. O silêncio do asfalto dava a impressão de que o brasileiro tolerava o sofrimento na expectativa de que 2018 traria algo novo. Engano! As pesquisas mais recentes indicam que a crise brasileira é uma crise de desilusão. Quando parece que uma novidade vem pela frente, pelo menos um equívoco diferente dos já cometidos, descobre-se que pode nascer das urnas um erro manjado. O eleitorado oscila entre um condenado por corrupção e um apologista da ditadura militar.
Confirmando uma tendência que já havia sido farejada pelo Datafolha, o Ibope informa: se a disputa presidencial ocorresse hoje, o condenado Lula disputaria o segundo turno com o ex-tenente do Exército Bolsonaro. Sim, é verdade. As opções oferecidas não são animadoras. Mas, que diabos, a situação está insustentável. Por isso, o brasileiro precisa tomar as precauções mais triviais. Por exemplo: se for abordado por um pesquisador na rua, antes de dar qualquer resposta, o sujeito precisa certifique-se de que não esqueceu a consciência em casa.
Tem gente que só acredita na gravidade quando uma maçã —ou um descalabro— lhe cai na cebeça. A pessoa bota a mão na testa, percebe que escorre um melado e constata: “Shiii, deve ser a tal gravidade!” Lula e Bolsonaro são sintomas de um país adoecido. Resultado da cruza da falta de ética com a inépcia, a roubalheira e o empregocídio engravidaram a democracia brasileira de um desastre. Por sorte, ainda há tempo para um aborto político.
Neste momento de pré-campanha eleitoral, período em que os loucos dispõem de licença para apresentar suas credenciais para dirigir o hospício, seria extraordinário se o eleitor utilizasse as pesquisas para informar que já não aceita qualquer maluquice. Na dúvida entre o inaceitável e o inadmissível, nunca deixe para amanhã o candidato que você pode deixar hoje. Faltam opções? Simples: dê uma de louco. Diga que prefere votar em ninguém. Quem sabe assim os partidos tomam juízo e apresentam alguém.

Armando visita Carpina, Paudalho e Cumaru e se reúne com lideranças

Em visita as cidades de Carpina, Paudalho (Mata Norte) e Cumaru (Agreste), no sábado (28), o senador Armando Monteiro (PTB-PE) reuniu-se com diversas lideranças políticas, participou de procissão, encontrou-se com blogueiros e radialistas, entre outras atividades. As agendas tiveram por objetivo discutir ações estratégicas para o desenvolvimento dos municípios, avaliar a situação do Estado – sobretudo no que tange à questão da segurança pública –, e ouviu as demandas das comunidades. Os deputados federais Ricardo Teobaldo (Podemos) e Silvio Costa (Avante) acompanharam os compromissos.

Em Carpina, Armando reuniu-se com os ex-prefeitos Joaquim Lapa (Carpina), Nado (Nazaré da Mata) e Lamartine Mendes (Lagoa de Itaenga), além da vereadora Manu Lapa, todos do PTB. Eles conversaram sobre propostas para alavancar o crescimento dos municípios da Mata Norte. Em Paudalho, o petebista prestigiou o aniversário do prefeito Marcelo Gouveia (PSD). Na ocasião, Armando destacou os resultados que a gestão de Gouveia vem conquistando em pouco tempo. Neste ano, Armando destinou ao município uma emenda no valor de R$ 400 mil para a construção do posto de saúde de Alto Dois Irmãos, que será licitada nas próximas semanas pela prefeitura.

Já em Cumaru, Armando Monteiro participou da procissão de Santa Teresinha, celebrada pela Paróquia de Santa Teresinha. O tradicional cortejo religioso, que ocorre no município há mais de 70 anos, reuniu milhares de fiéis da região em uma grande demonstração de fé.

"Voltamos a esses municípios para manter contatos com as lideranças, ouvir os pleitos e demandas de cada cidade, nos sintonizarmos com as necessidades da região”, afirmou Armando Monteiro. “O parlamentar se ele ficar só no gabinete lá em Brasília se distancia e perde o contato com o povo. Me acostumei em toda a minha trajetória pública a sempre me aproximar, ouvir, manter o contato permanente com as pessoas. E foi isso que eu fiz visitando essas cidades, nos reunindo e ouvindo as pessoas”, completou o petebista.

75%: brasileiros duvidam que PSDB fará novo presidente


O PSDB recebeu dados que colocam na ponta do lápis a erosão de sua base eleitoral. Uma pesquisa encomendada pela sigla mostra que 75% dos brasileiros não acreditam que o próximo presidente será um tucano. No Nordeste, o quadro é ainda pior: 84%. Num recorte só com simpatizantes do partido, o estudo apontou três pilares para a descrença na legenda: a aliança com Michel Temer, a permanência de Aécio Neves (MG) no PSDB e as intermináveis brigas internas.
Análise das interações nas redes sociais mostra que 98% das menções ao PSDB são negativas.
Atualmente, o partido é o que mais perde engajamento em plataformas como o Facebook e o Twitter. Só em outubro, caiu 44%. Os tucanos estão atrás da Rede, do PT, do PC do B e do PMDB.
Os dados chegaram ao PSDB acompanhados da análise de que a sigla não teria outro caminho a não ser deixar o governo de Michel Temerpara começar a restaurar sua imagem. O diagnóstico parece estar sendo levado ao pé da letra pelo presidente interino da legenda, Tasso Jereissati (CE).  (Painel - Folha de S.Paulo)

Ibope: a boa e a má notícia para Lula

Resultado de imagem para Lula e Bolsonaro
Em um passado não muito distante muitas pessoas decretaram a morte política do ex-presidente Lula (PT). Alvo de várias investigações no âmbito da Operação Lava Jato, tanto em Curitiba como em Brasília no STF, Lula luta todos os dias e faz campanha, para ser mais uma vez candidato a presidente da República. A pesquisa divulgada hoje pelo Ibope revela uma coisa muito preocupante para os anti-Lula: Ele não está morto! E outra coisa pior ainda: Em um eventual segundo turno, é Jair Bolsonaro (PATRIOTAS) a quem Lula deverá enfrentar. Mas se por vias da dúvida e da Justiça Brasileira, Lula não poder disputar, ou pelo menos, não poder chegar como candidato ao final da campanha, já terá feito a campanha suficientemente para que o seu substituto que venha a assumir seu posto em 17 de setembro de 2018, vá para o segundo turno e enfrente muito provavelmente Bolsonaro e tenha condições de reconquistar a presidência do país. Lula fará o discurso de vítima, e hoje seus opositores estão cooperando para que este discurso vingue.

Lula é o preferido da imprensa e está todos os dias nos telejornais. Com a ajuda de medidas impopulares do Governo Temer, Lula consegue vender a imagem de que ele é o melhor candidato para retomar os trabalhos sociais e a agenda positiva para os pobres. Isso, justamente na hora em que o Congresso Nacional aprova reformas trabalhistas, e leis rígidas para os trabalhadores, que apesar de fazer com que a economia cresça, não têm tido simpatia do eleitorado pobre e de classe média no país. Para que Lula apareça nas pesquisas com 35% dos votos, é mais que uma prova que o seu discurso está indo ao encontro do discurso de uma grande parcela do eleitorado brasileiro. Da mesma forma, Bolsonaro com seus 16%. Nunca um candidato sem tradição política, e sem ser do PSDB atingiu tais percentuais com um ano de antecedência das eleições.

A pesquisa ibope trouxe duas notícias, uma boa e uma ruim para os entusiastas da campanha de Lula: A boa, Lula não está morto. A ruim, Bolsonaro também não. Aguardemos os próximos capítulos.


Prefeito visita obras do Rosário em Lagoa dos Gatos

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, céu, montanha, atividades ao ar livre e naturezaNa quarta-feira (25), o Prefeito da Lagoa dos Gatos, Misso de Amparo, fez uma visita à Vila do Rosário. Onde pôde acompanhar os trabalhos que estavam sendo feitos na ponte que dá acesso a Vila através de Belém de Maria. Em seguida, atendeu a população ouvindo as solicitações com pedido de melhorias, e foi em alguns locais verificar de perto o que a população requeria. 
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, montanha, atividades ao ar livre e naturezaDurante a visita estava acontecendo a entrega de 40 colchões enviados pela CODECIPE através da Defesa Civil Municipal para as famílias que foram atingidas pela enxurrada. ''Desde a enchente as famílias que perderam as casas, móveis e foram atingidas elas vem recebendo donativos e acompanhamento tanto por parte da Defesa Civil quanto do Governo Municipal e Estadual.'' disse: A Coordenadora da Compdec, Karliane Silva. 
Encerrando a visita no Rosário, o Prefeito Misso, visitou um terreno que provavelmente será utilizado para a construção das casas pelo Governo Estadual para as famílias que perderam suas residências por conta das chuvas. ''Foi um fim de manhã e início de tarde muito proveitoso, onde mais uma vez a população nos recebeu de braços abertos, e onde pude ouvir as solicitações dos moradores. Visitamos o local onde provavelmente será construído as casas paras as famílias atingidas pela cheia. Agradeço ao povo do Rosário de todo o coração e continuaremos firme e forte com o propósito sempre de ajudar o povo da nossa terra'' disse: O Prefeito Misso de Amparo. 

Fonte: Prefeitura de Lagoa dos Gatos

Ibope: Lula e Bolsonaro lideram disputa

Lula discursa durante manifestação contrária ao impeachmentSão Paulo – Em sua primeira pesquisa de avaliação da corrida presidencial de 2018, o instituto de pesquisas Ibope avalia que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estaria na frente com um mínimo de 35% das intenções de voto.
O resultado dessa consulta, que traz, ainda, outros cenários para a disputa, foi divulgado na manhã deste domingo, 29, pela coluna do jornalista Lauro Jardim, de O Globo. Neste caso, o deputado Jair Bolsonaro (PP) teria 15% da preferência dos eleitores.

Outros candidatos

Com Lula no cenário, a pesquisa coloca Marina Silva (REDE) em terceiro, com entre 8% e 11% da preferência do eleitorado.
Aqui, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o apresentador de televisão, Luciano Huck, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disputam em um grupo secundário, com intenções de voto que giram entre 5% e 3%.
Sem o ex-presidente, Marina passa a liderar a corrida presidencial empatada com Bolsonaro e com 15% das intenções de voto. Neste caso, o apresentador Luciano Huck surge em terceiro, com 8%. Ciro Gomes, Alckmin e Doria aparecem com entre 7% e 5%.
A pesquisa, lembra a coluna de O Globo, foi realizada neste mês com pouco mais de 2 mil pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Outras pesquisas

No início de outubro, o instituto de pesquisas Paraná Pesquisas, conduziu consulta similar, mas que avaliou a disputa sem a presença do ex-presidente, cuja viabilidade da candidatura ainda é uma incógnita em razão da possibilidade de sua condenação no caso do tríplex.
Na sua ausência, Bolsonaro lideraria em todos os casos e Marina viria em segundo, com uma diferença de até cinco pontos percentuais entre os candidatos. Os votos brancos, nulos e indecisos, contudo, empatariam tecnicamente com a intenção de voto no político do PP.

A guerra entre o prefeito de São Paulo e o governador do estado também foi alvo de análise desta pesquisa. Segundo os números do Paraná Pesquisas, Doria aparece na frente, com 13,5% ante 9,7% das intenções de voto em Alckimin.